Passo a passo do tão desejado terrário

Vem aprender o nosso passo a passo dos terrários: abertos e fechados. Pode apostar como agora você vai ter um pra chamar de seu!

Louis Mornaud / Unsplash

Vivemos em apartamentos pequenos, rodeados de cimento e é natural (ainda mais em plena quarentena!) que queiramos cada vez mais plantas por perto, cada vez mais vida, cada vez mais verde. Isso tem um nome, sabia? É biofilia.

O termo cunhado pelo filósofo humanista Erich Fromm na década de 60, significa "Amor à vida" em grego. E em uma época em que tanto procuramos vasos - comestíveis ou não - para compartilhar os nossos espaços, ele não poderia ser mais atual!

Entramos na segunda semana do nosso especial #SallveAmaPlantas e hoje o assunto é terrário. Conversamos com a designer de interiores e expert em terrários Regina Lemos @reginalemos.homedesign, de Jundiaí e ela nos ensina o passo a passo de como prepara-lo: aberto ou fechado. Um terrário pra chamar de seu! Gostou da ideia? Pode já ir pensando em lugarzinho especial pra ele em casa.

"Os terrários são ótimos elementos decorativos para a sua casa. Eles têm a ver com esse design biofílico, que não é só uma tendência, uma modinha, é uma necessidade de que as pessoas têm de trazer o verde para dentro de casa, essa sensação de vida e todo o aconchego que o verde oferece para a decoração".

Regina Lemos
Katarzyna Modrzejewska / Pexels

Terrário aberto

Terra

O primeiro passo é o de preparação da terra para montar o terrário aberto. "Você vai precisar de um vidro bonito, pedrinhas tipo cascalho, um pouco de areia, substrato para plantas, mudinhas de suculentas (pode usar vários tipos) ou cactus (que vão muito bem). Para o acabamento areia ou pedrinhas".

  • Vidro bonito e bem limpo
  • Coloque um pouco de pedrinhas (cascalho) no fundo, fazendo uma base. Pode ser miudinho, é para drenar a água.
  • Substrato para suculentas: uma terra já com os elementos que precisam para nutrir essa plantinha.
  • Plante as tuas suculentas nesse substrato. Pode misturar suculentas de vários tipos e também pode trabalhar com os cactus.
  • Finalize com areia ou pedrinhas. Tomando cuidado para que a raiz dessas plantinhas fiquem todas envolvidas na terra, porque senão elas não vão conseguir sobreviver e se nutrir.
Cottonbro / Pexels

Água

"Os terrários não gostam de água", adverte Regina. "Depois que você montar o seu terrário você vai ter o cuidado de regar uma vez a cada 15 dias e usando um conta gotas, pra não sobrecarregar de água (porque senão as suculentas vão acabar apodrecendo)".

Assim que você finalizar o processo de montagem do terrário "você vai colocar umas gotinhas de água e vai marcar o dia que você fez essa rega. Porque você vai fazer novamente depois de uns 15 ou 20 dias. E observar como elas estão reagindo, se você notar que elas estão ficando meio murchinhas, pelo excesso de água, você vai distanciando as regas. Se você notar que elas estão ressecando e quase morrendo, você aumenta o distanciamento das regas".

Não tem conta gostas? O jardineiro Lincon Catto (que já decifrou por aqui como começar a ter plantas em casa e como molhar plantas em apartamento) tem uma boa medida de referência para regar os terrários abertos: com a colher! Essa é a medida para não errar. "As pessoas vêem terrário e acham lindo, maravilhoso, mas acabam molhando com copo e saem todas as coisas do lugar. Tem que ter uma delicadeza. Por isso que tem uns regadores que tem um pontinho que parece um bico de beija-flor, para molhar bem localizado".

Luz

"Os terrários gostam de luz, então é legal você encontrar um local na tua casa onde você coloca-lo para receber luz. Não precisa ser sol direto mas como toda plantinha ele gosta de receber luz", ensina Regina.

Terrário fechado

"O terrário fechado é um conceito completamente diferente e o cuidado dele também", explica Regina. "Com o fechado você trabalha com plantas que, ao contrário das suculentas, precisam de um microclima para se manterem vivas. Elas produzem todo aquele oxigênio, umidade, são plantas como se fossem de uma 'florestinhas'. A suculenta não vai bem, porque ela não pode com essa umidade que é criada dentro do terrário fechado".

"Para montar o terrário fechado você vai usar os mesmos elementos do terrário aberto (cascalho, substrato e areia ou pedrinhas) e vai trabalhar com plantas que gostam mais de umidade: samambaia, avenca (vão super bem), musguinho (ele adora!). O musgo é legal porque ele cria como um tapetinho ali, ele vai proliferando e vai formando todo aquele solo verdinho, fica muito bonito".

Carvão vegetal

A Regina ensina um ótimo truque para o terrário fechado: "um pedacinho (lascas) de carvão vegetal no meio da terra onde a gente vai plantar o verdinho. O carvão vegetal tem a propriedade de evitar fungos e também evita o excesso de umidade (pra não ficar com aquele cheiro forte)".

Água

Para quem quer verde sempre em casa, mas não quer saber de manutenção, de anotar datas de rega ou quer evitar muitos cuidados, o terrário fechado vai se tornar o melhor amigo! "Você vai aguar uma vez e vai fechar o terrário", explica. "E você não vai aguar mais, porque a plantinha vai respirar e produzir aquele umidade e ela vai se nutrir disso".

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading