Cuidado com a pele repuxando depois de esfoliar!

Muita gente acredita que o maior sinal de sucesso de uma boa esfoliação é a pele seca e repuxando. Mas o esfoliante enzimático da Sallve entrega justamente o oposto, e aqui a gente explica por quê.

Pele oleosa: um assunto que acompanha os brasileiros na saúde e na doença, na alegria e na tristeza. O pânico de uma pele produzindo óleo é real para muitos. Como a própria Julia Petit já explicou aqui no blog, existe uma ideia muito antiga de que pele oleosa é pele suja. "Sim, a sua pele pode estar produzindo muito óleo, mas isso não significa que ela está suja".

Com isso, por anos (eu diria décadas!), nós fomos acostumados à ideia de que depois de limparmos e esfoliarmos, aquela pele repuxando, bem seca, era sinal de sucesso. Mas - que choque! - é justamente o oposto, viu? Essa sensação é a de uma pele agredida. 

"Essa sensação de pele hiper seca e repuxando, pra muita gente, é 'ufa, consegui tirar toda a umidade e oleosidade'. Não é verdade. Você está estragando sua pele, sensibilizando sua pele", diz Julia.

Neste post, a gente vai te explicar por que é tão danoso esse efeito da pele repuxando. E por que nosso esfoliante enzimático entrega justamente o efeito contrário:

O que é a pele repuxando?

Quando se cria uma fórmula com muitos tensoativos agressivos para a pele (como por exemplo altas concentrações de ácido glicólico, ou sulfatos), o resultado é, para quem usa, uma pele sensibilizada. 

Por quê? Por que você não apenas tirou as células mortas da sua pele, você tirou junto toda a barreira lipídica que sua pele tem e que precisa ter para ser saudável. Como já aprendemos, é ela que impede que nosso corpo se desidrate, defendendo o nosso organismo de agressões externas. Quando ela está danificada, você pode ter vermelhidão, sensibilidade e o temido efeito rebote - que nada mais é do que uma reação de proteção da pele.

 Se arder, você na hora vai saber que está fazendo algo errado, esfoliando demais. O esfoliante, tanto químico quanto físico, tem que ser prazeroso em usar. O médico nunca vai passar nada que seja irritante. Não pode ser o pior passo do seu skincare, é o contrário: tem que ser sua melhor hora".
- Dra. Carla Vidal

Antes de pensar em eliminar todo o óleo da sua pele - e nenhum produto deveria ter esse objetivo -, pense que sua pele precisa dele para ser saudável. Seu objetivo deve ser sempre apenas equilibrar a produção sebácea. "Se você sente sua pele seca demais e repuxando, pode ter certeza absoluta que ela vai piorar no dia seguinte", afirma Julia. "Se você tem esse efeito depois de aplicar um cosmético - não importa qual seja, está errado".

"Temos que lembrar que a pele é um órgão de defesa, considerada basicamente a barreira cutânea do nosso organismo em relação ao meio ambiente. 
- Dra. Denise Steiner

A gente morre de orgulho do nosso esfoliante enzimático justamente por isso: depois de usá-lo, o que você sente é uma pele equilibrada, saudável, repleta de tudo que precisa para funcionar direitinho. É uma sensação inédita mesmo, mas acredite: é incrível para a sua pele.

E essa é sua maior revolução: ao mesmo tempo em que o esfoliante remove as células mortas, promovendo a renovação celular, ele repõe a hidratação da pele e a deixa calminha - isso graças aos ômegas 6 e 9 de sua fórmula. Isso que é, de verdade, a sensação de pele limpa. Limpar não precisa ser sinônimo de agredir. É o oposto, aliás. ;)

O ativo mais importante mora dentro da nossa cabecinha: paciência!

Essa cultura de que a pele repuxando é sinal de sucesso tem suas raízes nessa nossa mentalidade imediatista, de que um cosmético precisa agir imediatamente.

Mas como já nos ensinou tão bem a dermatologista Dra. Carla Vidal, é preciso ter paciência para cuidar da nossa pele, sem jamais esperar efeitos imediatos:

"Não precisa achar que vai tirar tudo em um dia só, o objetivo não é esse. Você vai tirando e equilibrando a pele aos poucos, ao longo da semana, ao longo do mês, e com o acompanhamento da dermatologista você vai vendo onde está pecando, onde está acertando. A pele tem que ser tratada no dia a dia, sempre com delicadeza".
- Dra Carla Vidal

Não espere que nenhum esfoliante limpe sua pele imediatamente de células mortas, cravos, resíduos e afins. Dê tempo para que o efeito comece a ser sentido, tempo para que sua pele comece a agir, que sua renovação celular comece a ser tocada a pleno vapor, que a textura vá melhorando. Skincare é calma, é cuidado, é um diálogo constante com a sua pele. Tenha sempre isso em mente.

E vale lembrar: consultar um dermatologista é sempre a opção mais correta e saudável para cuidar bem da nossa pele.

vamos conversar?