Glossário da pele: um dicionário para descomplicar

Filagrina, tirosinase, citoquinas...não sabe o que é? Calma que está tudo aqui no glossário!

Quando o assunto é pele, não é nada incomum encontrar muitos termos que a gente não entende direito, mal sabe o que faz ou o que significa. Afinal, nem todo mundo conhece tão a fundo a fisiologia da pele ou onde exatamente os cosméticos agem.

Pensando em tudo isso, resolvemos fazer um glossário, que por definição é um dicionário de palavras pouco conhecidas. Assim, toda vez que você tiver dúvidas em termos relacionados a pele pode encontrar ajuda por aqui. Tá pronto? Então, vem!

glossario da pele

Glossário da pele

A

  • Aquaporinas: canais proteicos na membrana dos queratinócitos. Eles permitem a passagem de água pela epiderme, camada que não possui vasos sanguíneos para fazer essa troca. Essa circulação de água é essencial para a pele.

B

  • Barreira cutânea: a barreira de proteção é a camada mais exposta da pele e também é conhecida pelo nome de manto hidrolipídico, fica acima da camada córnea. É composta por células da camada córnea e substâncias que unem essas células (ceramidas, colesterol, ácidos graxos livres). É como se a barreira fosse um muro perfeito. Sendo que os tijolos são as células e as gorduras são o cimento que une esses tijolos da melhor maneira possível.

+ Barreira cutânea x barreira lipídica: qual a diferença?

C

  • Camada córnea: outro nome para estrato córneo. é a última camada da pele. É formada por um compensado de células mortas, queratina e lipídeos. Essa junção é essencial para manter a água dentro da pele evitando sua evaporação acelerada.
  • Ceramidas: estão presentes na nossa pele, mas também podem estar nas formulações cosméticas (oi, Hidratante Reparador!). As ceramidas são componentes da epiderme, mais precisamente da nossa camada córnea. Em parceria com ácidos graxos e colesterol, elas preenchem espaços entre queratinócitos, evitando a perda de água e mantendo a integridade da pele, tendo função vital na barreira de proteção cutânea.
  • Citoquinas (ou Citocinas) pró-inflamatórias: são moléculas responsáveis pela resposta inflamatória, ou seja, associadas a inflamações.
  • Colágeno: o colágeno é uma proteína fundamental para a estrutura, elasticidade e firmeza da pele, representando cerca de 70% de toda a proteína presente nela e 30% do nosso corpo. 
  • Corneolíticos: também conhecidos como queratolíticos, são ativos que ajudam a "dissolver" a camada córnea da pele, mas não de um jeito ruim (nem de longe!). Geralmente, eles estão ligados a tratamentos que visam suavizar a aparência de lesões, por exemplo aquelas causadas por atrito. Com isso, mantém a pele mais lisa, já que a camada de células mortas mais dura é removida.

+ Esfoliação da pele: como fazer e qual a sua importância

D

  • Derme: é a camada intermediária da pele, formada por fibras de colágeno, elastina e gel coloidal, que dão tonicidade, elasticidade e equilíbrio à pele, e por grande quantidade de vasos sanguíneos e terminações nervosas.

E

  • Elastina: é uma proteína de função estrutural que forma fibras elásticas e está presente na nossa pele. Muito ligada a firmeza e elasticidade.
  • Eletrólitos: são minerais que carregam uma carga elétrica (positiva ou negativa) quando estão dissolvidos em água. Eles estão presentes no nosso sangue urina e suor, por exemplo. No nosso organismo, há uma variedade deles e que se apresentam com nomes muito mais conhecidos, como sódio, cálcio, potássio e magnésio, por exemplo. Eles são responsáveis pelo bom funcionamento dos músculos, do sistema nervoso, além de equilibrar a quantidade de água no nosso organismo e manter o nível de pH do sangue. Eles também podem ser adicionados a formulações cosméticas (olá, Hidratante Reparador). Ao serem aplicados topicamente, eles ajudam a sua pele a receber a hidratação que ela precisa, já que permitem a entrada de água e regulam os níveis, contribuindo para uma hidratação mais profunda.
  • Estrato córneo: outro nome de camada córnea. É a última camada da pele. É formada por um compensado de células mortas, queratina e lipídeos. Essa junção é essencial para manter a água dentro da pele evitando sua evaporação acelerada.
  • Epiderme: a primeira camada da pele. É ela que forma a barreira cutânea ou lipídica (que pode ser ainda chamada de camada ou manto hidrolipídico) que tanto falamos por aqui.

+ Como os produtos da Sallve ajudam a manter a barreira cutânea da sua pele íntegra

glossario da pele

F

  • Fibroblastos: são células do tecido conjuntivo e tem como função principal a síntese de componentes como colágeno e elastina. Desempenham papel importante na cicatrização e recuperação da pele.
  • Filagrina: é a principal proteína necessária para formação da camada córnea. Ou seja, está diretamente ligada com a saúde da barreira de proteção da pele.
  • Folículo piloso: estrutura da pele responsável pela produção e crescimento do pelo.

G

  • Glândulas sebáceas: responsáveis pela liberação de sebo e não estão espalhadas por todas as regiões do corpo.
  • Glândulas sudoríparas: liberam o suor através dos poros para a superfície da pele. São divididas entre écrinas (encontradas no corpo todo) e apócrinas (encontradas apenas nas axilas, área genital e seios).
  • Glicação: a glicação é o processo em que uma molécula de açúcar se liga a uma proteína deixando-a instável. Com isso, ela perde sua função biológica no organismo, trazendo alguns danos. Ela atinge o corpo como um todo, como envelhecimento precoce dos músculos, vasos sanguíneos, órgãos e o nosso cérebro. Na pele, essa união da molécula de açúcar ocorre com as proteínas mais presentes nela, como o colágeno e a elastina, o que gera flacidez e sinais.

H

  • Hipoderme: ela é a terceira e última camada da pele, formada principalemente por células de gordura.

+ As diversas formas de usar todos os produtos da Sallve

I

  • IV: radiação infravermelha. Está presente em tudo que produz calor e tem um maior comprimento de onda do que a radiação UV. Quando pensamos em danos à pele, ela pode ser responsável pelo envelhecimento precoce da pele.

J

  • Junção dermoepidérmica: é onde a derme se encontra com a derme, uma zona de transição composta por queratinócitos basais e fibroblastos dérmicos.

L

  • Lipídeos: de forma geral, são gorduras. Quando pensamos em pele, você já deve ter ouvido falar em manto hidrolipídico ou barreira cutânea. Sim, a epiderme é coberta por água e lipídios (em sua maioria ceramidas).

M

  • Melanina: responsável pela pigmentação. É uma substância de defesa. A função principal dela é proteger o núcleo da nossa pele, o DNA, contra os raios solares e outras lesões.
  • Melanócito: células que produzem a melanina.
  • Melanogênese: o processo de formação da melanina.

+ Manchas na pele: um alerta para procurar um dermatologista?

N

  • NMF: Fatores Naturais de Hidratação da pele, que são moléculas umectantes que retém água na epiderme. As mais importantes são ácido lático e ureia.

O

P

  • Peptídeos: são moléculas de aminoácidos que formam as proteínas. Eles são sinalizadores, avisam a pele está com uma baixa de proteínas. Ajudam a prevenir o envelhecimento precoce e fortalecem a barreira cutânea.
  • Procolágeno tipo 1: um peptídeo que é precussor do colágeno final, ou seja, é o começo da formação do colágeno tipo 1, o mais presente no corpo, ajuda na formação da pele, ossos, tendões, córneas, veias e outros tecidos conjuntivos.
  • Poros: são pequenos furinhos que fazem parte da estrutura da pele, responsáveis pela secreção de líquidos, como suor e sebo.
  • pH da pele: o pH é um valor que demonstra o quanto algo é mais ou menos ácido. Neste caso, ele indica o grau de acidez, alcalinidade ou neutralidade da sua pele.  É definido pelo equilíbrio determinado pela quantidade de água, sais minerais, gordura e ainda secreção das glândulas sebáceas e sudoríparas presentes na superfície da pele.
glossario da pele

Q

  • Queratinócito: são responsáveis pela produção de queratina, proteína que faz parte da epiderme e o que faz dela uma camada protetora. Eles se formam na camada mais profunda da epiderme.
  • Queratolíticos: também conhecidos como corneolíticos, são ativos que ajudam a "dissolver" a camada córnea da pele, mas não de um jeito ruim (nem de longe!). Geralmente, eles estão ligados a tratamentos que visam suavizar a aparência de lesões, por exemplo aquelas causadas por atrito. Com isso, mantém a pele mais lisa, já que a camada de células mortas mais dura é removida.

+ 70% da nossa pele é água: já parou pra pensar nessa relação?

R

  • Radicais livres: moléculas instáveis liberadas pelo metabolismo do nosso corpo, e que apresentam um elétron que tende a se associar rapidamente a moléculas de carga positiva, podendo reagir e oxidar, causando danos a células saudáveis, por exemplo, quando existentes em excesso. Quando pensamos em pele, eles provocam, por exemplo, um aumento na degradação das fibras de colágeno, o que causa o aparecimento de sinais, linhas de expressão e flacidez. 
  • Renovação celular: A renovação celular é um processo do nosso corpo. Dura 28 dias em média, mas conforme envelhecemos esse tempo aumenta, podendo chegar a 40 dias a partir dos 26 anos, por exemplo. Nesse período, uma célula nasce na camada mais profunda da epiderme e vai sendo transportada para a camada córnea (a mais superficial da pele). Lá, ela já chega como uma célula morta e fica por ali até “descamar”. Com o surgimento de novas células, as anteriores (já mortas), vão sendo descartadas.

S

  • Sebo: secreção produzida pelas glândulas sebáceas.

T

  • Tirosinase: enzima importante para o processo de formação de melanina.

U

  • UVA: radiação ultravioleta A. Está presente nos raios solares o dia inteiro, inclusive ultrapassa vidros de janelas, e está presente mesmo com o clima frio. Ela penetra mais na pele, está associada ao câncer de pele, além de ser a radiação que causa o envelhecimento precoce da pele.

+ 5 efeitos do stress na sua pele para você se cuidar já

  • UVB: radiação ultravioleta B. Está presente nos raios solares em maior intensidade entre às 10h e às16h, quando o sol incide mais diretamente na Terra. Penetra mais superficialmente na pele e tem um poder maior de reagir com o nosso DNA, por isso é mais associada ao câncer de pele.

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

subtotal

Loading
Login efetuado com sucesso!