Dermatite: você conhece os principais tipos?

Essa doença inflamatória da pele pode gerar vermelhidão, coceira e até bolhas

Muita gente conhece a de contato, a atópica e até a seborreica. Mas saiba que a dermatite, doença inflamatória de pele, tem mais do que apenas esses três tipos. Cada um tem suas causas, particularidades e tratamentos distintos. E é sobre isso que vamos falar hoje por aqui!

Dermatite

O que é dermatite?

A dermatite é uma doença inflamatória da pele. Ela se caracteriza por sintomas como vermelhidão, coceira, descamação e até a formação de bolhas. Pode aparecer em qualquer idade, inclusive em bebês, e em diferentes áreas do corpo: "Erupção cutânea, coceira, vermelhidão e descamação são sintomas comuns (a todos os tipos)", explica Dra. Roberta Padovan, médica pós-graduada em Dermatologia e Medicina Estética.

+ Reação a cosméticos: por que isso acontece e o que fazer?

É bastante comum também que tenha origem alérgica e os fatores podem ser os mais diversos, como contato com substâncias que gerem alergia, pele muito seca, efeito colateral de medicamentos ou ainda contato da fralda com a pele (como ocorre nos bebês), entre outros.

+ Pele sensível: você sabe qual é o seu tipo?

"Os diagnósticos são, em geral, clínicos e laboratoriais com o Patch test, também conhecido como teste de contato. O Patch Test é o exame realizado para identificar a causa de dermatite (eczema), ou seja, a manifestação alérgica que se torna visível na pele após a exposição a algum agente externo", aponta a médica. "E o tratamento deverá ser individualizado", completa ainda.

Então, nem precisamos te dizer, né? É importantíssimo procurar um dermatologista quando apresentar algum dos sintomas!

Quais os principais tipos de dermatite?

Os principais tipos são, na verdade, oito. Sendo que os mais comuns são a dermatite atópica, a de contato e a seborreica.

  • Dermatite atópica

Já falamos especificamente sobre dermatite atópica em um outro texto aqui no blog. Ela é a 11ª doença dermatológica mais comum na população brasileira, atingido 2,4% das pessoas, considerando todas as faixas etárias. é uma doença crônicahereditária, não contagiosa, e de caráter reincidente, ou seja, há tempos de crises e melhora.

+ 4 problemas de pele que mais aparecem nos homens

Qualquer pessoa pode desenvolver esta doença de pele, inclusive bebês, mas o mais comum é acometer quem tem histórico familiar de doenças como asma e rinite alérgica.

"Quem tem dermatite atópica tem a barreira de proteção deficiente. Ela tem uma disrupção, não tem todos os lipídeos e componentes que são essenciais para manter essa barreira intacta. E o que isso gera? Uma pele mais seca e mais sensível", alerta ainda a Dra. Monalisa Nunes, dermatologista consultora da Sallve.

+ Cuidados importantes ao inserir um cosmético na rotina de skincare

O principal sintoma é uma pele muito seca, com coceira. Há também a presença de lesões na pele, que podem ser desde pequenas feridas até grandes placas que sangram. Em adultos, é comum acontecer em mãos e pés, mas também em dobras e quaisquer outras partes do corpo.

Infelizmente, a dermatite atópica não tem cura, mas sim tratamento, que deve ser feito com dermatologista. Hidratação é o grande segredo, tanto via oral quanto tópica. Inclusive, até te contamos já como o Hidratante Reparador pode ajudar nesse caso ;)

dermatite
  • Dermatite Seborreica

É uma inflamação da pele, assim como as outras, mas é caracterizada por descamação e vermelhidão em algumas áreas do rosto, como sobrancelhas, cantos do nariz, couro cabeludo e orelhas.

É uma doença crônica, com períodos de melhora e piora, e não contagiosa. A causa não é conhecida, mas se sabe que a inflamação pode ter origem genética ou ser desencadeada por alergias, estresse emocional, baixa temperatura, excesso de oleosidade, entre outros.

+ Todos os tipos de pele precisam de hidratação?

A dermatite seborreica pode atingir também recém-nascidos. Nessa condição, é conhecida como crosta láctea e é temporária e inofensiva.

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, os sintomas são: escamas brancas que descamam (caspa), escamas amareladas oleosas e que ardem, coceira, vermelhidão leve, possível perda de cabelo.

+ Assim como na pele, a água quente pode prejudicar o cabelo?

Um dermatologista vai indicar o melhor tratamento para os tempos de crise. Mas o tratamento precoce também é importante e pode envolver lavagens mais frequentes, uso de xampus com ácido salicílico, alcatrão, enxofre, zinco e antifúngicos, uso de cremes e pomadas, interrupção do uso de alguns produtos para cabelo, entre outros.

  • Dermatite de contato

A dermatite de contato, também conhecida como eczema de contato, é uma reação inflamatória da pele causada pela exposição a algum ativo ou agente que causa alergia ou uma irritação.

+ Manchas na pele: um alerta para procurar um dermatologista?

Existem dois tipos de dermatite de contato. A irritativa é causada por substâncias ácidas ou alcalinas, como sabonetes, detergentes, solventes ou outras substâncias químicas. Geralmente, a irritação aparece apenas no local do contato.

Já a alérgica aparece após várias exposições a um produto, ativo ou substância. Pode demorar meses para aparecer após o contato inicial. As lesões aparecem no local da aplicação, mas podem se estender também.

O diagnóstico pode ser obtido pelo conhecido patch test, o teste alérgico de contato.

  • Dermatite herpetiforme

Ainda não se sabe exatamente o que provoca de fato o surgimento da dermatite herpetiforme, mas ela se manifesta como uma reação do sistema imunológico associadas à intolerância ao glúten (doença celíaca).

+ Alimentos que podem ajudar a manter a pele saudável

É uma doença crônica, com períodos de melhora e piora, e não há uma cura definitiva. É mais comum em crianças, adolescentes e adultos do sexo masculino.

Há o surgimento de pequenas bolhas, coceira uma sensação de queimação bastante intensa. As lesões aparecem em qualquer lugar do corpo, mas é mais comum nos cotovelos, joelhos, coxas, bumbum e dorso do troco.

O tratamento consiste em eliminar da dieta o glúten. É essencial acompanhamento médico.

  • Dermatite ocre

É um tipo de dermatite causado pelo acúmulo de sangue nas pernas e tornozelos. Há o aparecimento de manchas roxas e amarronzadas na região.

+ Manchas: para cada caso existe um tratamento específico

É comum em adultos e idosos que ficam muito tempo em pé ou em condições que causam "estase" (varizes, obesidade, artrites, pés planos, entre outros).

  • Dermatite esfoliativa

A dermatite esfoliativa é uma inflamação grave na pele. Há lesões, descamação e vermelhidão em diversas áreas do corpo.

+ Microbioma Cutâneo: entenda sua importância para a pele

"Em relação a gravidade,  a dermatite esfoliativa é rara porém, a mais  agressivas. Atinge grandes áreas do corpo e pode apresentar febre, calafrios, inchaço, descamação e o aparecimento de manchas avermelhadas pelo corpo todo . Se não tratada, pode causar complicações, como infecção generalizada e parada cardíaca", aponta a Dra. Roberta Padovan.

Pode aparecer por consequência ou estar associada a várias outras doenças dermatológicas, com a psoríase, ou reações do uso excessivo de medicamentos (penicilina, sulfonamidas, isoniazida, fenitoína, barbitúricos). O diagnóstico é clínico e muitas vezes a hospitalização é necessária para que o tratamento seja feito.

  • Dermatite perioral

A dermatite perioroal aparece na face, principalmente ao redor da boca e do nariz. Atinge pessoas de todas as idades, mas é comum em mulheres entre 15 e 45 anos. Não tem causa bem definida, mas estima-se que esteja relacionada a disfunções da barreira de proteção, alteração do microbioma cutâneo e sistema imune da pele.

A maioria das pessoas que apresentam a doença costuma ter problemas respiratórios, má oclusão oral, faz uso indevido e indiscriminado de corticosteróides, falta de higiene, mudanças hormonais ou uso de contraceptivos orais, entre outros.

+ Lavar o rosto: 7 erros comuns que você pode cometer e como evitá-los

Os sintomas envolvem erupções no rosto, pequenas pápulas avermelhadas, ressecamento, descamação, coceira, irritação e sensação e queimação. Algumas vezes é confundida com a rosácea.

O tratamento é receitado pelo dermatologista. A suspensão do uso de cremes com corticosteroides costuma ser fundamental. Pode ser necessário o uso de medicamentos.

  • Dermatite numular

Afeta principalmente pessoas de meia idade e idosas. É caracterizada por: coceira, manchas em formato de moeda, pequenas bolhas, crostas e escamas. É bastante comum no inverno, junto com a pele seca e/ou ressecada.

Nunca é demais lembrar: consultar um dermatologista é sempre a opção mais saudável e correta para sua pele, ok?

Referências, artigos e estudos usados no texto

Dermatite seborreica

Dermatite de contato

Dermatite Herpetiforme (Dermatite de Duhring-Brocq)

Dermatite - Hospital São Matheus

Distúrbios eczematosos dermatite atópica e ictiose

Dermatite ocre em membros inferiores

Dermatite Perioral

Dermatite esfoliativa: estudo clínico-etiológico de 58 casos

Dermatite esfoliativa

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

subtotal

Loading
Login efetuado com sucesso!