10 fatores que influenciam na saúde da nossa pele

Vamos cuidar mais da alimentação?

Se você procura se informar sobre saúde e alternativas naturais para não recorrer à alopatia em cada probleminha leve que aparece, com certeza você já leu em algum lugar sobre o médico norte-americano de medicina funcional Dr Mark Hyman.

O médico, que com capas ilustradas com fotos a la Jamie Oliver, conquistou o mercado editorial e acaba de ser apontado pela 13a vez pelo New York Times como o autor mais vendido. E não é por menos: Dr Mark nos oferece uma revolução no nosso corpo que começa pela mesa de casa. Ele ensina:

"Comida não é 'como remédio': é remédio, e é a nossa ferramenta número um para criar a saúde vibrante que merecemos".

Dr Mark Hyman

Alguns de seus livros foram traduzidos para o português (como "Comida: Afinal de contas, o que devemos comer?") e são encontrados nas livrarias. Já em seu site ele disponibilizou uma série de assuntos bem interessantes em podcasts: como vencer o vício ao açúcar; por que as indústrias fazem produtos não saudáveis; ou por que continuamos a ter a todo tempo infecção urinária, sinusite e resfriados. O material é ótima fonte para buscarmos informações e encontrarmos um equilíbrio com tratamentos que podemos seguir.

Vamos frisar que não estamos dizendo aqui para abrir mão de remédios e buscar a cura apenas nos alimentos, combinado? O bacana é aliar as forças: cuidar da nossa alimentação se reflete na nossa saúde física e mental, e podemos melhorar sempre o nosso estilo de vida. É mais uma ferramenta para a saúde do nosso corpo e de uma pele com viço.

Isaiah Mcclean / Unsplash

Dito tudo isso, é hora de voltarmos ao assunto principal:

Saúde da nossa pele

O Dr Mark Hyman elencou nove ajustes que podemos fazer na nossa rotina e que podem contribuir muito para o aspecto e para a saúde da nossa pele, potencializando ainda mais os efeitos do nosso skincare. E a essa lista que ele publicou em seu Instagram, adicionamos mais uma fundamental.

1 - Reduzir os alimentos processados e açucarados

Alimentos que levam farinha branca refinada (carboidrato simples) ou açúcar acarretam o aumento da insulina no sangue, que, por sua vez, estimula a produção de hormônios andróginos. Estes desencadeiam uma maior produção de sebo pelas glândulas sebáceas, aumentando a chance de aparecimento de cravos e espinhas, por exemplo.

2 - Eliminar alimentos que causam sensibilidade

O Dr Mark exemplifica este com o caso de um paciente que tinha vários distúrbios de pele que foram eliminados com a alimentação, uma vez detectada a doença celíaca.

3 - Corrigir desequilíbrio intestinal

Quando conversamos aqui no blog com a dermatologista Dra Camila Rosa sobre a acne que apareceu com tudo nas nossas peles durante a quarentena, ela explicou que "há um eixo direto entre pele e intestino, que faz com que essa acne apareça". Portanto, uma alimentação balanceada resulta em um intestino regular, e a consequência é uma pele mais bonita e saudável.

4 - Seguir uma dieta rica em ômega 3

aprendemos aqui que ele se encontra em sementes de vegetais, óleo de fígado de bacalhau, e em peixes mais ricos em gordura, como a cavala e o salmão.

5 - Otimizar o estado dos nutrientes

Vários estudos têm demonstrado a importância de determinados micronutrientes (minerais e as vitaminas) na manutenção da integridade e capacidade de reparação da pele. Quer saber mais sobre esses micronutrientes? Temos uma lista completa: quais alimentos podem ajudar a manter a pele saudável?

6 - Fazer exercícios regularmente (e suar regularmente)

Já apontamos aqui que o sedentarismo é um dos fatores de aceleração do envelhecimento precoce, lembra?
A prática de exercícios físicos regularmente se reflete positivamente em todo o nosso organismo, inclusive na nossa pele. Melhora a circulação sanguínea na pele e combate a flacidez entre tantos outros benefícios. Quer dicas para não ficar parado? Temos aqui.

7 - Dormir bem

O conselho de dormir bem pode soar como uma furada para quem tem crises de insônia, mas pode apostar como prestando atenção a uma série de fatores (inclusive na alimentação e na exposição à luz azul), você vai ter boas noites de sono. Está pronto para testar? Temos aqui 11 dicas preciosas para o teu sono da beleza.

8 - Reduzir os níveis de estresse com relaxamento ativo

Diversas condições de pele são diretamente ligadas a causas inflamatórias: eczema, dermatite, acne, rosácea... E quando seu cérebro está sobrecarregado com estresse, acredite: essas condições podem piorar. O estresse pode ressecar a tua pele, deixa-la mais oleosa, tirar seu viço e por conta dele você pode ter mais cicatrizes: (roer unha, puxar o cabelo, cutucar o rosto, espremer cravinhos).

Uma forma de reduzir os níveis de estresse é com a meditação. Em uma época em que tanto se fala sobre problemas mentais como ansiedade, depressão e afins, aprender a "desligar" a nossa mente por um período, todos os dias, pode ser muito mais benéfico do que outras alternativas. Vamos tentar? A gente continua essa conversa: Começar a meditar pode ser muito mais fácil (e viciante!) do que você imagina.

9 - Atenção a produtos de skincare com ingredientes tóxicos

Quem acompanha o blog da Sallve sabe que a gente bate insistentemente em uma mesma tecla: a de aprendermos a ler os rótulos dos produtos de skincare. Identifique se um cosmético tem petrolato, se é agressivo para a tua pele, se tem micropartículas plásticas (que não é tóxica para a tua pele, mas será descartada na água e ingerida por peixes que fazem parte da nossa alimentação).

A atenção é válida não apenas aos ingredientes mas também a produtos que podem ser agressivos se usados de forma errada: por exemplo, usar um sabonete corporal na face pode entupir os poros, causando espinhas, cravos e inflamações. 

10 - Beber muita água

Essa é a estrategia que adicionamos à lista de nove pontos do médico funcional. Já aprendemos que o benefício da ingestão diária de dois litros de água não se reflete só na pele, mas sim em todo o corpo. O consumo adequado colabora com a circulação sanguínea, com a absorção das vitaminas hidrossolúveis (vitaminas C e B) e ajuda o funcionamento do intestino e dos rins, além de aumentar o fluxo de oxigênio, eliminar toxinas, equilibrar a temperatura corporal e se refletir em um aumento da imunidade. O papel da ingestão de água é o de limpar o organismo, fazendo uma espécie de faxina interna. 

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading