Vale a pena acordar às 5 da manhã todos os dias?

Acordar às cinco da manhã: a epítome do sucesso? O segredo das pessoas mais poderosas do mundo? Antes de adotar a ideia, pese prós e contras (sim, há contras).

Logo depois que tive minha primeira filha, entrava direto no Romy and the Bunnies (o site fofíssimo de maternidade da Julia Restoin-Roitfeld). Exausta e um pouco perdida, era lá que eu buscava inspiração para uma maternidade zen, equilibrada. Sempre tinha textos de outras mães, que apareciam em fotos lindas e produzidas com seus filhos, aquela carinha descansada, aquela casa arrumada no fundo, aquele sorriso de quem nunca na vida mandou um "Mas o que ééé???" bem alto depois que ouviu "Mamãããe?" pela vigésima vez seguida.

Em comum, todas elas tinham o que parecia ser o segredo de sua plenitude: acordar às cinco da manhã, antes da casa inteira, para se darem tempo de começar o dia com calma. É o tal do #5amclub.

A dica, porém, não é limitada ao universo das novas mães. Fazia tempo que eu ouvia das pessoas mais produtivas do mundo que elas acordavam às cinco da manhã. Anna Wintour acorda todo dia a essa hora para se exercitar. O Tim Cook, CEO da Apple, acorda mais cedo ainda. A lista é enorme. Todo mundo incrível, todo mundo tirando o máximo de proveito do seu dia. 

Isso tudo posto, porém, calma: antes de você se convencer de que acordar às cinco da manhã será a chave para o seu sucesso ou vai trazer a pessoa amada em cinco dias, há uma série de coisas a se levar em conta.

Eu sei disso porque eu tentei. Na verdade eu pesquisei para começar a tentar. E há uma série de fatores que a gente nem pensa quando se convence de que precisa acertar o despertador para as cinco da manhã. Em minha pesquisa, eu descobri que:

Comece pelo básico: por quê?

Li num post ótimo no Medium uma interessante "regrinha dos cinco": se pergunte cinco vezes por quê. 

Tipo assim, ó: Por que você quer acordar às cinco da manhã? "Ah, porque eu quero ser mais produtivo". E por que você quer ser mais produtivo? "Porque quero melhorar no meu trabalho", e daí por diante. Cinco por quês. Segundo o autor, ao final deste processo, você vai ter a raiz do seu objetivo e conseguir enxergar melhor se acordar cedo é a solução para ele.

Você não vai ganhar uma, duas ou três horas (que vida boa, hein?) no seu dia

Na verdade, você tem que pensar que acordar às cinco da manhã vai, irrefutavelmente, implicar em você ir dormir mais cedo. Então o ideal é você já começar a pesar na balança o que você faz no período que perderia a noite, o que você vai fazer no período que vai ganhar de manhã e decidir se vale à pena. Não adianta você achar que vai continuar indo dormir às onze da noite, meia-noite, ou manter uma vida social agitada de segunda à sexta e acordar às cinco da manhã Fraulein Maria. O corpo não acompanha.

Vale, nesta linha de raciocínio, calcular quantas horas você precisa de sono para não se sentir cansado ao longo do dia. Comer horas de sono para acordar às cinco da manhã não vai ajudar em nada sua função de zelar pelo seu bem-estar.

A ansiedade de ter que ir dormir cedo para acordar às cinco da manhã também pode atrapalhar, por isso o ideal é você tentar encarar tudo com calma, numa boa. 

Melhorar a qualidade do seu sono é essencial

Se a gente está aqui falando de bem-estar, é impossível não levar este fator em conta na equação: você precisa melhorar a qualidade do seu sono. Sim, isso quer dizer não ficar no celular ou tablet deitado na cama, por exemplo. Nada de telas. Sabe um truque bom? Dormir com seu celular em outro quarto, justamente para já cortar aquele hábito de abrir os olhos e mexer no aparelhinho. Bom por uma série de fatores, hein?

Trace um objetivo

Se você não tiver um objetivo muito claro, você não vai ter ânimo de acordar cedo. Se é escrever, seja bem disciplinado e trace seu projeto. Se é terminar sua dissertação de faculdade, tese de mestrado, acorde e faça isso todos os dias de manhã. Sem objetivo, essas horas não querem dizer nada.

Por outro lado...

Muita gente, pelo que li, tira esse período da manhã justamente para se dar um tempo de descanso, que não seja dormir. De relaxamento mesmo. Pode ser meditando, rezando, e pode nem ser nada assim tão espiritual. A Adriane Hagedorn, editora do blog, conta que quando morava em São Paulo, fazia questão de acordar mais cedo do que o necessário para assistir um filme (ou parte dele) e levar o cachorro no Parque Buenos Aires (onde tem uma área fechada), enquanto ela lia um livro, todos os dias. Você pode usar esse tempo para assistir seu seriado favorito, ler...

Daí há quem diga: "Ué, mas isso não dá para fazer à noite?" Exatamente. Dá. Você tem que ter muito bem decidido na sua cabeça porque esse período de manhã, antes de todo mundo (ou quase todo mundo) acordar é melhor para isso. Talvez pelo silêncio de uma casa vazia e escura? Você é quem vai saber. Se você não tem uma boa resposta, pode ser difícil você conseguir. Mas ei! Você pode tentar para descobrir.

A Nicole Richie, por exemplo, acorda às cinco da manhã para cuidar do jardim dela, sozinha, no silêncio, relaxando. ;)

Fim de semana: off!

Então, essa parte é com você: muita gente, óbvio, pula os fins de semana, e se dá um dia durante a semana para acordar mais tarde e poder ter mais tempo à noite para a vida social, ou o que for. Isso quem vai te dizer é seu relógio biológico, mas acredito mesmo que depois de um bom tempo na rotina, ele já vá se ajustar sozinho.

Depois de muito pensar e pesar os fatores, decidi que acordar às cinco da manhã não é para mim. Na verdade, não é necessário para mim. Os cinco "por quês" deixaram ainda mais claro que a única coisa que preciso é organizar melhor as horas em que estou acordada. Acordar às sete está de bom tamanho. Talvez vinte minutinhos antes já sejam o suficiente para que eu comece o dia mais disposta. 

Quem testou de fato entrar para o #5amclub foi a Juliana Kataoka. Aqui você pode assistir a jornada dela, é maravilhosa:


E você? Já tentou acordar às cinco da manhã? Acorda a essa hora? Conta para gente seus truques e se você sente muita diferença?

vamos conversar?