Cuidados importantes ao inserir um cosmético na rotina de skincare

Quer inserir um anti-sinal em sua rotina? Ou usar um protetor solar mais potente? Ou que tal começar a usar um novo ácido? A gente te ensina como fazer isso sem irritar sua pele.

Como inserir cosmeticos em sua rotina de skincare Christine Hume/ Unsplash

Aqui no blog da Sallve a gente já falou sobre como o bombardeio de informações pode te atrapalhar na hora de montar uma rotina de skincare consistente. São tantos produtos que parecem (e muitas vezes são!) incríveis que é fácil se sentir perdido. Você lê sobre a vitamina C que fez milagres na pele da menina do Instagram, ou um artigo sobre como o ácido glicólico é maravilhoso para peles com cicatrizes de acne. Imediatamente, o que acontece? Você fica empolgado para testar tudo e acaba exagerando. Embora informações são sempre bem vindas, quando falamos de saúde é preciso saber filtrar tudo antes de comprar novos produtos.

Frequentemente temos dúvidas nas nossas redes sociais sobre como inserir novos produtos como cremes anti-idade em uma rotina de skincare. Por isso reunimos aqui um passo a passo. Para que você não irrite ou sobrecarregue sua pele, obtendo o efeito oposto ao desejado, e para poder testar devagar e sempre.

Um de cada vez

Antes de mais nada, não exagere. Se você tem vários novos produtos ou até ferramentas para testar, comece com um de cada vez. Embora a vontade seja de renovar toda a rotina de uma só vez, o efeito pode ser o contrário: uma pele sobrecarregada que vai se rebelar contra você. Com tanta coisa ao mesmo tempo,  você não consegue detectar o que deu errado. Pode ser que tenha sido tudo junto ao mesmo tempo ou apenas um dos passos.

Quando você começa inserindo um novo passo de cada vez dá tempo para ele conversar não só com a sua pele como com sua rotina já existente.

Doses homeopáticas

Não insira um novo cosmético usando-o imediatamente todos os dias. Vá alternando, dia sim, dia não, para dar tempo de sua pele se acostumar e reagir. Afinal, às vezes uma reação ruim de sua pele não é ao produto em si, mas ao fato dela ter sido sobrecarregada com uma nova substância.

Vá aumentando a potência da fórmula aos poucos

Comece com formulações bem leves do cosmético que você quer inserir na sua rotina. "Se você nunca usou demaquilante, comece com uma fórmula bem suave e delicada e depois comece a substituí-la por demaquilantes mais potentes, se essa é a sua vontade", ensina Carlos Praes, responsável por pesquisa e desenvolvimento da Sallve.

Da mesma forma com os protetores solares. Se você nunca usou ou não tem o hábito de usar diariamente, gradativamente vá subindo o FPS. "O filtro solar fator 15, por exemplo, tem menos filtros e em menor concentração do que um filtro com FPS 30. Este já tem muito mais componentes químicos em sua fórmula, e em maior concentração. Se a sua pele não está acostumada, ela pode ter uma reação exacerbada. Se você vai subindo o FPS gradativamente até chegar, vamos supor, ao 50, as reações podem até existir, mas serão bem mais controladas. Se não há reação, é porque a pele está se acostumando. Com isso, você pode ir aumentando".

Dessa forma, "se a gente não adapta nossa pele, não funciona. Se uma pessoa de 50 anos nunca usou um produto anti-idade e começa a usar do nada, é uma catástrofe. Pode dar descamação, acne ou vermelhidão. Isso não significa que o cosmético é ruim, mas sim muito forte para uma pele que nunca foi exposta a esse tipo de química", explica Praes.

Como inserir o anti-sinal na rotina

Se você já usa hidratante, inserir o anti-sinal é mais fácil. "Você começa com um hidratante básico, com ácido hialurônico, alguns umectantes, e depois vai somando. Ele pode vir com alfahidroxiácido em seguida, por exemplo", explica Carlos. "Na base de um hidratante a gente vai somando ativos, e do hidratante ele vira um produto para acne, para manchas, para rugas e daí por diante. Então se você pegar todos os seus cosméticos nessa linha, vai ver que a base é um hidratante".

Por último: retinol e ácidos

"Esse é o último estágio, pois são os ingredientes que apresentam reações maiores", diz Carlos.

Introduzindo ácidos

Se você quer inserir um ácido em sua rotina, pode começar pelo ácido málico, que vem da maçã, depois o glicólico. Carlos ensina que nem todo ácido é igual, citando, na ordem de potência do menor para maior: málico, cítrico, láticoretinóicos, entre outros. "Se você já entra direto no retinóico pode ter descamação e outras reações, como acne, diz Praes. "A pele que não está acostumada com esses ativos vai responder, e a acne pode ser um desses sinais. A acne é um sistema de defesa do organismo".

Concluindo: o mais importante?

Tenha calma, paciência, e deixe sua pele sinalizar o que está funcionando (ou não).

No nosso próximo post sobre o assunto trataremos sobre a combinação de produção, o que é mais um fator importante na hora de inserir um novo cosmético em sua rotina de skincare!

Afinal, há componentes que não combinam, e isso pode causar um verdadeiro curto-circuito na sua pele!

vamos conversar?