O que é barreira cutânea e qual sua função na nossa pele?

Esse manto hidrolipídico protege a epiderme e, com isso, nossa saúde!

A barreira cutânea (ou de proteção) é uma superstar quando falamos de pele. É realmente algo que você deveria conhecer melhor e entender o motivo dela ser tão importante para a sua saúde - não só da pele, tá? E antes que você ache que estamos exagerando, saiba que ela é responsável por proteger a epiderme e isso é muita coisa! Duvida? A gente te explica tintim por tintim.

Crédito: Aleksandar/Pexels

Antes de mais nada é preciso entender que a pele é composta por camadas. De baixo para cima, temos a Hipoderme, tecido subcutâneo, constituído por células adiposas, fibras de colágeno e vasos sanguíneos; a Derme, a intermediária, que é dividida em outras duas camadas, a papilar e a reticular; e a Epiderme, a mais superficial e que é dividida em cinco camadas: basal, espinhosa, granular, lúcida e córnea.

A camada córnea é mais externa da epiderme, formada por células mortas, sem núcleo e achatadas, tipo lâminas. Nela, as células se ligam por lipídios epidérmicos, ceramidas que protegem a pele. E é justamente acima desta camada que está a barreira cutânea!

O que é?

A barreira de proteção é a camada mais exposta da pele e também é conhecida pelo nome de manto hidrolipídico, filme ultrafino formado por lipídeos, que são em sua grande maioria ceramidas. Para ficar ainda mais claro: a barreira cutânea é composta por células da camada córnea e substâncias que unem essas células (ceramidas, colesterol, ácidos graxos livres). Ou seja, é como se a barreira fosse um muro perfeito. Sendo que os tijolos são as células e as gorduras são o cimento que une esses tijolos da melhor maneira possível.

Crédito: Jessica Felicio/Unsplash

O que faz?

Você já deve estar pensando: ela protege a pele! Sim, mas na verdade é mais que isso. Suas funções são fundamentais para a saúde do corpo. Ela impede a perda de água, ou seja, impede que nossa pele fique desidratada. E, além disso, é um mecanismo de defesa do nosso organismo, que não permite a penetração de agentes externos na nossa pele, retendo substâncias nocivas que estamos diariamente expostos, impedindo assim infecções e irritações.

Outro ponto é que ela determina o pH da pele, fazendo com que haja condições ideais para que bactérias consigam viver na superfície da pele e nos proteja de alguns microrganismos nada bacanas. E aí, a barreira cutânea é maravilhosa ou não é?

Ela pode ser danificada?

Com toda a certeza. Alguns hábitos podem acabar ajudando a danificar o manto hidrolipídico, causando algumas rachaduras naquele muro de proteção perfeito que temos na pele, deixando nosso organismo exposto, como já dissemos anteriormente. E como é melhor prevenir do que remediar, fique de olho nessas dicas valiosas:

Crédito: Thien Dang/Unsplash

- Não use água muito quente. Isso pode acabar irritando a pele e prejudicando a barreira cutânea. Prefira a água morna.

- Não use produtos de limpeza agressivos, pois eles removem substâncias que são nutritivas e hidratantes, algo essencial para manter a barreira da pele saudável. Produtos sem álcool na sua composição podem ser valiosos. O uso de substâncias muito detergentes na pele pode ser prejudicial também.

- Nada de esfoliantes muito abrasivos e também não abuse do uso de esponjas. Podem irritar a pele e remover lipídios.

- Proteja sua pele do sol, todos os dias. A exposição ao sol é uma das principais causas de uma barreira da pele danificada.

Vale lembrar que alterações genéticas, doenças dermatológicas e o envelhecimento também podem causar alterações na barreira cutânea. Por isso, a importância de procurar um dermatologista e entender melhor o que acontece na sua pele.

Crédito: Engin Akyurt/Pexels

Hidratação

Independentemente de a barreira cutânea estar danificada ou não, é sempre bom alimentá-la com ativos super hidratantes, como o ácido hialurônico, por exemplo. Assim, você mantém sua pele mais saudável, impede a perda de água e diminui a ação de agentes agressores. Lembra do “muro” que falamos antes? É preciso sempre manter aquele cimento que une os tijolos em boas condições!

Não esqueça que não é só do rosto que estamos falando aqui. Quando falamos de barreira da pele, falamos do corpo inteiro. Portanto, capriche no hidratante e mantenha sua pele mais feliz e saudável, ok?

E não se esqueça...consultar um (a) dermatologista é sempre a opção mais correta e saudável para cuidar da melhor forma possível da sua pele! ;)

Referências e estudos usados para este texto

Skin barrier

Skin Barrier Function

Your skin's Barrier: Why it's sucha a big deal

The skin barrier in healthy and diseased state

Filaggrin in the frontline: role in skin barrier function and disease

Função de Barreira da Pele e pH Cutâneo

Tem alguma dica, dúvida ou sugestão? Fale com a Sallve. A gente adora trocar experiências!

vamos conversar?