O que é uniformizar a pele?

Todo mundo sonha em uniformizar a pele, mas afinal de contas, o que é isso? Dra. Monalisa Nunes explica o processo e qual deve ser seu objetivo.

Alguns objetivos são como cálices sagrados do skincare: são objetivos praticamente unânimes, que absolutamente todo mundo traça para si - e para a sua pele. A pele viçosa e luminosa é um deles. A pele uniforme é outro. Muito se fala sobre uniformizar a pele como um objetivo cobiçado da nossa jornada da pele. Mas afinal de contas, o que é uma pele uniforme?

uniformizar a pele

Uniformizar a pele

É mais fácil, para entender o que é uniformizar a pele, a gente começar pelo final: o que é uma pele uniforme? A ideia pode ser intimidadora, por isso Dra. Monalisa Nunes, dermatologista consultora da Sallve, faz questão de falar sobre abordar a pele uniformizada dentro de padrões realísticos: "Não há uma definição específica sobre o que é uma pele uniforme, na literatura, mas no consenso falamos na uniformidade do tom e da textura da pele. Uma pele uniforme é uma pele que, na medida do possível, não tem alterações expressivas de pigmentação e relevo, como de cicatrizes e espinhas. Mas é muito importante a gente lembrar sempre que nenhuma pele é totalmente uniforme, totalmente lisa. A pele tem uma textura natural, com poros, com pelinhos, e tudo isso, na média, é normal. É normal haver uma diferença de tom na pele", ela faz questão de ressaltar.

+ Cicatrizes de acne: tipos e tratamentos

O que interfere na uniformização da pele?

Partindo desse princípio tão importante de que a gente deve abordar a nossa pele uniforme dentro de expectativas reais, fica fácil cuidar dela e detectar o que interfere na sua uniformização: exposição aos raios solares, cicatrizes de acne, a própria acne, espinhas, verrugas, pintas e melasma estão entre os fatores que interferem na uniformização da pele, assim como doenças de pele pigmentares (como vitilíguo ou pitiríase alba) ou vasculares, que aumentam os vasos sanguíneos no rosto, como é o caso da rosácea.

+ Quais os melhores ingredientes para sardas, manchas e pintas?

Vascularização e melanina

Para ficar ainda mais fácil de entender, Dra. Monalisa explica que tudo isso pode ser divididos em dois fatores que interferem na uniformização da pele: a vascularização e a melanina.

"A vascularização do vaso em si afeta a uniformização da pele. Há algumas doenças que aumentam os vasos na pele - como a rosácea -, alguns tipos de tumores e até alguns tipos de pintas que são de vasos. Ainda dentro da vascularização há a questão das inflamações, que é quando a pele fica vermelha por inflamação ou irritação - há um aumento da vascularização ali, que transparece naquela vermelhidão localizada.

"Já quando falamos na melanina, entramos no campo da hiperpigmentação, que é o depósito excessivo de melanina na pele, ou hipopigmentação, que é justamente o oposto.

+ Olheiras: entenda os tipos e o que pode agravar o escurecimento

Como os cosméticos podem ajudar na uniformização da pele

Dra. Monalisa cita alguns ativos uniformizantes que podem ser encontrados em cosméticos que agem diretamente na questão da pigmentação, como ácido tranexânico, alfa bisabolol, niacinamida, ácido kojico, ácido fítico, ácido mandélico, retinol e alfa arbutina, entre outros.

Mais uma vez, porém, a dermatologista volta a levantar a importância da consistência do tratamento para resultados efetivos: "Tudo na pele tem essa questão do hábito e da consistência. Não há ainda no mercado um despigmentante de dose única", explica. "Todos os produtos uniformizadores do tom da pele requerem consistência e comprometimento, até pela questão das concentrações. Se elas forem muito agressivas, vão provocar a alteração do tom natural da pele da pessoa. Por isso, as concentrações são mais limitadas: para que a gente consiga uniformizar o tom sem clarear o tom de pele constitucional da pessoa".

+ A importância do hábito na rotina de skincare

A dermatologista explica ainda que os cosméticos existentes no mercado brasileiro têm uma concentração controlada destes ativos que agem na pigmentação da pele para uniformizá-la, e não são capazes de clarear a pele: "O que eles fazem é tirar o excesso de melanina da pele ou restituir a melanina que foi perdida em alguma área da pele. O objetivo é sempre voltar para o tom constitucional daquela pessoa. A gente não consegue, com cosméticos, matar melanócitos, por exemplo, clareando a pele do indivíduo".

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

subtotal

Loading
Login efetuado com sucesso!