Lixo e beleza: como fazer embalagens mais amigas do meio ambiente?

Julia Petit e Cristal Muniz, do blog "Um ano sem lixo", em um novo Colab Sallve repleto de sugestões e dicas de como produzir embalagens menos impactantes.

Cristal Muniz e Julia Petit

Aqui no blog da Sallve falamos muito sobre os ingredientes amigos e inimigos, numa troca de informação pra melhorar a rotina de skincare. Já vimos quais são os que fazem bem à pele seca, mista, oleosa, sensível; sobre como inserir novos produtos no dia a dia e outros tantos assuntos que amamos! Mas estamos também de olho em o que descartamos no meio ambiente. Você já conhece as nossas oito dicas de como diminuir drasticamente o lixo que produzimos com a beleza? O lixo é um tema que ainda muito o que conversar.

Precisamos muito falar sobre o impacto ambiental da rotina de beleza. E foi pensando nisso que a Sallve convidou a Cristal Muniz, autora do "Um ano sem lixo", para o segundo Colab.

Numa tarde de sábado muito inspiradora, dois grupos de seguidores contaram às nossa anfitriãs Cristal e Julia Petit sugestões e dicas de como produzir embalagens mais amigas do meio ambiente ou menos impactantes. Aqui vão alguns dos palpites que apareceram por lá.

Propostas

Quando o tema é reciclagem, as informações sobre o descarte e sobre a higienização dos potinhos, não costumam são muito claras. Portanto, para melhorar essa comunicação visual e incentivar os consumidores, as convidadas pensaram em um folhetinho de papel semente para reunir estes dados. Dessa forma, a informação se transforma em uma aliada da natureza.

Outra solução proposta no nosso encontro é a de adotar a logística reversa. Ou seja, uma prática de devolução das embalagens às empresas que as produziram. Segundo as participantes, é preciso criar ecopontos em áreas centrais (para deixar pertinho de todo mundo), estabelecer parcerias com cooperativas ou selos e dar descontos ou créditos em novas compras para quem retornou os frascos vazios.

Materiais das embalagens

Um assunto muito comentado no encontro é que a escolha de materiais de uma embalagem importa SIM na hora da compra. A sugestão é a de ficar de olho e evitar embalagens que misturem as matérias-primas. Aliás, você já parou para pensar sobre isso? Se você tem um frasco de alumínio e plástico (que você não consegue desmontar em casa na hora de separar os materiais), isso pode inviabilizar a reciclagem. Uma solução? Adotar um único material, quando possível.

Há ainda outros pontos a se prestar atenção nas embalagens. Não valem: rótulos adesivados, que atrapalham o descarte apropriado; caixas de papel e potes que são dispensáveis, e que portanto, só aumentam a montanha de lixo.

Itens multiuso também tiveram destaque, já que eliminam espaço, lixo e tempo da rotina. Assim, frascos multifuncionais também podem ganhar vida depois do término do produto. Aqui no Brasil, a Anvisa não libera a venda a granel de cosméticos, então o refil pode ser eficaz, mas ainda não é ideal: é preciso criar recipientes recicláveis, segundo as convidadas.

Enfim, o que podemos fazer para produzir embalagens melhores? Como produzir menos lixo? Participe aqui da nossa pesquisa e compartilhe suas ideias. E sempre que tiver uma dúvida ou sugestão, conte para a gente, a Sallve quer muito saber mais sobre você.

vamos conversar?