Gel, creme, sérum, sérum-gel, óleo, spray: conheça as diferentes texturas de cosméticos

Quer entender a diferença entre cada textura? Então cola aqui que a gente te explica.

Acervo

A textura de um cosmético tem papel importantíssimo em como ele pode funcionar na sua pele. Como ele age junto com os outros produtos que você já usa? Em que momento você deve usá-lo? Nós já respondemos essas perguntas, mas para quem ainda tem dúvidas sobre as diferentes texturas de cosméticos, preparamos este guia rápido. Nosso sérum-gel? A gente explica ele também!

Gel

Amor eterno da vida de quem tem pele oleosa, o gel tem uma textura bem levinha e de rápida absorção, formando um filme seco sobre a pele sem qualquer aspecto oleoso, o que o torna perfeito para quem sofre com o excesso de oleosidade - mas não é exclusivo para esses casos.

Com uma aplicação que entrega uma sensação imediata de frescor na pele ao mesmo tempo em que a hidrata e nutre, ele não contém óleo em sua forma e é queridinhos por não entupir os poros.

"O gel é um sistema em que uma molécula (chamada de gelificante) desenvolve um sistema molecular tridimensional que aumenta a viscosidade do sistema", explica Marcus Amaral, da equipe de Pesquisa e Desenvolvimento da Sallve. "Em outras palavras, moléculas presentes no sistema vão interagir entre si criando uma rede que aumenta a viscosidade."

Creme

A textura mais tradicional do skincare, o creme é denso, hidratando a pele ao combinar água, óleo e gorduras. Sabe o tal "cremão" que nossa comunidade e Julia Petit tanto falam? Vem justamente desta característica mais espessa.

Geralmente indicado para quem tem pele seca ou com aquela sensação de repuxado logo depois da sua rotina de skincare, hoje em dia há versões que atendem também às peles normais e até oleosas, dependendo de suas formulações.

"Cremes e loções geralmente são o que chamamos de emulsão direta, ou seja, uma dispersão de óleo em água que permite a entrega tanto de ativos hidrofílicos quanto de ativos hidrofóbicos. Por mais que se coloquem óleos na fórmula, o sensorial é normalmente mais leve que o de um óleo puro devido à presença de água", explica Marcus

"Para emulsões, quanto maior for a quantidade de óleo dispersa dentro da fase aquosa, maior será a viscosidade do meio, dado que as gotículas começam a interagir entre si a medida que a fração de óleo aumenta", continua Marcus.

Sérum

A pista já vem no nome: "sérum" vem do francês e significa soro. "Ele se caracteriza como um sistema de baixa viscosidade, de caráter bem 'líquido', com uma carga elevada de ativos", explica Marcus Amaral. Ou seja: sua maior vantagem é uma textura e acabamento ultraleves com ativos em alta concentração para tratar sua pele, de alta absorção e fácil aplicação.

"Séruns podem ser emulsões, podem ser levemente gelificados, mas sua característica realmente é a baixa viscosidade e alto teor em ativos - realmente um soro", define Marcus. Tudo isso faz do sérum perfeito para todos os tipos de pele!

Óleos

Até outro dia vilões, hoje tão amados, os óleos já têm lugar de destaque na rotina de skincare mesmo quando o caso é a pele oleosa: basta encontrar a formulação perfeita.

Mas o que são óleos? Óleos são formulações que possuem oligoelementos - que por sua vez são microminerais - que formam um conjunto de elementos químicos necessários para o organismo.

Entre suas capacidades incríveis, o óleo ajuda a prevenir a perda de água da pele e possuem propriedades antioxidante (como o óleo de argan e o óleo de romã), antibacteriana (como o óleo de melaleuca), antiinflamatória (como o óleo de semente de uva ou óleo de rosa mosqueta)

"Pense no óleo como um selador de tudo o que você fez na sua pele antes, um finalizador mesmo. Como ele é mais oclusivo, tudo o que você passar depois dele não vai penetrar na sua pele, comprometendo seu efeito. Por exemplo, se você passar o óleo antes de um creme para os olhos, sua pele não vai absorver quase nada. Isso, porém, não se aplica ao filtro solar.", já explicou nossa Julia Petit.

"Se você vai usar óleo, ele vai entrar sempre por último na sua rotina do skincare, antes do protetor solar", ela continua, dando a dica: "E se você vai usar naquele dia um creme hidratante pesado, deixe o óleo para outro dia. Ou você corre o risco de ser redundante - a não ser que seu óleo seja bem levinho".

Spray

"É na verdade uma forma de apresentação de produto, e menos uma textura por si só. Um spray é uma dispersão de gotículas de um líquido no ar, gerada pela pulverização desse líquido por uma válvula", diz Marcus Amaral. "Esse líquido pode se apresentar de diversas formas: pode ser um óleo, uma emulsão, uma solução aquosa, uma dispersão com sólidos... Desde de que sua viscosidade seja baixa o suficiente para permitir uma pulverização adequada."

E finalmente... o nosso sérum-gel!

Essa foi a textura escolhida para dois dos nossos produtos: o Antioxidante Hidratante e o Hidratante Firmador.

"Basicamente o sérum-gel veio da combinação das duas texturas favoritas da base: ele é um sérum por ser bem levinho, com absorção rápida e uma alta carga de ativos, mas também é um gel por ter uma viscosidade um pouco mais elevada para que a aplicação seja mais prática (como não escorrer, como é comum no sérum), e também para que o sensorial de aplicação seja melhor", explica Marcus Amaral.

Sabe aquela sensação deliciosa de frescor e hidratação que você sente imediatamente quando aplica nossos produtos? Ela vem justamente desta combinação do sérum com o gel, presente nestes dois produtos criados pela Sallve nessa conversa com a nossa comunidade, que nos ajuda a entender e melhorar as necessidades da pele de cada um e de todos.

Acervo

Nosso Antioxidante Hidratante é um sérum-gel multifuncional feito para cuidar da área dos olhos, rosto e pescoço. Ele combina a hidratação do ácido hialurônico a cinco antioxidantes: nano vitamina C a 10%, vitamina E, resveratrol, niacinamida e cafeína. Ah, e graças à sua nanotecnologia, seus principais ingredientes são protegidos e chegam mais potentes e sem oxidar ao lugar certinho da pele.

Já nosso Hidratante Firmador é o único sérum-gel com oito formas (e três pesos) de ácido hialurônico, feito para agir em diferentes camadas da pele. Sua fórmula conta ainda com pantenol, cogumelo Fu Ling e extrato de Tara para potencializar a firmeza e a hidratação da sua pele, combinando os efeitos tensor e firmador.

Que tal incluí-los em sua rotina? Os dois podem ser usados juntos e são ótimos inclusive como primer para a pele antes da maquiagem!

vamos conversar?

mais do blog

Microbioma Cutâneo

Microbioma Cutâneo

Já ouviu falar sobre o microbioma cutâneo? Ele é formado por milhares de bactérias, fungos e vírus que protegem a nossa pele.
Saiba mais

buscar

sua sacola

  • Loading