O perigo das maquiagens falsificadas para a sua saúde

"Broken", seriado documentário da Netflix, mergulha na indústria de cosméticos falsificados e expõe os riscos do mercado clandestino para a sua saúde.

O estouro da indústria de beleza ganhou uma proporção ainda maior com o boom das redes sociais. São elas que ditam, tendência após tendência, lançamento após lançamento, para onde vão caminhar nossos suados reais (ou dólares, ou euros...).

Muito mais do que isso: redes sociais e seus influencers passaram a ditar como funciona toda a indústria, tomada por uma bem vinda safra de marcas direct-to-consumer que, escutando o que uma nova geração quer de seus cosméticos, vem apostando em fórmulas veganas e transparência em todo o seu processo.

A histeria das redes sociais, porém, tem seu lado negativo. Entre os mais propagados, claro, é o tal FOMO (fear of missing out). Você sabe exatamente do que se trata: aquela sensação de que você PRE-CI-SA ter aquilo. Seja um gloss, um batom, um blush, um rímel. Seja por uma ação com influencers, mil resenhas em sites ou o imediato selo de sucesso "SOLD OUT" (esgotado).

Esse tal de FOMO vem servindo de combustível para um aumento desgovernado da indústria de cosméticos falsificados provenientes da China. E foi justamente os bastidores desta indústria que a série documentário "Desserviço ao Consumidor" ("Broken"), da Netflix, foi investigar.

O resultado é assustador: cosméticos falsificados produzidos em laboratórios clandestinos na China, sem qualquer infraestrutura, higiene ou regulamentação. Após testes, revelam em suas fórmulas barro de construção, ingredientes carcinogênicos, bactérias, traços de urina, fezes e metais pesados, como mercúrio e grafite - estes, em contato com a pele humana, podem acarretar problemas de memória, fertilidade e impetigo. 

Ainda entre os riscos de cosméticos falsificados sem fórmulas regulamentadas e fiscalizadas estão ceratoconjuntivite, feridas na pele, pústulas, dermatite de contato e terçol, entre outros.

O que acontece é que para estes fabricantes clandestinos chegarem a fórmulas muito mais baratas do que as originais (visando aumentar a margem de lucro), fazem substituições sem qualquer responsabilidade. Há um caso assombroso, relatado no documentário, de uma menina que comprou um gloss falsificado no Ebay e viu seus lábios grudados um no outro: havia Super Bonder na fórmula do gloss fake.

 

A dica de experts ao longo do episódio é simples: preste atenção não apenas nas embalagens, mas também, sempre, na consistência, textura e cheiro dos cosméticos que você compra. Uma regrinha de três é se atentar ao que eles chamam de "3 Ps": Price (preço), Place (lugar de compra) e Packaging (embalagem).

Para não correr nenhum risco de esbarrar na compra de cosméticos falsificados (uma indústria ligada a organizações criminosas que movimenta US$ 460 bilhões por ano, sendo mais lucrativa do que o tráfico de drogas), é imprescindível que você compre sempre de sites de confiança. Ou seja, no site da própria marca ou de revendedores autorizados que você tem absoluta certeza de que tem reputação positiva. Para se ter uma ideia, 85% dos casos de venda de cosméticos falsificados nos Estados Unidos acontece online.

Um fator interessante de se ressaltar é que as marcas mais falsificadas atualmente não são as estabelecidas e mais famosas, e sim as marcas cult, ou emergentes, que geram uma verdadeira comoção online - por sua estratégia de vender sempre poucas quantidades para gerar desejo a cada novo lançamento, por exemplo.

A maior lição que se pode tirar do documentário é que nós, consumidores, precisamos estar sempre informados e instruídos. Usar o máximo possível dessa plataforma de troca de informações para comprar acertadamente e com responsabilidade é essencial.

Com empresas especializadas em vender resenhas positivas para grandes sites, todo cuidado é pouco. O hype pode ser contagiante, mas antes de mais nada, é a nossa saúde que está em jogo.

Skincare é saúde. Maquiagem também, tá? Cuide de você e olho aberto: todo cuidado é pouco.

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading