14 mitos e verdades sobre hidratação da pele para sabermos já!

Você deve passar hidratante na pele seca? Pele oleosa não precisa mesmo de hidratante? Temos respostas aqui!

Ao lado de limpar e proteger, manter a pele hidratada é um passo básico e importante de qualquer rotina de cuidados com a pele. Mesmo assim, com tantas informações flutuando por aí, um conceito tão simples acaba se tornando complicado. Só que não precisa ser: sua pele precisa estar sempre hidratada, esse é o fato.

mitos sobre hidratação da pele

"O rosto é o local do corpo que está em contato com o meio externo, sem proteção. A pele do rosto, pescoço, colo e mãos são as que necessitam mais da hidratação, já que precisamos protegê-las dos fatores externos, como radiação ultravioleta, poluição e da baixa umidade relativa do ar", já nos explicou uma vez o dermatologista Dr. Alberto Cordeiro.

+ As 3 etapas essenciais de uma rotina de skincare

Além disso, quando não hidratamos a pele, comprometemos sua barreira protetora (lembra da sua importância?), podemos desencadear um quadro de sensibilidade, contribuir para seu envelhecimento precoce e colocar em xeque sua elasticidade e viço - e todo mundo quer ter a pele elástica e viçosa, né?

Hidratação: mitos e verdades

Você já deve ter ouvido ou concluído muitas coisas sobre hidratação da pele - mas acredite: algumas são realmente verdade, mas muitas são mitos. Duvida? Conversamos com alguns dermatologistas para derrubar alguns deles e dar dicas preciosas. Segue o fio!

Pele oleosa não precisa de hidratante

Mito absoluto! To-das as peles precisam de hidratação. É bem comum confundir pele oleosa com pele hidratada, mas as duas coisas são bem diferentes (e geralmente nos damos conta disso quando tentamos controlar demais a produção de óleo e acabamos com a pele repuxando).

+ Pele oleosa precisa ser hidratada sim!

"Pele desidratada é uma pele sem viço, que é aquele brilho de pele saudável. Você vê que a pele está íntegra, que tem um tônus bom. Geralmente na pele oleosa pode ser mais difícil de ver, mas este é o sinal que mais denota uma pele desidratada", explica a dermatologista Dra. Camila Rosa. Outro sinal de pele oleosa desidratada que pode até te confundir? Excesso de oleosidade!

+ 9 dicas simples para cuidar da pele oleosa

Para quem tem pele oleosa e morre de medo de hidratar e ter um quadro de espinhas descontroladas, a Dra. Camila explica que isso só acontece quando você escolhe o hidratante errado: "As pessoas acabam usando um hidratante para quem tem pele seca, mas hidratantes para pele oleosa são específicos e não vão piorar a oleosidade. Quando se escolhe o produto errado você vai acabar tendo mesmo espinhas."

Dormir ajuda a equilibrar a hidratação da pele

É a mais pura verdade! Já te contamos aqui que aquela história do sono da beleza é muito real. “É durante a noite que as células se renovam, organizam suas funções, reparam e equilibram os danos pelas agressões externas que acontecem durante o dia. O sono traz enormes benefícios para a saúde, inclusive a da pele”, aponta a Dra. Patrícia Mafra, membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

+ 7 tipos de descanso: como identificar qual o seu corpo precisa

Conhecido como o hormônio do sono, a melatonina é produzida naturalmente pelo nosso corpo no horário noturno. Dra Monalisa Nunes, dermatologista consultora da Sallve explica que "a melatonina é um hormônio fundamental pra a existência do sono REM (ou seja, o sono mais profundo). É ela, que junto com outros hormônios estimula a liberação de fatores de crescimentos epidérmicos, estimula a produção de colágeno, melhora a vascularização e o detox".

“Enquanto dormimos, o suor demora mais para evaporar, potencializando assim a hidratação da pele. O sono inadequado pode contribuir para o aparecimento de olheiras e bolsas e, neste caso, há dificuldade de drenagem no local. Quando a pessoa passa por um longo tempo sem dormir, o corpo produz hormônios que são associados ao estresse e alterações no organismo, o que pode ocasionar a diminuição de brilho na pele e aumento dos vincos, o que traz uma aparência mais cansada”, completa ainda a Dra. Patrícia.

hidratantes da sallve

Poros dilatados são sinal de pele desidratada

Todo mundo já acreditou nesse mito em algum momento, não? A Dra. Camila, porém, já derrubou este que é um dos maiores mitos sobre hidratação da pele aqui para a Sallve: "Na verdade, poros dilatados denotam excesso de oleosidade, ou então são mesmo uma característica da própria pele - quando a pessoa tem as glândulas sebáceas maiores."

+ O efeito filtro e os padrões de beleza das redes sociais

A combinação desse excesso de sebo mais células mortas acaba ficando depositada ao redor dos poros, e o resultado é que a aparência deles fica ainda maior. Mas há outros fatores que podem contribuir com o quadro, como poluição e água quente demais no banho ou para lavar o rosto, envelhecimento da pele e suor.

O hidratante deve ser aplicado na pele seca

Nada disso! Passar o hidratante na pele úmida é uma dica frequente de dermatologistas. A mão está seca? Depois de lavá-la, entre com o hidratante. Tomou banho? Passe o hidratante logo após sair do banho (você pode ainda usar um óleo ainda dentro do box, na pele molhada mesmo!).

+ É possível potencializar a hidratação da pele?

Dra. Monalisa Nunes dá a explicação: "Você aproveita mais essa ação do hidratante, porque a camada córnea está mais úmida e a pele mais receptiva para receber essa hidratação. Ao sair do banho dê aquela batidinha na pele com a toalha e faça sua rotina de cuidados com a pele. Se você for usar um hidratante oclusivo, que cria essa barreira por cima da pele, isso faz com que aquela hidratação que está ali na pele dure mais, demore mais tempo para evaporar", completa.

Suar muito anula o efeito da hidratação

É mito! A sudorese intensa não anula o efeito do hidratante. Inclusive, a Dra. Roberta Padovan, médica pós-graduada em dermatologia, avisa: “pelo contrário, pois o suor é rico em sais minerais, acaba sendo um bom hidratante.”

+ Skincare antes e após exercícios: o que é melhor para a pele?

O suor é constituído por água, eletrólitos, sais minerais e aminoácidos. Ele ajuda a eliminar toxinas do nosso corpo e é um mecanismo de defesa da pele para diminuir a temperatura corporal quando o corpo está mais quente que o necessário.

A Dra. Patrícia Mafra ainda alerta para uma confusão comum: “não é a pele que fica desidratada com a transpiração, mas sim o indivíduo, que pode ficar (desidratada) quando a sudorese for intensa e consequentemente causa perda de água.”

Cuidado: sua pele pode ficar viciada em hidratante

Mito! Você já deve ter lido pela internet que usar hidratante demais pode deixar sua pele viciada, e com isso ela vai perder sua capacidade de produzir sua hidratação natural. Mas este é mais um dos mitos sobre hidratação da pele que vale ser derrubado.

Este, porém, é mais um desses mitos de internet. A pele não se "acostuma" com um hidratante e esquece de produzir sua própria hidratação. Seu corpo precisa de ajuda para manter-se hidratado e saudável (pense: comida e bebida, certo?), e sua pele precisa dessa ajudinha também. A única coisa é que o mecanismo é diferente.

+ Por quanto tempo se mantém a hidratação?

Com o passar do tempo, você mesmo vai sentir que sua pele vai perdendo essa habilidade de se manter naturalmente hidratada - especialmente por conta dos danos solares e da idade. Sendo assim, quanto mais o tempo passa, mais você precisa cuidar da sua pele, hidratando-a diariamente.

Abusar da hidratação é a melhor forma de cuidar da pele

Não. É aquela história de que tudo em excesso não é tão bom assim. Equilíbrio é fundamental para manter a barreira cutânea íntegra. A Dra. Patricia Mafra dá a dica sobre quantidades: “Existe uma quantidade mínima necessária para conseguir uma hidratação efetiva da pele.  Na hora de passar o hidratante, devemos observar que conseguimos cobrir toda a área.”

No rosto por exemplo, a dermatologista indica a quantidade equivalente ao tamanho de uma moeda de 01 centavo. No corpo, a quantidade média é equivalente ao tamanho de uma noz por área corporal.

+ O excesso de hidratação pode ser um problema?

“Exagerar na quantidade de hidratante não necessariamente vai melhorar a hidratação. Em algumas áreas, pode aumentar a oleosidade, além de gerar desperdício de produto. A pele precisa absorver esse produto. E essa absorção de grande quantidade não é tão imediata. Por isso quando aplicamos o hidratante a orientação é de massagear o produto até a completa absorção. Se aplicar mais do que o necessário, esse excesso de produto vai acabar saindo quando em contato com os tecidos”, completa a especialista.

Beber água é benéfico para a pele

Pura verdade. A hidratação precisa acontecer também de dentro para fora.A hidratação oral é fundamental para manter a hidratação do nosso organismo como um todo, inclusive da nossa pele”, aponta a Dra. Patrícia Mafra.

O consumo adequado de água só traz benefícios, colaborando com a circulação sanguínea, com a absorção das vitaminas hidrossolúveis (vitaminas C e B) e ajudando o funcionamento do intestino e dos rins. Aumenta o fluxo de oxigênio, elimina toxinas, equilibra a temperatura corporal e se reflete em um aumento da imunidade. O papel da ingestão de água é o de limpar o organismo, fazendo umca espécie de faxina interna. 

+ 70% da nossa pele é água: já parou pra pensar nessa relação?

A ingestão recomendada de água se reflete na pele, porque ela é composta por células que, por sua vez, têm água na composição. Uma pele bem hidratada (e com uma rotina de skincare) tem viço e elasticidade.

O primeiro sinal de um consumo abaixo do recomendado pode ser visto com os sinais que a pele nos dá. É aquela velha história que tanto falamos aqui na Sallve: é importante nos conhecermos e aprendermos a entender os sinais que o nosso corpo nos dá. A falta de hidratação adequada tem como consequências a perda de elasticidade e uma pele ressecada, comprometendo a reposição da barreira lipídica, que defende o nosso organismo de agressões externas. 

Uma boa alimentação contribui para hidratação da pele

Verdade! Existem nutrientes, vitaminas e antioxidantes presentes em diversos alimentos que ajudam a manter a saúde da nossa pele, por exemplo a vitamina A, a vitamina E, licopeno, entre outros. Uma alimentação saudável e equilibrada faz bem para o nosso organismo como um todo.

+ A nossa alimentação está melhorando?

O consumo de certos alimentos e bebidas podem desencadear processos inflamatórios no organismo, que levam a perda do viço, elasticidade e ressecamento. Alimentos inflamatórios como o açúcar, que levarão a quebra do colágeno, e retenção hídrica, levando ao inchaço e inflamação de células da pele”, aponta a Dra. Roberta Padovan.

Hidratante com FPS já é o suficiente para proteger sua pele

Não: nem no inverno, nem no verão. Lembra que a gente te explicou, quando listou a ordem certinha dos seus cosméticos na rotina de skincare, que o filtro solar entra por último justamente porque ele não penetra na sua pele? Ele funciona como um escudo mesmo, protegendo-a dos raios solares.

+ Protetor Solar FPS 60: conheça sua defesa multifacetada

Aí você para e pensa: um hidratante penetra na pele? Sim. Então o FPS da fórmula não é suficiente. Segundo experts no assunto, protetor solar não pode ser visto como apenas um ingrediente da sua rotina de skincare. Ele precisa ser tratado como um passo à parte e importantíssimo - sempre aplicado por último.

Seu hidratante pode até ter FPS, mas não se esqueça: depois dele, é obrigatório passar o protetor solar.

No inverno, a hidratação precisa ser mais intensa

Já te contamos aqui no blog sobre alguns cuidados especiais que precisamos ter com a pele no inverno. E, sim, na grande maioria das vezes, a hidratação precisa ser mais intensa.

+ 10 dicas para cuidar da sua pele no inverno

Por quê? “Temos alguns problemas no inverno: diminuição da ingestão hídrica, banhos quentes, diminuição da umidade do ar. Todos são fatores que contribuem para a desidratação da pele, então, temos sim que redobrar os cuidados”, alerta a Dra. Roberta Padovan.

Antes dos 25 anos não precisamos usar hidratante

É mito! A gente sabe a partir dos 25 anos, estima-se que a produção de alguns componentes do nosso corpo começa a cair. O colágeno, por exemplo, cai 1% anualmente.

Isso impacta diretamente na renovação celular da nossa pele, que começa a ficar mais lenta. O resultado? Pele irregular, menos hidratada e com firmeza e elasticidade comprometidos - o que abre caminho para as rugas e linhas de expressão. Esse não é o único problema da queda dessa produção: as cartilagens do corpo também começam a enfraquecer com o passar dos anos.

+ Qual é a importância dos antioxidantes para a pele a partir dos 18 anos?

Porém, não é porque só a partir dos 25 que essa queda se acentua, que você não precisa hidratar a pele antes disso. “A pele mais jovem tem uma capacidade maior de se manter hidratada. Mas essa hidratação pode ficar prejudicada devido aos banhos demorados, uso de sabões e buchas e até mesmo de acordo com o clima. Também precisamos avaliar o tipo de pele. Existem pessoas que tem uma tendência a ter a pele mais seca, como por exemplo os portadores de dermatite atópica. Nesse caso o uso do hidratante já deve ser estimulado na infância. A hidratação da pele é uma das etapas fundamentais na rotina de cuidados com a pele, independente dom sexo, idade ou tipo de pele. O que vai diferenciar será a forma com essa hidratação deve ser feita”, explica a Dra. Patrícia Mafra.

Combinar umectantes e emolientes é legal

É a mais pura verdade. Combinar umectantes e emolientes pode ser bastante benéfico para sua pele. “Podemos fazer essa combinação, a depender do tipo e da necessidade da pele de cada indivíduo”, explica a Dra. Patrícia.

Grandes amigos das peles ressecadas, emolientes são óleos vegetais, ácidos graxos (ômega 6 e 3) ou lipídios de consistência fluida de consistência fluida que formam uma camada protetora sobre a pele, entre outros. Essa camada previne que a sua pele perca água, mantendo a umidade no interior das células córneas e ainda assegurando o nível adequado de umidade no extrato córneo. Resultado? Pele macia, suave e flexível.

+ Hidratantes da Sallve: qual escolher?

Já umectantes são agentes hidrolíficos, ou seja, que têm uma afinidade por água. Sua função também é reter a hidratação da pele, mas aqui o mecanismo é diferente: umectantes retém essa hidratação natural da pele atraindo moléculas de água para a superfície da camada córnea. Esse processo ajuda a compensar níveis reduzidos de agentes naturais de hidratação - os umectantes naturais chamados de NMF.

“É importante ressaltar que as substâncias umectantes não permeiam no estrato córneo, e sim formam um filme hidrofílico. Essas substâncias também são vastamente utilizadas nos produtos dermocosméticos para manter a estrutura das fórmulas e evitar perda de água por evaporação. Então, essa associação de umectantes com emolientes é comumente realizada. Muito dos produtos comercializados já tem essa mistura em sua formulação”, aponta a Dra. Patrícia.

Água termal e soro fisiológico podem ajudar na hidratação

Sim, pode ajudar. A água termal contém minerais como selênio, cálcio, silicato e zinco, que trazem diversos benefícios para a pele, em especial a pele sensível e sensibilizada. “(Esses ativos) atuam como antioxidantes, promovendo a hidratação e suavização da pele, além de conferir aspecto saudável e radiante ao rosto”, explica a Dra. Roberta Padovan.

Já o soro fisiológico é uma solução que mistura água e cloreto de sódio, numa concentração de 0,9%, que é a mesma concentração de dissolução do sangue. “Ele pode ser uma ótima opção para lavar e cuidar do rosto, já que é melhor absorvido pela pele e promove uma eliminação mais profunda das impurezas, deixando a pele do rosto mais macia”, diz a Dra. Patrícia Mafra.

+ Como medimos a hidratação dos produtos da Sallve?

Segundo a dermatologista, o soro fisiológico, quando aplicado no rosto, ajuda a eliminar o cloro presente na água do chuveiro e da torneira; hidratar todas as camadas de pele; melhorar a aparência e consistência da pele; e promover uma limpeza mais profunda da pele.

“É uma solução composta por sais e minerais que não alteram o pH da pele e que possui vários benefícios além da hidratação da pele.  Poder ser uma alternativa mais barata que a água termal”, completa.

Hidratação na família Sallve

Aqui na Sallve três hidratantes podem te ajudar nessa missão de hidratar a sua pele. Afinal, hidratação é uma das etapas básicas de qualquer rotina.

sérum

O primeiro é o Hidratante Firmador. Em uma textura sérum-gel levinha e de rápida absorção, perfeita para quem tem pele oleosa - pense nele como aquela fórmula hidratante "oil free", que de quebra dá uma esticada imediata na pele, graças ao seu efeito tensor (após 28 dias de uso contínuo, você vai sentir sua pele mais firme).

Conta com om oito formas (e três pesos) de Ácido Hialurônico feito para agir em diferentes camadas da pele. Também conta com Pantenol, Cogumelo Fu Ling e Extrato de Tara para potencializar a firmeza e a hidratação.

Já o Hidratante Facial entra como o meio termo perfeito entre as texturas sérum-gel do Hidratante Firmador e a textura creme mais densa do Hidratante Reparador. Sua leve textura gel-creme de sensação refrescante deixa a pele com brilho mas não pegajosa, e nem aumenta a oleosidade da pele, além de reduzir os poros e aparência de linhas finas.

hidratante facial

A fórmula tem ativos poderosos de hidratação diária. Com Beta-Glucan, Phytoesqualano, niacinamida e óleo da semente do Melão do Kalahari, ele reduz a aparência de linhas finas, protege a perda da água e acalma a pele.

Por último, o Hidratante Reparador. Ele é aquele hidratante em textura creme bem densa que vai restaurar até as regiões mais ressecadas do seu corpo (como joelhos, cotovelos e até pés rachados!). O Hidratante Reparador também acalma peles sensibilizadas, nutre e reparar danos, como por exemplo os de exposição solar e procedimentos dermatológicos. Ah, e ele pode ser usado até no processo de reparação da pele pós-tatuagem!

pele no inverno

Sua fórmula combina ativos poderosos com ação tripla: as Ceramidas Biomiméticas atuam como emoliente repondo os espaços entre as células da barreira da pele, o Pantenol e os Eletrólitos atuam como umectantes atraindo água para dentro das células e, por fim, a Manteiga de Karitê e o Alfa-Bisabolol agem como uma barreira de proteção prevenindo a perda de água da pele. o resultado é a reparação e nutrição que você sente no toque macio da pele.

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

subtotal

Loading
Login efetuado com sucesso!