Testes Clínicos do Esfoliante Enzimático

Até chegar a você, nosso Esfoliante Enzimático passou por uma série de testes em órgãos regularizados na ANVISA. Aqui estão os resumos de alguns deles, bem como seus resultados:

Ótimos resultados em uso

Esse teste foi feito em uso, com 31 voluntárias, durante 30 dias. Elas aplicaram o produto pela manhã e à noite e responderam um questionário dando suas percepções sobre o resultado do produto na pele.

Alguns resultados já foram percebidos na primeira aplicação!

Você percebeu: 1º dia30º dia

  • Melhora do aspecto geral da pele?  87% | 94%
  • Limpa profundamente removendo impurezas?  94% | 97%
  • Redução da oleosidade logo após aplicação? 90% | 94%
  • Melhora da luminosidade natural da pele? 94% | 94%
  • Redução dos poros após o uso? 87% | 97%
  • Melhora da textura/relevo da pele? 94% | 100%
  • Pele com toque macio? 100% | 100%

E excelentes resultados com o uso contínuo: 30º dia

  • Redução do aparecimento de cravos? 94%
  • Pele com tom mais uniforme? 97%
  • Esfoliação suave, sem deixar a pele sensível? 100%
  • Indicaria esse produto para um amigo? 94%

Estudo de eficácia subjetiva em condições normais de uso– Esfoliante Enzimático Sallve. IPclin 2019 

Hipoalergênico

Esse teste foi feito em uso, com 56 voluntárias, durante 6 semanas. O produto foi aplicado por meio de teste de contato (patch test) no dorso das mãos, permanecendo por 48 horas, e sendo avaliado e reaplicado semanalmente. A cada 48 horas foi feita uma avaliação médica para identificar sinais clínicos e sensações de desconforto das voluntárias durante o contato do produto com a pele.

O produto não induziu processo de irritação e sensibilização cutânea em nenhum voluntário durante o período de estudo

Estudo de avaliação dermatológica da irritabilidade dérmica primária, acumulada e sensibilização– Esfoliante Enzimático Sallve. IPclin 2019

Não-fotossensibilizante

Esse teste foi feito em uso, com 28 voluntárias, durante 6 semanas. O produto foi aplicado por meio de teste de contato (patch test) no dorso das mãos, permanecendo por 48 horas, e sendo avaliado e reaplicado semanalmente. A cada 48 horas foi feita a exposição da pele a raios UV (lâmpadas que simulam exposição aos raios solares) e em seguida uma avaliação médica para identificar sinais clínicos e sensações de desconforto das voluntárias durante e após a exposição.

O produto não induziu processo fototoxicidade ou fotossensibilização da pele em nenhuma voluntária.

Estudo de avaliação dermatológica do potencial de fototoxicidade e fotossensibilização – Esfoliante Enzimático Sallve. IPclin 2019