Extração de origem animal? Conheça os ativos veganos da Sallve

Muita gente tem dúvida se alguns ativos têm origem animal

Vez ou outra sempre surgem dúvidas da nossa comunidade em relação a alguns ingredientes usados pela Sallve: se eles têm ou não extração de origem animal ou de onde são extraídos. Para acabar de vez com algumas dúvidas, vamos te contar um pouco mais sobre cinco deles, que podem gerar dúvida em muita gente por aí.

sallve vegana

Extração de origem animal ou vegetal?

Primeiro, é bom lembrar sempre: a Sallve é vegana e sem crueldade. Ou seja, faz cosméticos veganos, com isenção de matérias-primas de origem animal na fórmula e na fabricação, garantindo um produto final completamente isento de exploração animal - o que acontece inclusive na fase pós-produção, nos testes de eficácia e de segurança do produto. Portanto, um cosmético vegano, precisa de antemão ser cruelty-free, sem testes em animais.

+ As diversas formas de usar todos os produtos da Sallve

Dito isso, vamos partir para alguns ingredientes que geram dúvida sobre sua origem e extração em muita gente. Segue o fio!

Extração de origem animal? Nada disso!

Taurina

A taurina é um aminoácido produzido naturalmente pelo nosso corpo. Segundo a história, esse aminoácido teria sido chamado assim porque foi isolado pela primeira vez na bile de um touro. Os responsáveis foram os cientistas alemães Friedrich Tiedemann e Leopold Gmelin, em 1827.

A taurina usada pela Sallve na super Máscara Antirressaca, porém, não tem extração de origem animal. O ingrediente é extraído de maneira sintética.

+ Qual é a ordem de uso de todos os produtos da Sallve?

Phytoesqualano x Esqualano x Esqualeno

Você já deve ter visto o Phytoesqualano nas fórmulas do nosso Limpador Facial e do Hidratante Labial. E muita gente realmente confunde o ingrediente com o esqualeno, que vem de origem animal. A proximidade dos nomes talvez deixe tudo um pouco confuso mesmo.

Mas o esqualano é de origem vegetal, também conhecido como Phytoesqualano, enquanto o esqualeno é o produzido pela nossa pele. Na indústria cosmética, o esqualeno era extraído do fígado de tubarões para ser usado nos produtos, acarretando danos ambientais sérios.

E é também por isso que a Sallve usa o phytoesqualano (também chamado de esqualano vegetal) em sua formulação, derivado do óleo de oliva puro, que funciona como um hidratante biomimético. Assim, garantimos nossa política vegan, cruelty free e eco-friendly.

+ Biomimetismo no skincare: o que é e como funciona na sua pele

Extração de origem animal? Nada disso!

Vitamina E/ Tocoferol

Presente na nossa Máscara Purificante, no Hidratante Labial e no Antioxidante Hidratante, o tocoferol (a conhecida Vitamina E) gera dúvidas sobre sua origem de extração, por ser encontrada em elementos de origem animal.

Para quem não sabe, a vitamina E é um componente natural da pele saudável, que também pode ser encontrado em diversos alimentos, como alguns peixes (salmão), verduras e legumes de cor verde, óleos vegetais (girassol e canola), nozes, avelãs, sementes de girassol, na gema do ovo, fígado, entre outros.

Mas nas fórmulas da Sallve ele não vem de nenhuma fonte animal. Ele é de origem vegetal, obtido por meio da soja. O material de partida para a fabricação de tocoferóis é um “destilado desodorizante”, obtido por destilação a vapor de óleo vegetal bruto (principalmente óleo de soja).

Ácido Hialurônico

O ácido hialurônico aparece em duas fórmulas da Sallve: no nosso Antioxidante Hidratante e no Hidratante Firmador. O ativo é uma grande molécula de açúcar que é produzida naturalmente pelo nosso corpo. Ele está presente nas articulações e até no nosso globo ocular (córnea, esclera e humor vítreo), mas surge em maior quantidade na nossa pele, onde preenche o espaço entre as células, mantendo nossa pele bem hidratada e elástica.

Na indústria cosmética, pode ter extração de origens animal (encontrada em cordões umbilicais, placenta e fluídos de articulação de animas, como as ovelhas) e sintética/vegetal. No caso da Sallve, seguindo nossa premissa de marca vegana, temos um ácido hialurônico que é extraído de uma mistura de fermentado microbiológico com sintético.

Ceramidas

As ceramidas são mais um ingrediente biomimético do repertório da Sallve: elas são encontradas na nossa própria pele e também em animais. "As ceramidas vegetais puras têm um ponto de fusão muito alto, cerca de 90°C. Com isso ela se torna um pouco inviável para algumas fórmulas com matérias primas que não podem ultrapassar de 75°C", explica Ana Sofia Barbosa, do nosso time de pesquisa e desenvolvimento. "Para incorporá-las em fórmulas de cosméticos mais facilidade, as ceramidas passam por processos de fusão com ceras e lanolinas". A lanolina, por sua vez, é de origem animal - mais precisamente, ela é extraída da lã de ovelhas.

+ Conheça todo o poder de hidratação do nosso Hidratante Reparador

Na fórmula do nosso Hidratante Reparador, porém, as ceramidas biomiméticas são veganas, extraídas de uma espécie de palma, a Elaeis guineesis, do milho (Zea mays) e da canola (Brassica napus). "Optamos pelos processos de extração vegetal e biofermentação, que é utiliza uma espécie de fermento que vai estimular a separação das substâncias. Com isso, conseguimos as ceramidas atrás de técnicas de resfriamentos, patenteadas pelo nosso fornecedor", explica Ana Sofia.

Cera de Euphorbia cerifera

A cera da Euphorbia cerifera, conhecida também pelo nome de candelilla, está presente na nossa Máscara Purificante. Ela é uma alternativa para o uso de cera de abelha nos cosméticos.

+ Conhecendo a textura de todos os produtos da Sallve

A Euphorbia cerifera é um arbusto nativo dos Estados Unidos e do México. Nos cosméticos, além de atuar como espessante, também tem como propriedade principal ajudar a manter a umidade natural da pele.

Quer saber mais sobre algum assunto? Tem alguma dúvida ou sugestão? Fale com a Sallve. A gente adora trocar experiências!

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

subtotal

Loading
Login efetuado com sucesso!