Começar a meditar pode ser muito mais fácil (e viciante!) do que você imagina

Sempre pensa em meditar mas não sabe nem por onde começar? Calma que é bem simples!

Lesly Juarez/ Unsplash

A febre do skincare pode até ter vindo primeiro, mas simultaneamente ela trouxe consigo um novo conceito para muitos: o tal do wellness, que nada mais é do que bem estar.

Este raciocínio é positivo: pensar na beleza e nos cuidados que temos com nós mesmos de forma holística é uma das chaves mais importantes para navegarmos por esta jornada mais plenos e mais completos. Os tantos mil gadgets, compromissos e pressões do dia a dia também serviram de estopim para que nós começássemos a buscar uma válvula de escape para uma vida conectada demais à grande rede.

Dentro deste campo do wellness, a meditação tem papel protagonista: numa época em que tanto se fala sobre problemas mentais como ansiedade, depressão e afins, aprender a "desligar" a nossa mente por um período, todos os dias, pode ser muito mais benéfico do que outras alternativas.

Se você tem vontade de começar a meditar mas só a palavrinha em si já te dá aquela pressão de que você "jamais vai conseguir", que você precisa de um Maharishi, incenso aceso e alguém tocando cítara de fundo, uma boa notícia: a prática está cada vez mais democrática, graças aos vários apps que você pode baixar com um clique no seu celular.

Faz um mês e meio, mais ou menos, que comecei a usar um destes aplicativos, o Headpsace. A dica veio da jornalista Manu Barem, que usa o mesmo app, e que, ao me indicá-lo, usou uma ótima frase de efeito: "Você vai ver, é como colocar seu cérebro em baixo da torneira".

E esses apps funcionam mesmo?

Tudo depende da sua disposição. O que aprendi desde que comecei é que meditação é como rotina de skincare, para manter um paralelo temático aqui: tem que fazer todo dia. Você pode começar com dois minutos, depois seguir para cinco, e daí por diante. Ah, e nem precisa ser por tanto tempo. 

A primeira vez que usei o aplicativo foi em uma manhã em que estava bem perto de ter uma crise de ansiedade, e estava muito nervosa com a quantidade de coisas que tinha para resolver, em todos os campos. "Não vou dar conta, não vou conseguir", repetia andando de um lado para o outro.

"Ah, o app da Manu! Pera, vou testar".

Controle sua mente? Não.

Foram cinco minutos em silêncio, prestando atenção na minha respiração, concentrada, seguindo um passo a passo ensinado de maneira tranquila e mastigadinha, sentada de forma confortável para o meu corpo. Ao fim da sessão, minha mente parecia mesmo ter passado por debaixo de uma torneira. Continuava tudo ali, mas eu estava mais calma.

Meditação vai te ajudar a controlar a sua mente, a te fazer não pensar em certas coisas? Você vai conseguir controlar seu cérebro? Não sinto isso e, francamente, nem acho que é esse o propósito. O propósito é simplesmente resetar o sistema, e tudo ser recarregado de forma mais ordenada.

Repetindo: os pensamentos continuam ali. O que muda é sua ansiedade em lidar com eles. 

Meditação além do app

Uma das maiores mudanças que senti na minha vida desde que comecei a meditar é que passei a apreciar muito mais o silêncio. Às vezes não preciso nem do aplicativo. Estou sentada, quieta, no silêncio, e respiro com calma, deixo a cabeça relaxar e logo me sinto renovada. 

Existem várias aulas de meditação com profissionais super especializados? Existe, claro, e devem ser incríveis. Mas para quem tem limitações como tempo, horário e orçamento, entre outras, aplicativos de meditação são uma porta de entrada incrível para o início do que pode ser, com sorte, uma jornada para a vida inteira e um caminho para se conhecer de uma forma nova.

Não é difícil, não é complicado, não precisa de muito. É só começar.

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading