Hidratação e multifunção: beta-glucan é o próximo ácido hialurônico?

Conheça mais sobre esse ativo do nosso Hidratante Facial

Se você pesquisar um pouquinho sobre o beta-glucan por aí, certamente vai descobrir que ele é uma grande tendência do mundo do skincare. Muita gente aposta que ele é um grande passo quando o assunto é hidratação e tem até quem aposte que ele é o próximo ou até melhor do que o ácido hialurônico, um ingrediente muito querido pelos consumidores e pela indústria por seu potencial super hidratante.

Mas por que o beta-glucan é a grande aposta do presente e do futuro? Ou até: por que a Sallve escolheu o beta-glucan para o Hidratante Facial, um produto de uso diário, textura leve e hidratação prolongada? Bem, o que já podemos adiantar é que ele de fato é um potente hidratante, mas é também muito mais do que isso.

Beta-glucan x Ácido Hialurônico

Essa comparação entre beta-glucan e ácido hialurônico faz sentido? Na verdade, um pouco, mas também nem tanto. Confuso? A gente explica! Na verdade, estamos falando de ativos diferentes (e ambos excelentes), que são usados de acordo com o resultado que as formulações precisam alcançar. Os dois são ótimos ativos umectantes, por exemplo.

+ Como medimos a hidratação dos produtos da Sallve?

Para começar esse papo, vamos relembrar o que é o beta-glucan. Também conhecidos como β-glucans, são polissacarídeos naturais encontrados em leveduras, algumas bactérias, fungos (incluindo cogumelos), algas marinhas e cereais, como a aveia. Ou seja, você pode ingeri-los na sua alimentação, mas ele também pode ser extraído e aplicado topicamente.

+ 70% da nossa pele é água: já parou pra pensar nessa relação?

Já o ácido hialurônico é uma grande molécula de açúcar, que é produzida naturalmente pelo nosso organismo. Todo mundo tem! Ele é um grande umectante, o que significa que retém uma enorme quantidade de água, além de recuperar a elasticidade e firmeza da pele. Porém, a partir dos 25 anos, há uma queda na produção e é por isso que pode ser interessante repor ou estimular.

Ele é mais potente em hidratação que o ácido hialurônico?

De forma geral, sim. Em testes in vivo, com aplicação de cremes com ácido hialurônico a 10% e beta-glucan a 10%, o segundo mostrou melhor performance de hidratação em tempos de 1 hora, 3 horas e 4 horas após a aplicação. Acaba que, em curto prazo, ele proporciona maior hidratação. As longas cadeias de beta-glucan permanecem na superfície da pele para reter a água e limitar a evaporação de forma eficiente.

Ele penetra mais na pele do que o ácido hialurônico?

Na verdade, isso ainda não pode ser atestado de fato. O que podemos dizer é que o beta-glucan é realmente capaz de penetrar profundamente a epiderme, mesmo com seu grande tamanho molecular.

+ 5 mitos ou verdades sobre ácido hialurônico

Em um artigo científico, há até uma comparação: o beta-glucan penetra da mesma forma que a água penetra uma parede de tijolos, não atravessa o tijolo, atravessa o concreto que une os tijolos.  Isso significa que ele atua por meio da matriz lipídica intercelular (o cimento das células) para entrar nos níveis inferiores da pele.

Exatamente por isso que estudos apontam que ele é excelente para cicatrização e regeneração, além também de estimular síntese de colágeno e ajudar a suavizar linhas finas.

+ O excesso de hidratação pode ser um problema?

Tem mais um ponto ligado a prevenção de envelhecimento precoce, exatamente por essa sua boa permeação. O beta-glucan consegue estimular a síntese do ácido hialurônico natural tanto na derme quanto na epiderme. Ele também estimula a síntese de procólageno e colágeno, também ligados a elasticidade e firmeza da pele.

Para quem não lembra, o ácido hialurônico tem diferentes pesos moleculares e, a depender disso, consegue estimular a produção natural também. Os que tem maior peso molecular, acima de 1000 kilodaltons, ficam superfície da pele, absorvendo água do ambiente e retendo-a, o que é excelente para a hidratação. Enquanto isso, os de baixo peso molecular – até 50 kilodaltons – são capazes de penetrar as camadas da pele e estimular a produção de ácido hialurônico natural.

Multifunção: as habilidades do beta-glucan

Já te contamos aqui no blog mais detalhes sobre todas as funções do beta-glucan. E é exatamente essa multifuncionalidade de benefícios que fez com que a gente trouxesse esse ativo para um Hidratante Facial diário. É mais que hidratação, é também:

  • Auxílio na regeneração da pele
  • Auxílio na recuperação da barreira cutânea
  • Prevenção do envelhecimento precoce
  • Melhora das linhas finas e da firmeza da pele

“Ele foi uma escolha por ser um potente ativo hidratante, sendo que ajuda na regeneração, reparação e na questão do envelhecimento precoce. Ele consegue ajudar na inflamação com defesa imunológica contra bactérias, ajuda na regeneração com aumento de queratinócitos, colágeno. Ele, em comparação ao ácido hialurônico, o estímulo de queratinócitos é bem similar. O mesmo acontece com os fibroblastos, isso com uma quantidade menor (de beta-glucan) na formulação."

Ana Sofia Barbosa, especialista em Pesquisa e Desenvolvimento da Sallve.

Ou seja, respondendo aquela pergunta lá do começo: por que ele é uma grande aposta? Embora o beta-glucan não seja um ativo novíssimo, só agora ele vem ganhando mais destaque, exatamente por ser um ativo muito hidratante, com alta permeação e ainda trazer diversos outros benefícios incríveis e importantes para a pele. Ou seja, é um ativo completo, perfeito para estar um hidratante diário, por exemplo.

+ 5 ingredientes que não vão sair do radar do skincare em 2021, segundo dermatologistas

Hidratante Facial

O Hidratante Facial chegou para ser o seu hidratante diário, com textura leve e sensação refrescante. Com ativos poderosos, para oferecer resultados incríveis.

Além de beta-glucan, ele também conta com: phytoesqualano, ingrediente biomimético que previne a perda de água, ajudando a manter a hidratação por muito mais tempo; niacinamida, que ajuda a uniformizar o tom e também reter a água da pele, prolongando a hidratação e o controle de oleosidade por muito mais tempo; e, por fim, o melão do kalahari, obtido de uma das poucas plantas que sobrevivem períodos de seca, rico em vitamina E e ômega 6, além de hidratante também tem ação antioxidante poderosa.

E aí, que tal incluí-lo na sua rotina diária?

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

subtotal

Loading
Login efetuado com sucesso!