Como recuperar a pele após procedimentos dermatológicos? O Hidratante Reparador pode ajudar

Tem muito a ver com os ativos poderosas da nossa fórmula

Se você já se submeteu a procedimentos dermatológicos como peelings e aplicação de lasers, sabe que a pele pode precisar de alguns cuidados para se recuperar de maneira saudável. Geralmente, a hidratação é uma delas, já que esse é um passo essencial para que nossa barreira cutânea fique íntegra e siga nos protegendo.

Procedimentos dermatológicos

Quais procedimentos dermatológicos?

“Quando a gente faz um procedimento, normalmente, há uma quebra nessa barreira de proteção da pele. Algumas vezes até do ponto de vista mais invasivo, com algum tipo de sangramento”, diz a Dra. Monalisa Nunes, dermatologista consultora da Sallve. Por isso, depois de fazer um procedimento dermatológico em consultório, é interessante ouvir direitinho a rotina de cuidados indicado pelo seu dermatologista.

+ Barreira cutânea x barreira lipídica: qual a diferença?

E quem pode ajudar nesse caso? O nosso Hidratante Reparador, o mais novo integrante da família Sallve. A fórmula dele é cheia de ativos poderosos, que hidratam, acalmam e ainda podem auxiliar na recuperação da pele. Dra. Monalisa Nunes, aliás, aponta que o novo membro da família Sallve pode ser bom para a recuperação da pele após peelings, lasers, microagulhamento e até depilação a laser. "Após todos esses procedimentos o Hidratante Reparador é ótimo", afirma.

Cuidados gerais após procedimentos dermatológicos

A especialista lista alguns cuidados gerais com a pele que devemos ter após procedimentos dermatológicos em consultório: "Normalmente, os cuidados gerais são manter uma rotina básica - com limpeza, hidratação e proteção solar. Pedimos também para o paciente suspender o uso de ácidos ou outros cosméticos que sejam um pouquinho mais agressivos. Algumas vezes, até um esfoliante a gente pede para retirar da rotina", explica a dermatologista.

+ Os 5 minutos que valem ouro entre a limpeza facial e a hidratação

O segredo principal? Hidratar e acalmar a pele, repondo os componentes que a pele acaba perdendo no processo, que são esses hidratantes, os óleos essenciais e os eletrólitos, até a pele entrar em regeneração total. Quando a pele volta ao estado normal, voltamos com a rotina tradicional que o paciente utilizava antes", completa.

Procedimentos dermatológicos: o inverno é a época ideal!

Você já deve ter ouvido que o inverno é a melhor época do ano para apostar em procedimentos dermatológicos mais invasivos, e é fácil entender por quê: todos eles são contraindicados se você vai expor sua pele ao sol. Como nessa estação a exposição solar acaba sendo naturalmente menor, a época é ideal para cuidar da sua pele: tratamentos para manchas, por exemplo, são ótimos nesse período.

Hidratante Reparador

Nosso lançamento tem ativos que são feras quando o assunto é atrair e reter umidade, além de acalmar e ajudar a repor e restaurar a barreira cutânea.

+ O que a água faz pela nossa pele?

"Pantenol e a Manteiga de Karité são excelentes hidratantes. As ceramidas são um tipo de ativo importantíssimo para barreira natural de proteção da pele. O alfa-bisabolol é calmante. E os eletrólitos são itens essenciais para o bom funcionamento natural da pele", diz a Dra. Monalisa.

Começando com o pantenol (um percussor da vitamina B5), o ativo é muito conhecido por promover a hidratação da pele, devido sua capacidade de atrair e reter umidade. Mas não só isso: o pantenol ativo age diretamente no reparo da barreira cutânea e tem também propriedades anti-inflamatórias, ajudando quando a pele apresenta vermelhidão, inflamações e até picadas de alguns insetos.

O alfa-bisabolol também ajuda e muito a acalmar a pele após procedimentos dermatológicos. Como? Ele inibe as citocinas pró-inflamatórias, moléculas associadas a inflamações, e reduz irritações, acalmando a pele. Um super amigo para acelerar o processo de cicatrização da pele.

+ Ácido hialurônico e Pantenol: por que essa combinação é só sucesso

Enquanto isso, a manteiga de Karité tem um alto potencial hidratante por conta de seu alto de teor de ácidos graxos. Esses óleos agem restaurando lipídios e devolvendo a umidade para a pele, o que auxilia a reparar a barreira protetora da pele.

Esse ativo ainda tem mais uma função, que pode ajudar muito na recuperação pós-procedimentos dermatológicos, quando sua pele fica realmente mais sensível e irritada. Quando aplicamos na pele. A manteiga ajuda na inibição de mediadores pró-inflamatórios (iNOS, COX-2 e citocinas), minimizando irritações.

Além desse trio de peso, nosso Hidratante Reparador ainda conta com ceramidas (para repor e restaurar a barreira cutânea) e eletrólitos (minerais que atraem água e regulam os níveis, contribuindo para uma hidratação mais profunda). Um time completo para recuperar e hidratar sua pele em diferentes cenários.

"Com esses ativos, que são essenciais para o bom funcionamento da barreira, eles retornam a pele para esse estado natural e ajudam na cicatrização também, principalmente com o alfa-bisabol", completa ainda a Dra. Monalisa Nunes.

Hidratante Reparador: testes

É claro que o Hidratante Reparador tem excelentes ativos, super recomendados quando o assunto é recuperar e acalmar a pele após procedimentos dermatológicos. Mas a Sallve também realizou testes específicos para comprovar a eficácia do produto.

Para começo de conversa, aqui vale a pena dizer que os testes foram feitos em um grupo de pessoas que fizeram peeling químico com 15% de ácido salicílico. Foram feitas avaliações logo após o procedimento estético, além de 7 e 15 dias depois. As pessoas usaram o Hidratante Reparador de acordo com as instruções de uso em metade da face. Na outra metade, não passavam nada.

Em testes de eficácia clínica (com avaliação de um dermatologista), conseguimos o resultado de que o Hidratante Reparador, após 7 e 15 dias, melhorou a hidratação e a recuperação da pele, em relação ao tempo basal, ou seja, logo após o procedimento estético. Quando o assunto é eritema (vermelhidão), o Hidratante Reparador também apresentou uma melhora significativa após 15 dias de uso.

Comparando com a área de controle (sem produto), foi percebido por eficácia clínica que a partir de 7 dias já temos uma melhora estatisticamente significativa na hidratação e recuperação da pele.

Também testamos, com um equipamento chamado Tewameter (que mede a perda de água transepidérmica), a recuperação da barreira cutânea, que costuma ser danificada após procedimentos estéticos, como um peeling químico, por exemplo. Com isso, conseguimos comprovar que após 15 dias a face tratada com Hidratante Reparado apresentou resultados estatisticamente superiores de perda de água transepidérmica em relação ao lado sem produto, indicando que o produto ajuda a recuperar a barreira cutânea após procedimento estético.

Além disso, nós fizemos um teste para mensurar o índice de descamação a da pele, usando o Corneofix com avaliação pelo Visioscan. Após 15 minutos, 7 dias e 15 dias, o lado da face tratada com o Reparador teve resultados estatisticamente superiores de umidade e integridade da pele em relação ao controle.

E aí, que tal incluir o Hidratante Firmados na sua rotina?

Tem alguma dica, dúvida ou sugestão? Fale com a Sallve. A gente adora trocar experiências!

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading