Estimular é preciso? Os motivos para incentivar a renovação da pele

Já adiantamos que isso tem tudo a ver com manter a pele saudável

Com o passar dos anos, muita coisa muda nas nossas vidas e no nosso organismo. É claro que a pele não iria escapar dessa realidade, não é mesmo? A medida que vamos envelhecendo, a renovação celular vai ficando cada vez mais lenta e isso pode deixar nossa amada cútis sem vida, opaca, com textura irregular, entre alguns outros fatores. A boa notícia é que podemos ajudar o nosso corpo nesse quesito. Por isso, garantimos: renovar é preciso! 

 Crédito: Unsplash/ Kat Love

"A pele é composta por camadas. A camada mais superficial é a camada córnea, que é uma camada de células mortas, digamos assim. São células que não tem núcleo. A epiderme tem células que se diferenciam, de baixo para cima, até se transformarem em células anucleadas, que são essas da camada córnea. Quando falamos de renovação celular, nos referimos a este processo, que está continuamente acontecendo, das células da epiderme em células mortas", explica a Dra. Ana Carolina Sumam, membro especialista da Sociedade Brasileira de Dermatologia. 

Por que estimular é preciso?

Porque isso tem tudo a ver com manter a sua pele saudável! Como a taxa de renovação celular diminui, nossa cútis perde completamente o viço. Quando há um acúmulo dessas células mortas na camada córnea, a pele fica opaca, sem brilho e sem vitalidade. Se não estimulamos essa renovação, a pele perde sua força e não se apresenta em sua "melhor formar".

Um outro fator que também tem uma queda ao longo dos anos é a produção do colágeno, proteína fundamental para a estrutura, elasticidade e firmeza da pele, representando cerca de 70% de toda a proteína presente nela e 30% do nosso corpo. Está aí outra coisa que pode e deve ser estimulada.

 rédito: Unplash/Jessica Felicio

Nosso corpo costuma produzir colágeno, porém, a partir dos 25 anos, estima-se que essa produção caia 1% todos os anos. Isso também impacta na renovação celular, que fica irregular, fazendo com que a pele perca hidratação, firmeza e elasticidade. 

Como ajudar a renovar?

"Através da utilização de ácidos, que fazem uma esfoliação, que não vai ser, necessariamente, visível. Muitas vezes o paciente percebe que a pele está descamando, mas nem toda pele reage da mesma forma. O ácido está ali, tirando a camada de célula morta e estimulando a renovação da pele", afirma a Dra. Ana Carolina.

Entre os ingredientes queridinhos, que são sucesso no mundo dos dermocosméticos estão o ácido glicólico (que também estimula a síntese do colágeno), o ácido salicílico e produtos à base dos chamados retinol-like, derivados de Psoralea corylifolia, Bidens Pilosa Extract ou Linum Usitatissimum. Eles têm as mesmas propriedades do retinol e as pesquisas indicam que são mais suaves para pele.

 Crédito: Unsplash/ Andi Whiskey

Vale lembrar! Consultar um (a) dermatologista é sempre a opção mais correta e saudável para cuidar da melhor forma possível da sua pele! ;)

Tem alguma dica, dúvida ou sugestão? Fale com a Sallve. A gente adora trocar experiências!

vamos conversar?