Reação a cosméticos: por que isso acontece e o que fazer?

Conversamos com uma dermatologista para entender melhor os motivos disso acontecer

Não é novidade para ninguém que as pessoas podem ter alguma reação a cosméticos, não é mesmo? Sim, isso pode acontecer com as peles mais sensíveis e até com aquelas que não sofrem com sensibilidade. E o que isso significa exatamente? Será que o produto que eu comprei é ruim?

Crédito: Pexels

Bom, acalmem os corações apaixonados por skincare! Viemos com respostas. Prometemos tentar te ajudar a entender os motivos para que alguns produtos causem irritações ou reações na pele, como vermelhidão, coceira, entre outros sintomas mais leves.

Para entender melhor esse assunto, pedimos auxílio para a Dra. Danielle Aguiar, membro-titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia e médica do Grupo Paula Bellotti (RJ). Aproveitamos para te lembrar que: procurar um dermatologista que você confie é sempre (mesmo!) a opção mais saudável para sua pele, ok? Dito isso, lá vamos nós!

Por que ocorrem reações a cosméticos?

A reação a cosméticos ocorre devido à exposição da pele a agentes capazes de causarem irritação ou alergia. "Ocorrem por substâncias ácidas ou alcalinas. Teoricamente podem acontecer em qualquer indivíduo. Podendo acontecer desde o primeiro contato", aponta a dermatologista.

Aqui a especialista alerta ainda que as reações imediatas que podemos ter aos cosméticos podem ser diferentes de alergias, já que elas dependem do sistema de defesa do organismo. "Reações alérgicas podem ocorrer depois de meses ou anos após contato inicial", diferencia.

As principais causas das irritações de pele são sabonetes e detergentes. No caso das alergias, os agentes mais comuns são os perfumes e esmaltes.

Crédito: Pexels/ Cottonbro

O que pode acontecer com a pele?

Os sintomas são variados. Ardor, queimação, vermelhidão, aspereza e coceira são os mais frequentes.

Pode acontecer com qualquer produto?

Bem, pode acontecer com qualquer produto. Mas há casos mais comuns. No caso das dermatites por irritação (e não alérgicas) são geralmente causadas por agentes alcalinos ou ácidos, como os detergentes, sabonetes ou solventes.

Lembrando que, quando falamos em dermatites alérgicas, o indivíduo desenvolve alergia a substâncias específicas, como por exemplo o formol presente nos esmaltes, ao Bálsamo do Peru presente em algumas fragrâncias, entre outros.

Como notar que a reação é especificamente de um cosmético?

A Dra. Danielle Aguiar explica que quando temos uma reação a um produto cosmético, a reação é restrita àquele local onde aplicamos.

"Em casos de alergias, que envolvem o sistema de defesa, as reações podem se estender à distância", explica.

Crédito: Pexels/ Cottonbro

Só peles sensíveis têm reação a cosméticos?

Bem, aqui a resposta é categórica: não, não e não!

O que fazer em caso de reação?

Parar de usar a substância suspeita imediatamente e procurar um dermatologista. Não se automedique.

Reações a cosméticos melhoram com a suspensão do uso?

Dependendo da intensidade dos sintomas, os casos mais leves podem se resolver espontaneamente após suspensão do agente causador.

Em compensação, se o caso for mais intenso, talvez seja necessária uma medicação adequada. Por isso, procure um dermatologista.

Se o cosmético deu reação na minha pele, ele é ruim?

Não necessariamente. "Existem substâncias utilizadas em cosméticos que podem irritar peles mais finas e secas. E existem substâncias que vão causar alergia somente em indivíduos predispostos Em geral, indivíduos de peles muito ressecadas devem evitar óleos minerais, essências e parabenos", diz a Dra. Danielle.

Crédito: Pexels/ Cottonbro

Atenção! Vale pontuar que aqui não estamos falando de reações por erros de formulação de produto. É claro que pode existir um problema real na formulação de um produto e causar reação severa na pele de um grande grupo de pessoas. Isso é grave, claro. Mas não são dessas reações que estamos falando.

Apesar disso, vale dizer que, por mais leves que sejam, reações podem e devem sempre ser reportadas para a empresa fabricante. Afinal, pele é assunto sério e tem tudo a ver com saúde.

Não deu certo pra mim, não vai dar certo para mais ninguém?

Muita gente já passou pela experiência de experimentar aquele produto incrível que todo mundo está usando ou que uma super amiga indicou, mas que não funcionou para você ou te deu uma reação não esperada.

Porém, não significa que porque aquele produto não deu certo na sua pele, nenhuma outra pode se beneficiar. Cada pele é uma pele. Os sinais que ela te dá devem ser ouvidos, vistos e sentidos com atenção e carinho. Só assim você entende o que dá match e o que não dá!

Cada pele é única e cada uma "escolhe" como reagir também. "A pele é extremamente complexa. Espessura, hidratação, umidade, fatores hormonais, fatores genéticos (tudo conta). Por isso, as dermatites por irritantes primários dependem de alguns desses fatores. Já no caso das dermatites alérgicas, o paciente que já sabe a substância que não pode usar necessariamente precisa evitá-la", completa a Dra. Danielle.

Tem alguma dica, dúvida ou sugestão? Fale com a Sallve. A gente adora trocar experiências!

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading