O superpoder do batom vermelho

Sabia que o poder do batom vermelho é cientificamente comprovado?

batom vermelho

Eu me lembro como se fosse hoje a primeira vez que passei um batom vermelho. O tubo era emprestado de uma amiga, que passava o fim de semana na minha casa - ela, adepta ao batom vermelho faça chuva ou faça sol. Eu, na época, ainda muito presa aos glosses clarinhos e inofensivos - no máximo, um batom cor de boca.

Passei a bala, saí de casa. Cinco minutos após chegarmos à festa em questão que era nosso destino naquela noite, me vi em frente a um espelho do banheiro com um lenço de papel, tirando tudo. A amiga, passada. Eu, me sentindo mais confortável: "não adianta, não consigo."

Porém alguma coisa naquela noite mexeu comigo sim. Tanto que foi questão de pouco tempo para eu me ver pesquisando batons vermelhos. Lembro até do primeiro que comprei: um brilhoso, que podia dar um efeito mais de mancha, ou mais opaco, dependendo da sua aplicação. Comecei a usar aqui e ali, e aos poucos, de levinho, e fui me achando o máximo. Depois de mais alguns meses, pah! Durante uma viagem, decidi que era hora de experimentar o mais clássico dos batons vermelhos, fortíssimo - favorito da Dita Von Teese! É esse! O resultado foi: no dia seguinte, antes de voltar para casa, passei na loja e comprei um.

Batom vermelho é isso: um caminho sem volta. Mais do que qualquer outro cosmético, ele mexe com você de um jeito desafiador, te coloca imediatamente no alto de um pedestal, tem uma coisa meio clássica / meio punk rock. É bombshell de Hollywood mas é também Debbie Harry, Robert Smith e Marilyn Manson. Quem usa sabe: basta só uma passada da bala que o dia melhora, que a cara cansada dá aquela acendida.

Nada disso é impressão quando se fala em batom vermelho

Esse fascínio em torno do batom vermelho e o efeito que ele tem sobre quem o usa já virou tema de diversas pesquisas científicas. E todas elas apontam para a mesma resposta: batom vermelho é sim superpoderoso.

Um destes estudos, conduzido pela Edith Cowan University, afirmou que mulheres vêem no batom vermelho um real artifício de autotransformação, e que a maioria das mulheres entrevistadas afirma se sentir "muito confiantes" com os lábios vermelhos.

Muitos estudos fazem uma ligação direta à atração do sexo masculino por uma mulher de batom vermelho. Mas muito mais importante do que isso, o estudo da universidade conclui que o uso deste batom tem muito mais a ver com autoestima do que sedução, e que as mulheres se sentem sim mais felizes quando pintam a boca da cor.

(Uma trivia interessantíssima que confirma o poder da cor? Durante a segunda guerra mundial, os kits de beleza padrões distribuídos às mulheres que prestavam serviços durante a guerra continha sempre um batom vermelho, o "Auxiliary Red Lipstick", justamente por acreditar-se que o cosmético dava aquela levantada imediata na moral.)

Outro estudo, este da Universidade de Harvard, concluiu que as mulheres tiram duas vezes mais fotos quando estão usando batom vermelho do que mulheres que preferem uma maquiagem mais natural. O mesmo estudo aponta ainda que mulheres que usam o cosmético têm sua autoestima instantaneamente elevada.

E aí: se sentindo ainda mais poderosa com seu batom vermelho hoje?

Que tal inserir o nosso Bálsamo Demaquilante na sua rotina de skincare? O nosso demaquilante óleo-gel não-comedogênico remove toda a maquiagem, inclusive à prova d'água, limpando também os poros e ajudando a reduzir os cravos. Sua fórmula conta com o incrível óleo de macadâmia que remove os resíduos sem ressecar a pele, arder os olhos ou embaçar a visão. e graças aos ômegas 7 e 9, ela também hidrata e recupera a barreira natural de proteção da pele.

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading