"Não podemos fazer por fazer, sempre tem que ter um algo a mais"

Conheça a Ana Caroline Lopes, nossa Community Manager e Redatora Júnior, a responsável pelos pelos e-mails ma-ra-vi-lho-sos da Sallve.

Ana Caroline Lopes, ou melhor, a Carol, é a nossa Community Manager e Redatora Júnior. Tem 22 anos, é de São Paulo e ama maquiagem e dança, além de ser apaixonadíssima por livros. E pra você ficar um pouco mais encantada (o) pela Carol, é ela a responsável pelos e-mails ma-ra-vi-lho-sos da Sallve, e também é ela que monitora e interage com nossa comunidade nas redes sociais.

A nossa redatora é publicitária e se formou em 2018. Desde sempre, foi apaixonada pelo mundo da beleza e enxergou desde cedo a necessidade de se sentir representada nesse mercado.

Ana Caroline Lopes

“Isso tem muito a ver com as coisas que fui aprendendo ao longo do Ensino Médio, em me entender como uma mulher negra e o quanto a beleza tem lugar nisso tudo. Principalmente, na falta que sentia de pessoas como eu, não só sendo representadas, mas ocupando os lugares de decisão. Vi que talvez era ali nesse meio que eu devia estar e fui me encantando cada vez mais com as possibilidades”, explica.

A Carol ama estudar (mesmo!) e a forma como ela chegou aqui na Sallve tem tudo a ver com isso. “Aprender alguma coisa nova é o que me motiva. Acho que por isso eu já trabalhei em vários lugares diferentes: fui redatora para faculdade, trabalhei em veículos com posicionamentos totalmente diferentes na área comercial, fiquei um tempinho em agência trabalhando com mídia e, antes de vir pra cá, em uma fintech bem querida”, conta.

“Mas foi em abril que decidi estudar sobre cosméticos naturais (mais uma coisa pra aprender, afinal), já que queria usar produtos fabricados por mim mesma. Foi um curso incrível que aprendi bastante coisa, a ponto de pesquisar empresas que seguissem por esse caminho mais limpo e simples. Encontrei a Sallve no meio dessa pesquisa e foi amor à primeira vista quando vi o feed. Nessa época, ainda não tinha produto e isso não me impediu de sentir um encanto pela marca, pelo contrário. Curiosa que sou, quis saber quem estava por trás de tudo, chamei a Jéssica Gomes no Linkedin para conversar e cá estou!”, disse ainda.

Conheça mais sobre o trabalho da nossa Community Manager e Redatora Júnior:

O que você faz na Sallve?

Aqui na Sallve eu sou redatora e também cuido da comunidade, ou seja, escrevo os e-mails que chegam nas caixas de entrada de vocês, os anúncios de mídia paga que aparecem no Instagram, Facebook e etc. E, além disso, cuido, interajo, monitoro e engajo com a comunidade nos comentários de todas as nossas redes sociais. Resumindo, é isso!

Qual é o jeito Sallve de interagir com a comunidade?

Tem uma pergunta que tento me fazer sempre que é: “como a comunidade vai se sentir?”. Então, aprendi que o ponto central é interagir de um para um, sempre. É o que vai inspirar a comunidade confiar na gente, não só para usar nossos produtos, mas para as conversas mesmo. De ver a marca como um lugar de troca, carinho e de aprendizados. Isso é o que torna nosso trabalho tão especial.

A Sallve busca ser diversa na sua comunicação, na sua equipe. Como é para você, como profissional, ver isso acontecendo?

Olha, estar aqui me deixa muito feliz e muito orgulhosa de tudo o que a gente vem fazendo. Principalmente por eu, mulher preta, conseguir fazer e me sentir parte. Claro que sempre tem espaço para melhorar, mas ouso dizer que começamos muito bem.

Como garantir um engajamento da comunidade no email, redes sociais, etc?

Outra coisa que aprendi é que não podemos fazer por fazer, sempre tem que ter um algo a mais, uma utilidade no que estamos produzindo. Acredito que essa seja a chave de tudo e, por isso, a gente consegue perceber um engajamento cada vez maior no que fazemos por aqui.

Os emails da Sallve são uma delícia. Quais são os cuidados pra fazer um conteúdo tão interessante pra comunidade?

Aí vai mais uma pergunta (risos): o que escrevo é minimamente útil pra quem vai ler? Se sim, eu passo para aprovação. Se não, vou pesquisar o que a comunidade está falando ou se apareceram dúvidas recentes sobre algum tema específico, por exemplo. A partir daí, volto pra escrever até sair algo que eu goste e que tenha a cara da Sallve.

Pergunta bônus! A Carol ama tanto ler que já baixou mais de 50 livros nesse período de quarentena. Então, a gente não poderia perder a chance.

Indica alguns livros pra gente?

Praticamente todos os clássicos da literatura brasileira, como “O Cortiço” e “Dom Casmurro”. Também acho incríveis as obras da Djamila Ribeiro, ela é uma maravilhosa. Um que eu amo demais é “O ano em que disse sim”, da Shonda Rhimes, porque fala muito sobre o medo que a gente tem de fazer coisas diferentes e como foi o processo dela de tentar mudar esse “instinto”.

Cito também o “Sapiens”, do Yuval Harari, porque me ajudou a entender mais sobre pessoas, e como trabalho com comunicação, essa obra tem um peso ainda maior. Agora, pra entreter, gosto muito de todos os livros do Dan Brown. Tem muita descrição, o que me ajuda a imaginar as cenas, ao mesmo tempo que por ser ficção científica, não consigo parar de ler.

vamos conversar?

mais do blog

Microbioma Cutâneo

Microbioma Cutâneo

Já ouviu falar sobre o microbioma cutâneo? Ele é formado por milhares de bactérias, fungos e vírus que protegem a nossa pele.
Saiba mais

buscar

sua sacola

  • Loading