"É essencial que consigamos refletir a sociedade em nosso time"

Conheça a Mel, uma das responsáveis por montar o time dos sonhos da Sallve!

Melissa Diniz é a nossa Senior Recruiter e tem como uma de suas principais responsabilidades encontrar e atrais novos talentos para o time da Sallve. Essa carioca – que mora em São Paulo há quatro anos, mas faz questão de dizer que o Rio é incrível de todos os ângulos - é formada em Psicologia e é apaixonada pela transformação digital no RH, além de ser entusiasta da cultura super acelerada das startups.

Um fato super interessante sobre a Mel, como conhecemos ela por aqui, é que ela acredita muito que times diversos produzem mais e desempenham melhor, portanto, é isso que ela tenta trazer para a Sallve – dá para o match ser mais perfeito que isso?

“Minha principal causa social é sem dúvidas o empoderamento da comunidade negra em todas as esferas da sociedade. Como mulher negra, é fundamental pra mim conseguir inspirar e engajar meus pares na causa da diversidade como valor dentro das organizações. Acredito que times diversos produzem mais e desempenham melhor seus papéis, e busco trazer essa crença pra toda nossa estrutura de recrutamento também”, disse.

É claro que a busca por um time diverso e cheio de representatividade impacta diretamente na forma como lidamos e nos comunicamos com a nossa comunidade. “Uma vez que aplicamos essa diversidade internamente, conseguimos estabelecer conexões mais empáticas e igualitárias com as pessoas do outro lado da tela”, opinou a nossa Senior Recruiter.

O que você faz na Sallve?

Hoje sou recrutadora no time de pessoas da Sallve. Fico responsável por tudo que diz respeito a atração e seleção de novos talentos pro nosso time. Isso inclui a experiência dos candidatos de ponta a ponta, apoio pra liderança na construção do nosso pipeline e do escopo dos desafios internos, além de apoio em projetos dentro do RH, como nosso onboarding - agora remoto  -, entre outros.

Como chegou na Sallve?

Já conhecia a marca e admirava demais o tom de voz e a representatividade exposta nas redes sociais - inéditas pra uma marca de beleza brasileira, até então. A Gabi, Head de Pessoas, me mandou uma mensagem no LinkedIn bem no momento no qual eu estava pensando uma transição de carreira pra outra startup com alto potencial de crescimento. Deu tudo certo e hoje tô aqui.

A Sallve tem a diversidade no DNA. Como é possível criar/recrutar um time tão diverso e qual a importância disso?

Uma série de pesquisas e estudos apontam que empresas com times mais diversos performam melhor e são mais lucrativas, por exemplo. Além disso, a Sallve se coloca como o espelho da nossa comunidade. Assim sendo, é essencial que consigamos refletir a sociedade em nosso time, no que diz respeito a raça, crenças, valores e origens.

O primeiro passo pra atingir esse patamar é estarmos atentos aos nossos vieses inconscientes, que fazem com que, sem que a gente perceba, tenhamos preferência por aqueles que são mais parecidos conosco, seja física ou culturalmente falando. A partir do momento que criamos essa consciência, passamos a nos abrir à diferença e enxergar o potencial além de qualquer outro fator.

Você acha que o fato da Sallve ter diversidade no seu quadro de funcionários impacta a comunicação com a comunidade?

Sem dúvidas! Nossa comunidade é diversa assim como o Brasil: nossos times conversam com pessoas de Norte a Sul do país, com rotinas, costumes, etnias e jeitos de viver completamente diferente. Uma vez que aplicamos essa diversidade internamente, conseguimos estabelecer conexões mais empáticas e igualitárias com as pessoas do outro lado da tela.

A Sallve se preocupa com seu time e traz diversas experiências, como encontros, meditação, yoga, etc. Qual a importância dessas ações para manter a felicidade, satisfação e saúde mental da equipe?

Nessa nova realidade onde não temos o presencial, acabamos formalizando alguns rituais que buscam nos aproximarmos enquanto time e nos cuidarmos ao mesmo tempo. Um exemplo disso são as aulas de yoga e funcional que estamos promovendo semanalmente, ocupando aquele lugar de descompressão e respiro, essencial pra rotina de trabalho em casa.

Além disso, temos um projeto semanal de troca de conhecimento entre o time, importante pra conseguirmos nos enxergar além da rotina de trabalho e nos mantermos integrados e próximos, mesmo diante da distância física.

Na seleção de novos talentos: quem são as pessoas que você procura? Existe um perfil ou isso é extremamente aberto?

Além dos requisitos técnicos de cada vaga, a gente busca uma galera muito competente e acima de tudo, apaixonada pelo que faz - paixão é uma palavra bem chave pra nós quando analisamos os futuros Sallvers.

Precisa rolar aquele match com nossa cultura e valores principais do dia a dia. Dito isso, pra nós também é essencial agregar diferentes trajetórias e narrativas de vida no time. Por isso, buscamos aplicar um olhar aberto e direcionado a experiências diversas, sabendo por aqui o quanto isso colabora com a troca constante e com o nosso "ouvir, aprender e melhorar" de todo dia.

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading