Rosácea: o que é, quais são as causas e como tratar

O que é rosácea? Tem cura ou só tratamento? Como evitar a inflamação? O qu melhora a vermelhidão? A Dra Denise Steiner responde tudo!

rosácea

Quem sente na pele a vermelhidão da inflamação da rosácea no rosto sabe bem que a doença de pele sempre chega acompanhada de muitas dúvidas. A Julia Petit, que tem rosácea há cerca de três anos, conta que sofre muito com a condição. Justamente por isso, ela convidou a dermatologista que cuida da sua rosácea, Dra. Denise Steiner, para responder a todas as dúvidas da nossa comunidade

"Meu rosto fica muito quente, muito vermelho e uma parte dele enche de bolinha. Na bochecha fica muito vermelho, às vezes a pele fica grossa. Os poros ficam super dilatados. E é um tratamento bem complexo, porque a rosácea não é uma coisa muito simples. Igualmente, ela pode ser bastante incômoda principalmente por causa da aparência, da temperatura e do que a gente chama de flare-up, que é como se a pele estivesse queimando nos lugares em que fica vermelho". "Não tem muito uma lógica. Às vezes pode estar ligada a comida, a bebida, a algo emocional. Por exemplo, agora no começo da pandemia eu fiquei com a pele muito esquisita, muito vermelha. E acho que de tensão e ansiedade".

+ Rosácea: conheça o que pode melhorar e piorar a vermelhidão

Abaixo, Dra. Denise Steiner vai te explicar tudo o que você precisa saber sobre o quadro e como tratá-lo:

O que é rosácea?

"A rosácea é uma doença inflamatória de pele cuja causa exata ainda não foi descoberta, mas que compromete os vasos sanguíneos. É como se eles não funcionassem adequadamente. Ela compromete principalmente mulheres na meia-idade de rosto muito claro. Pessoas de pele não tão clara, às vezes, também podem apresentar a rosácea, mas é muito mais raro.

A pele, com o passar do tempo, vai ficando mais fina, mais fragilizada. Os vasos vão ficando um pouco menos responsivos, porque a parede deles não está tão tonificada. Há uma tendência de piorar com a idade. Por isso é importante o cuidado diário: a limpeza, a hidratação e a fotoproteção."

+ Melasma: o que é, quais são as causas e os tratamentos

Qual é a causa? E como evitar a rosácea?

"A rosácea pode ser genética. Na verdade, você pode ter a doença e nem saber. Embora não seja possível evitar a rosácea, você pode evitar as situações que a pioram, como ingestão de bebidas alcoólicas, mudança de temperaturas muito bruscas e a exposição solar exagerada, que deixa a pele vermelha. É importante também diminuir o estresse e melhorar a alimentação.

Existe ainda uma associação do quadro com um ácaro que fica na nossa pele, o Demodex foliculorum. Em algumas peles com rosácea, esse ácaro aparece em maior quantidade. Existem inúmeras causas, que talvez em conjunto consigam provocar a rosácea.

Muita gente acha que o estresse pode ser a causa principal da rosácea. É bem frequente observar que nas minhas pacientes, elas estão bem, controladas, aparentemente nem têm rosácea, e de repente acontece um problema, um estresse muito grande, e já estoura aquele monte de bolinhas. Ou a pele começa a ficar muito mais vermelha. Quando se tem rosácea, é muito importante paralelamente abordar o lado emocional como for possível, talvez com uma terapia ou algo semelhante."

+ Estresse e acne: por que acontece e como cuidar

Ela tem cura ou só controle?

"As pessoas geneticamente têm certas predisposições. A gente não pode curar a pessoa daquele gene, daquela predisposição. Então é possível manter o quadro controlado e a pessoa bem, sem manifestações clínicas, a vida toda. Mas isso não quer dizer que a doença foi exatamente curada. Ela pode, numa situação emocional apresentar a rosácea novamente".

Como identificar a rosácea?

"Pode haver algum grau de confusão com duas questões: uma é que as pessoas muito clarinhas, mesmo não tendo rosácea, podem ter a pele bem avermelhada. E também pode existir uma situação onde haja confusão entre rosácea e acne. Por isso é importante que se houver um eritema (avermelhamento persistente no rosto), você procure um profissional adequado, um dermatologista, para que ele possa fazer o diagnóstico. Atenção: a rosácea não é um tipo de pele, é uma doença inflamatória".

+ Hidratantes da Sallve: conhecendo as diferenças

O que ajuda a melhorar a vermelhidão?

"O principal é saber que a rosácea não é só uma alteração de cor da pele mas sim uma doença. O que melhora o vermelhão, é tratar a rosácea. É necessário fazer o diagnóstico, ver em que grau que nós estamos, porque existem vários graus de rosácea. E então estabelecer o tratamento, que vai ajudar a vermelhidão.

Existem algumas medicações só para mudar o avermelhamento, mexendo somente nos vasos. Mas logicamente, cremes calmantes e hidratantes ajudam. E também evitar as situações que pioram como por exemplo ingestão de álcool exageradamente".

Além da vermelhidão, podem surgir carocinhos no rosto?

"Sim, além da vermelhidão nós podemos ter carocinhos no rosto. A vermelhidão, isoladamente, aliás, é o grau um da rosácea. Mas em geral há crises de bolinhas, inclusive com aspecto de pus na superfície. Elas geralmente aparecem em grupos e também sempre a base daquele local está bastante avermelhada. Quando começam esses surtos de bolinhas pode haver confusão com a acne".

+ Qual é a ordem de uso de todos os produtos da Sallve?

Que tipos de produtos posso usar? E o que não usar de forma alguma?

"É preciso separar tratamento e manutenção. Se nós estamos fazendo um tratamento para rosácea, vamos usar cremes que são medicações e que devem ser prescritas pelo médico. Mas se você estiver lidando com a pele com rosácea no dia-a-dia, o mais importante é a hidratação seguida pela fotoproteção e também produtos de limpeza neutros. Na manutenção, talvez, com uma frequência muito baixinha, você possa acrescentar algum ácido.

É importante lembrar sempre essa regra: a rosácea tem que ser tratada com medicações. E quando ela tiver que ser mantida com os cremes do dia-a-dia, estes também devem ser receitados pelo médico.

Quanto menos mexer, quanto menos estímulos externos, tanto de fricção, de manipulação, como de produtos, melhor. Deve ser estabelecido um planejamento do tratamento de uma pele com rosácea: como hidratar, quantas vezes hidratar, que tipo de limpador facial utilizar, qual o protetor solar. E como há cravinhos e um pouco de acne, vamos fazer uma limpeza de pele a cada três meses. A retirada de cravos deve ser feita com muita sensibilidade, com muito cuidado. O mínimo de produtos deve ser utilizado, e também é importante a vaporização para que eles saiam com mais facilidade".

+ Como os produtos da Sallve ajudam a manter a barreira cutânea da sua pele íntegra

Alimentação influencia muito na rosácea?

"Sim. Aquelas pessoas com forte predisposição à rosácea podem sentir o quadro piorar com bebidas alcóolicas, porque o álcool é um vasodilatador. É bom evitar alimentos inflamatórios: o leite e os derivados de leite; e também os alimentos de alto índice glicêmico, que se transformam em açúcar rapidamente. Você deve ter uma dieta mais anti-inflamatória. Quem ajuda? As verduras muito verdes, as frutas principalmente as vermelhas, e um bom equilíbrio entre gordura, proteína e carboidrato".

Esponjas de limpeza facial elétricas podem agravar a rosácea? Pode fazer esfoliação na rosácea?

"A limpeza deve ser suave, somente com os movimentos das mãos como se você massageasse discretamente e enxaguando muito bem com água. Isso porque, mecanicamente, ela pode ser estimulada por movimentos, já que o vaso reage.

A esfoliação também não é muito indicada. Qualquer tipo de fricção, qualquer produto a mais, pode desequilibrar essa pele. A rosácea deve ser tratada com os produtos o mais neutros possíveis, e sempre mantendo a hidratação".

+ As diversas formas de usar todos os produtos da Sallve

Como cuidar da pele oleosa com rosácea?

"Cada vez mais são publicadas casuísticas de haver uma associação entre rosácea e acne. Então, quando houver a associação de pele oleosa com acne é importante que você não agrida muito a pele.

O que você não pode usar é aquele conjunto todo de produtos que ressequem a pele: sabonete para pele oleosa, produto para pele oleosa, filtro solar para pele oleosa, porque, de repente, você vai desidratar tanto a tua pele que vai piorar a rosácea".

O Hidratante Reparador e a rosácea

"A pele é o maior orgão do corpo humano e é uma barreira cutânea. Isso significa que ela nos protege. Mas para que ela tenha uma função otimizada de barreira cutânea, ela precisa ter hidratação e todos os componentes equilibrados. Quando ela começa a ficar irritada por qualquer motivo - seja ambiental ou interno -, há um ciclo vicioso de piora. O Hidratante Reparador tem alguns ingredientes bem interessantes que repõem a hidratação, acalmam e reparam essa barreira. Então o Hidratante Reparador consegue hidratar a pele, equilibra e evita que ela fique irritada, ajudando com que ela recupere sua função de barreira protetora", explica Dra. Denise.

"Uma pele desidratada não consegue manter essa função de barreira", ela segue. "Metade do caminho para o tratamento de quadros inflamatórios é usar produtos que mantém a hidratação e recuperam a barreira cutânea da pele. Isso é fundamental para o tratamento".

"A rosácea é uma doença inflamatória. Além disso, ela é uma das alterações de pele que mais precisa de equilíbrio: de hidratação, de ingredientes calmantes e de reparação. O Hidratante Reparador faz todas essas funções e, ao promover todo esse equilíbrio, melhora a rosácea, sendo perfeito também para acompanhar tratamentos mais específicos", finaliza.

E aí: que tal inserir o Hidratante Reparador na sua rotina de skincare? Ele é um hidratante múltiplo, não comedogênico, que acalma peles secas e sensibilizadas, repara danos e restaura regiões extremamente ressecadas.

Sua fórmula combina ingredientes emolientes e umectantes poderosos, como as ceramidas  e o pantenol, com propriedades calmantes e que auxiliam na reconstrução e cicatrização da barreira da pele, além de alfa-bisabolol, com ação anti-inflamatória, calmante e antioxidante, manteiga de karité, que hidrata criando uma barreira e reduz a perda de água, e eletrólitos, para garantir o balanço hídrico da pele. O Hidratante Reparador foi formulado especialmente para peles sensíveis, secas e ressecadas, mas seus benefícios são comprovados em todos os tipos de pele pelos nossos testes clínicos.

É importante lembrar: consulte sempre seu dermatologista.

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

subtotal

Loading
Login efetuado com sucesso!