O funcionário do mês: seu corpão querido - por Ju Romano

Ju Romano baixa aqui no blog com um texto incrível sobre nosso relacionamento com nosso corpo e a liberdade.

Por: Ju Romano

Já parou para pensar quantos movimentos você faz do momento em que você acorda até a hora de ir dormir? Se você acha que você trabalha muito, meu amor, imagine o seu corpo! Sim, esse mesmo, esse que você olha no espelho e muitas vezes faz críticas minuciosas (e, às vezes, duras demais), que está com você desde o dia em que você nasceu, que é sua casa, seu lar e a única coisa que estará com você 100% do seu tempo. 

Você conseguiria listar os momentos de liberdade que esse corpo já te proporcionou? As memórias que ele criou? Independentemente do seu tamanho, do seu formato de corpo e das particularidades da sua rotina e dia a dia, uma coisa eu tenho certeza: você é livre para se movimentar! Seja na academia ou lavando o quintal, na esteira ou correndo até a cozinha no intervalo do filme, na escalada ou na escada para alcançar o edredom na última prateleira… Pouco importa como você se movimenta, o importante é estar em paz com o seu movimento. Seu corpo é vivo, é fluído, é uma verdadeira obra de arte e cinética que te permite aproveitar cada momento e cada oportunidade que a vida possa te trazer. 

+ Como o Hidratante Antiatrito previne e regenera assaduras

Não falo isso de forma romantizada, não! Pelo contrário, é de uma forma bem prática. Com certeza você já deixou de fazer algum movimento porque ficou com vergonha, porque tinha uma limitação ou porque não sentiu que se encaixava em certo ambiente, não é? Agora, amiga, imagine a decepção do seu corpinho nessa hora. Ele lá, cheio de energia e vontade, as sinapses bombando mandando a ordem pra você mexer esse corpão, só esperando as altas doses de endorfina pra alegrar a vida e… FUÉIN! Você simplesmente cortou o clima por falta de confiança. Quantas vontades você reprimiu? Quantas coisas novas deixou de viver? Sabe, ninguém te fala, mas eu vou te falar: seu corpo é uma POTÊNCIA e quando você se desafia descobre que pode ir muito além do que imagina. 

Como uma mulher gorda e baixinha (oi, 1,57m de altura!) senti durante muitos anos que certas coisas não me pertenciam. Surfar? Amada, a prancha vai afundar quando você subir. Escalada? Querida, a pedrinha não vai segurar na parede com o seu peso! Morar em casa com escada? Minha filha, imagina seu joelho pra subir e descer o tempo inteiro. Trabalhar com moda? Pfffff… Tá um pouco longe de ser modelo, hein? E foi assim que durante muito tempo eu fui limitando meu corpo, minhas vontades e minhas experiências. Até que um dia eu deixei de fazer tanto que cansei. Fiquei esgotada de me segurar por causa de conceitos pré estabelecidos. Como é que eu ia saber, afinal, se a prancha afundaria se eu nunca subisse nela? Então eu fui e **SPOILER ALERT** a prancha não afundou, a pedrinha não descolou da parede, minha casa tem 23 degraus de escada e adivinha? Eu trabalho com moda.  

+ Hidratação ampla para o corpo e proteção contra assaduras: o Antiatrito tem!

Por experiência própria e trabalhando com gente de tudo quanto é tipo há 16 anos, eu te garanto: não tem nada que seu corpo não possa fazer. Quer dizer que você vai fazer tudo muito bem? Aí não sei, veja, eu não virei a versão do Medina plus size, tampouco escalei o Everest. Mas, ao contrário do que as redes sociais dizem, NÃO é sobre isso. Não é sobre ser a melhor em tudo que você se propõe a fazer. É sobre se jogar na vida e deixar seu corpo fluir e surfar em todas as ondas (não literais) que você tiver vontade. Soltar essas amarras mentais que seguram a liberdade do seu corpo em se movimentar, seja num esporte, na sua profissão ou dançando loucamente pela sala. 

É possível que nessa jornada de (auto)descobertas você tropece, caia, que você tenha que insistir e persistir, que você tenha altos e baixos, que tenha dias que você quer abraçar o mundo e outros que só quer ser abraçada pelo cobertor. O importante mesmo tá lá no começo da frase: É POSSÍVEL. Se desafiar vai além de bater metas e muitas vezes é emocionalmente desconfortável ter que rever questões que já estão super bem estabelecidas pra você, eu bem sei, mas é extremamente satisfatório perceber que seu corpo é seu companheiro e não vai te deixar na mão. Não importa o que já tenham te falado ou as experiências negativas que já tenha vivido, nada anula o fato de que você está aqui, hoje, lendo esse texto e, sim, você é dona de si mesma. Só você pode impor seus limites e suas metas e você tem todo direito de se movimentar como bem entender. É como costumo repetir para mim mesma todos os dias: não gostou, vire a cara! Porque no fim do dia, é a minha cabeça que deita no travesseiro, são meus pés que ficam cansados e minha coluna que estrala parecendo fogos de artifício no Ano Novo… E isso, sinceramente, ninguém é capaz de sentir por mim, então por que eu deixaria que qualquer outra pessoa fizesse escolhas sobre o meu corpo? O clichê só é clichê porque é verdade: seu corpo, suas regras. 

+ Hidratante Antiatrito: textura confortável, sequinha e que não mancha a roupa

Retomo, então, o que falávamos lá no começo: seu corpo trabalha muito todo dia o dia inteiro. Ele não deveria ser punido, pelo contrário, deveria estar no quadro de funcionário do mês! "Dêem um bônus para esse excelente profissional, quero um troféu na minha mesa até as 18hs, uma promoção no fim do mês e toda liberdade criativa para que ele possa realizar 100% de seu potencial". Brincadeiras à parte, assim como um músculo que atrofia sem alongamento, a liberdade também pode ir atrofiando ao longo da vida. Cabe a cada uma de nós enxergar além do que estamos acostumadas e permitir que nosso corpo seja livre das nossas ideias endurecidas. O corpo nada tem de concreto, ele é carne e osso (e gordurinhas no meu caso), ele não foi feito para ficar parado, estático, estagnado. Seu corpo não é montanha, ele é vento!   

Muito se fala sobre amor próprio e amar seu corpo do jeitinho que ele é, mas te proponho ir além do amor ao que se vê no espelho. Vá até o reconhecimento e enaltecimento do trabalho duro do seu MAIOR parceiro nessa vida, o seu corpão querido, e deixe que ele se movimente sem travas, sem vergonha, sem limitações… LIVRE! 

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

subtotal

Loading
Login efetuado com sucesso!