Como são criadas as embalagens da Sallve?

Antonella Vanoni é nossa Design Lead e conta tudo por aqui!

Muita gente adora as embalagens da Sallve, todas super coloridas, mas será que você sabe como elas nascem?

Para construir nossas amadas embalagens, nosso time de design trabalha em parceria com o time de pesquisa e desenvolvimento - que faz estudos de mercado - e também com um consultor, Flávio Pesante, que dá auxílio na parte técnica do desenvolvimento de cada uma das embalagens da Sallve.

Como é o processo de criação das embalagens da Sallve?

“Nosso processo se inicia quando começamos a pensar no novo produto", já nos contou Antonella Vanoni, ex-design lead da Sallve. Depois de entender o próximo lançamento, há uma pesquisa de tendência, “para entender como podemos nos destacar do que já está sendo feito atualmente", ela segue. "Analisamos a concorrência para compreender como as marcas se comportam e quais os elementos que representam a categoria daquele produto”, conta.

Em seguida há um teste de usabilidade, como forma de auxiliar na decisão do formato (se é bisnaga, pote, frasco). “Também rola uma pesquisa bem intensa de materiais para que o produto seja compatível com a embalagem em que será envasado, garantindo que ele tenha estabilidade e seja seguro para nossa comunidade”, esclarece.

Como é a escolha do formato das embalagens da Sallve?

Quando a Sallve foi criada, idealizou-se que todos os nossos produtos fossem em bisnaga. Além da gente achar um charme, acreditamos que dá para explorar pra caramba esse shape tão clássico”, revelou Antonella.

Para alguns produtos, foi possível manter a linha de pensamento, mas com a expansão do nosso portfolio, levar em conta shapes e materiais diferentes, que fossem compatíveis com cada fórmula, nos levou a novos formatos: foi o caso das embalagens do nosso Bálsamo Demaquilante e do Tônico Renovador, em PET.

embalagens dasallve

No caso do Bálsamo Demaquilante, tem tudo a ver com a compatibilidade dos ingredientes com a embalagem: "A escolha do PET para o Bálsamo Demaquilante foi em função da resistência química deste material, em função de nossa fórmula”, explicou. Como o Bálsamo Demaquilante tem uma fórmula "oleosa", o polietileno não apresenta a mesma resistência química do PET. No caso das outras fórmulas, todas se encaixam perfeitamente ao PEAD/PEBD, e por isso o material foi escolhido.

+ Tudo sobre nossas novas embalagens

Já sobre a embalagem do Tônico Renovador, quem explicou foi Antonella Vanoni: "Mantivemos o PET por uma questão de padronização das nossas embalagens. Nossa lógica é de que produtos com embalagens iguais precisam ser feitos do mesmo material."

O impacto ambiental é assunto importante aqui na Sallve, e sempre estamos preocupados em adequar as nossas embalagens ao que é melhor para o meio ambiente. Então é claro que as embalagens do nosso Bálsamo Demaquilante e Tônico Renovador não ficariam fora dessa: elas são feitas de PET e são 100% recicláveis, como todo o resto da família de produtos.

A tecnologia das embalagens da Sallve

A embalagem do nosso Sérum Antiacne, por sua vez, trouxe outra novidade

E a escolha das cores? <3

Muita gente é apaixonada pelas cores das embalagens dos nossos produtos e de toda a nossa comunicação. “A Sallve tem como premissa ser uma marca bem humorada e autêntica e isso reflete totalmente nas nossas embalagens. A escolha de cores combina três fatores: tendência, mercado (concorrência e comunidade) e portfólio interno”, explicou Antonella.

+ Do que são feitas as embalagens da Sallve?

“Assim, fazemos uma pesquisa pra entender quais são as cores que são tendência, quais cores são significativas na categoria do produto, o que a nossa comunidade entende de cada cor (e aqui entra um estudo de semiótica) e o que faz sentido pensando nos produtos que já temos e nos futuros, pra que as cores não se repitam”, afirma.

A Antonella ainda fez questão de dizer que o estudo de cor é “real oficial” uma das etapas mais legais e desafiadoras na hora de pensar na embalagem. “A questão da semiótica realmente interfere muito, principalmente porque as pessoas já estão habituadas com ‘símbolos’ estabelecidos pelo mercado. A cor da embalagem pode mudar completamente a percepção do usuário em relação ao produto, tanto pra bom quanto pra ruim. É super interessante!”, explica.

+ O que é aquele espacinho vazio nas embalagens da Sallve?

Troca com a comunidade

A gente sempre fala por aqui o quanto a troca com a comunidade é o coração da Sallve, e essa troca aparece também na criação das nossas embalagens. O feedback da nossa comunidade também influi na hora de criar: durante o desenvolvimento das nossas máscaras faciais, a questão ambiental do sheet mask foi levantado por nós e confirmado pela nossa comunidade. Esse mesmo feedback também pesou quando descartamos o formato em pote das nossas máscaras faciais: ouvimos muito sobre não se querer enfiar a mão em potes abertos, além do fato de se perderem as pazinhas que vêm com esses potes com frequência.

+ A Sallve é feita de milhares de pessoas

Corrigir algumas embalagens também é uma troca com a nossa comunidade: um exemplo real foi a tampa do nosso Limpador Facial, que inicialmente não fechava muito bem. A partir dos feedbacks, conseguimos identificar um erro de molde de fabricação, que foi corrigido.

"Falamos de embalagens em algums momentos do desenvolvimento do nosso produto", complementa Patrícia Militão, gerente de produtos da Sallve. " Os principais são quando falamos sobre inovação, quando conversamos sobre os que as pessoas gostam de ver em embalagens ou algo diferente que elas queiram ver., quando já sabemos que vamos fazer um determinado produto e pesquisamos com a comunidade as embalagens já usadas no mercado e quando já temos o bulk pronto e mandamos para a comunidade testar. Quando isso acontece, enviamos uma embalagem teste que participou das colabs, para eles já avaliarem a usabilidade do produto naquela embalagens".

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

subtotal

Loading
Login efetuado com sucesso!