Conheça o óleo de rosa mosqueta e tudo que ele pode fazer pela pele

Conhecido por suas funções hidratantes, ele também é anti-inflamatório e antioxidante

Sabemos que a cada dia que passa, parece que você é apresentado a um óleo novo no mundo dos cosméticos. Jojoba, argan, coco, melaleuca... Nomes que não acabam mais! Porém, existe (mais) um que você deve, sim, dar uma atençãozinha extra: o óleo de rosa mosqueta.

Antes de mais nada, é importante saber que a Rosa Mosqueta é uma planta, muito cultivada no Chile, mas presente em várias outras partes do mundo. E, não, o óleo não é extraído de uma rosa, como o nome pode sugerir, mas das sementes das frutas que nascem na Rosa rubiginosa affinis.

Crédito: Pexels

O que faz?

O óleo de rosa mosqueta tem uma alta concentração de ácido linoleico (35,9 - 54,8%), alfa-linolênico (16,6 - 26,5%) e oleico (14,7 - 22,1%), além de uma presença de antioxidantes lipofílicos, como os tocoferóis e os carotenoides. E o que isso significa? Bem, a combinação é útil como propriedade anti-inflamatória e antioxidante, combatendo o estresse oxidativo.

Além disso, a substância também é cheia de vitaminas, como A, C, E, B1 e B2, que trazem propriedades regenerativas e até cicatrizantes para a nossa pele. E, calma, que as boas notícias não param por aí!

Benefícios do óleo de rosa mosqueta

Atenção! Antes de te contar tudo o que o óleo pode ter de bom, queremos fazer um adendo. Esses são os potenciais benefícios, segundo a literatura científica, mas tudo depende da origem e de como ele é manipulado até chegar ao consumidor. Caso isso não seja feito da maneira correta, ele perde várias propriedades.

Existem diferenças entre fabricantes e é importante conhecer o que você compra por aí. Entenda melhor sobre a empresa, a área de pesquisa, a seriedade e todo o trabalho de rastreabilidade e comprovação do produto que você compra. Combinado?

Crédito: Tiara Leitzman/ Unsplash

 

 

    • Hidrata: A hidratação é essencial para a pele e o óleo de rosa mosqueta pode ajudar nisso, já que contém uma grande variedade de ácidos graxo essenciais.

 

    • Melhora manchas: O óleo contém substâncias, como o ácido trans-retinóico, que ajudam a clarear o pigmento, suavizando manchas. Porém, manchas são assunto sério e já falamos aqui sobre a importância de consultar um dermatologista!

 

    • Ajuda na cicatrização: com a combinação de ácidos graxos, ácido trans-retinóico e vitamina C, a substância promove a renovação celular, ajudando na recuperação e na cicatrização de lesões.

 

    • É antienvelhecimento: como apontam estudos, o óleo de rosa mosqueta ajuda a combater o envelhecimento precoce por dois motivos. Primeiro, por suas propriedades antioxidantes. Segundo, por ser rico em vitaminas A e C, que estão diretamente ligados a produção de colágeno, responsável por dar elasticidade e firmeza para a pele.

 

    • É antibacteriano: a substância é antibacteriana, antifúngica e antiviral, como mostra uma pesquisa espanhola, devido aos seus compostos fenólicos.

 

É seguro?

Sim, o óleo de rosa mosqueta é considerado seguro e costuma ser bom para todos os tipos de pele, especialmente as secas e sensíveis.

Vale lembrar! Consultar um (a) dermatologista é sempre a opção mais correta e saudável para cuidar da melhor forma possível da sua pele! ;)

Alguns estudos e referências usados para este texto

Crédito: Giphy

Effects of Topical Application of Some Plant Oils

Effect of rosehip extraction process on oil

Therapeutic Applications of Rose Hips from Different Rosa Species

The effectiveness of a standardized rose hip powder

Evolution of Post-Surgical Scars Treated with Pure Rosehip Seed Oil

Rose Hip (Rosa canina L.) oils

The Best Face Oils for Skin

Tem alguma dica, dúvida ou sugestão? Fale com a Sallve. A gente adora trocar experiências!

 

vamos conversar?