Skincare para eles: tem alguma diferença?

Temos dicas preciosas para quem a-do-ra cuidar da pele!

Já falamos por aqui no blog sobre a expansão do segmento masculino de cuidados pessoais, que tem previsão de crescer cerca de 5.6% por ano até 2022. É claro que os cosméticos e dermocosméticos não precisam ser “for him”, mas é importante saber que pele masculina tem as suas particularidades e precisa de alguns cuidados específicos, sim!

Crédito: Patrick Pierre/Unsplash

Por isso, conversamos com a Dra. Joana Barbosa, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), para entender melhor quais as diferenças da pele masculina em relação à feminina. “O sexo masculino possui mais glândulas sebáceas, o que pode tornar a pele mais oleosa, principalmente na face. A espessura da pele e a densidade do colágeno também são maiores do que nas mulheres, o que é uma vantagem em termos de envelhecimento, pois a pele masculina tem menor tendência a flacidez do que a pele feminina”, afirma a Dra.

A especialista ainda alerta que musculatura é outro ponto importante e forte do rosto masculino. “Ela garante sustentação e menor flacidez, porém acaba sendo responsável por acelerar o aparecimento dos sinais do tempo, durante a contração muscular”, complementa.

Além disso, os homens têm pelos em maior espessura e também em maior quantidade do que as mulheres, principalmente na face e no tórax. “Apesar de proporcionarem uma proteção extra à pele, especialmente na barba, eles podem causar transtornos por inflamações”, explica.

Crédito: Pexels

O que é bacana usar?

Além das características que já citamos, cada pessoa tem suas particularidades quando o assunto é pele. Portanto, procurar um dermatologista para saber direitinho o que você precisa para ficar com a cútis saudável.

Dito isto e se baseando nas características gerais da pele masculina, a Dra. Joana Barbosa afirmou que há alguns produtos que são essenciais em uma rotina de skincare. Para limpar o rosto, dê preferências por um sabonete ou gel de limpeza que promova a limpeza e controle de oleosidade, contendo ácido salicílico ou ácido glicólico. Na hora de hidratar, inclua em sua rotina de cuidados um produto com textura mate ou toque seco. Além disso, a dica universal de sempre: use protetor solar.

Usar um sérum com ativos antioxidantes também é um excelente negócio, já que ajuda a retardar o processo de envelhecimento e melhorar a textura da pele. Ativos como o ácido glicólico, LHA e ácido hialurônico são boas escolhas para o tratamento noturno.

Crédito: Iumin/Unsplash

E a barba?

Se você é um fã de barba, saiba que ela precisa de cuidados especiais. Como por exemplo, uma limpeza diária com uso de xampus adequados, além de condicionador para quem sofre com o ressecamento dos fios. Barbas que não são limpas, podem acabar hospedando bactérias e fungos, daí a importância de limpar bem a região.

A foliculite (inflamação dos folículos pilosos) é uma queixa bastante comum de quem tem barba, causando vermelhidão e coceira. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, manter a pele limpa, seca e hidratada são passos essenciais para prevenir. Ao fazer a barba, usar gel, espuma ou sabão de barbear para lubrificar as lâminas e evitar cortes. Em alguns casos, o barbeador elétrico pode ser mais indicado. Por isso, o ideal é procurar um especialista. 

Crédito: Pexels

O pós-barbear merece atenção e loções específicas são recomendadas, de preferência com efeito calmante e anti-inflamatório, evitando pelos encravados.

“Ao barbear-se, o paciente deve usar água morna, preferencialmente durante o banho, e lâminas de boa qualidade. Após o corte dos pelos, é recomendado o uso de loções pós-barba de boa qualidade. Por fim, incentivamos o autoexame da pele, cabelos e unhas pelo menos uma vez por mês. Caso surjam lesões duvidosas, um dermatologista deve ser consultado”, aconselha ainda a Dra. Joana Barbosa.

Tem alguma dica, dúvida ou sugestão? Fale com a Sallve. A gente adora trocar experiências!

vamos conversar?

buscar

sua sacola

  • Loading