Do que são feitas as embalagens da Sallve?

Você já deve ter visto a marca I’m green nas nossas embalagens, né?

Pra começo de conversa, vamos falar rapidamente sobre aquecimento global: uma assustadora realidade que acontece porque, em nosso dia a dia, usamos energia em tudo o que fazemos. Inclua aí, aliás as embalagens que usamos na nossa alimentação e em tudo o que usamos na nossa rotina, como  cosméticos. Essa produção de energia emite gás carbônico (CO2) na atmosfera, e o CO2 contribui para o efeito estufa, que aumenta as temperaturas da Terra. 

Conhecendo a textura de todos os produtos da Sallve

O que podemos fazer como consumidores responsáveis? 

É aqui que entra a importância de nos informarmos sobre as embalagens do que consumimos, além de como descartá-las corretamente, afinal, não basta misturá-las com a coleta de plástico, sabia?

Reciclagem de cosméticos é necessária: saiba como fazer

Vale também sempre lembrar como é bacana ser responsável e observar se as marcas que você escolhe estão alinhadas com a responsabilidade ambiental. Exatamente por isso, pode ser que pinte uma curiosidade em entender como ou de que são feitas as embalagens da Sallve, e por que fizemos as escolhas que fizemos.

Embalagens da Sallve: Antioxidante Hidratante e Limpador Facial

Atrás das embalagens do Antioxidante Hidratante e do Limpador Facial, você já deve ter notado que há o selo do Eu Reciclo, além dos símbolos de reciclagem, que te informam os materiais usados na embalagem. Eles são, na tampa o PP (Polipropileno), e nos tubos o PEAD (polietileno de alta densidade) e PEBD (Polietileno de baixa densidade).

Como são criadas as embalagens da Sallve?

O logo I’m green, da Braskem, que aparece nessas embalagens, indica que ela é feita com Polietileno Renovável, ou seja, que utiliza um plástico proveniente da cana-de-açúcar, que captura CO2 em seu processo.

“O aquecimento global é um tema latente e muito discutido mundialmente. O fato de o PE Verde vir da cana-de-açúcar, que absorve gás carbônico durante seu crescimento, faz do material uma das importantes soluções para o meio ambiente”, afirma Rafaela Baldin, Gerente Comercial da Braskem. 

embalagens da sallve

“A  marca I´m green foi criada para integrar o nosso portfólio de produtos sustentáveis, e o logo pode ser aplicado em embalagens que tenham, pelo menos, 51% de conteúdo renovável, o que traz um diferencial e garante transparência ao consumidor, reforçando seu compromisso com a sustentabilidade e redução da emissão dos gases de efeito estufa”, complementa Rafaela. 

O que é aquele espacinho vazio nas embalagens da Sallve?

O processo para produzir o polietileno verde é o seguinte: a cana-de-açúcar absorve gás carbônico para crescer e passa por alguns processos de moagem na Usina, de onde é extraído o caldo, que passa pelo processo de fermentação até virar etanol. Com esse etanol, a fábrica da Braskem produz o polietileno verde. Assim, o PE verde é transformado em produtos finais, como as embalagens da Sallve. E é importante lembrar que ele é 100% reciclável. 

“Em 2018, a Braskem firmou seu compromisso com a Economia Circular. O polietileno de fonte renovável é produzido desde 2010 e faz parte das soluções da Braskem para fechar o ciclo do plástico. No caso da Sallve, por exemplo, como estamos falando de bisnagas plásticas em Polietileno Verde, elas são recicláveis, contribuindo para o desenvolvimento da Economia Circular”, explica Rafaela. 

As embalagens do Esfoliante Enzimático, Sérum Antiacne, Hidratante Firmador e Máscaras Faciais

Para a produção das bisnagas dos nossos lançamentos seguintes, porém, o material é outro - a resina de polietileno. Quem explica é Flávio Pesante, gestor do desenvolvimento de embalagens da Sallve: "As resinas de polietileno destas embalagens são grades farmacêuticos, utilizados para que tenhamos a segurança e proteção necessária para garantir a 'vida de prateleira' do produto. Ela garante um tempo maior desde a produção até o consumo efetivo. Afinal, é essencial ter a qualidade satisfatória em termos sensoriais e funcionais durante este processo".

Conheça a Fareva, que fabrica os produtos da Sallve

Flávio explica ainda que as propriedades de cada resina têm como objetivo a segurança das nossas fórmulas, e que a escolha do material deve ser apropriada a cada produto: "Refletir sobre a importância da embalagem tem tudo a ver com a satisfação dos clientes. Além de serem bonitas e terem relação com a marca, devem oferecer atributos, como conveniência, praticidade e facilidade de uso. É necessário que o produto proporcione segurança e conforto ao consumidor, ao mesmo tempo que demonstra proteção", segue, citando ainda a compatibilidade do material da embalagem com a fórmula do produto específico: "No caso da resina, sua composição química tem componentes que reduzem a reação com ativos de nossas fórmulas, como o próprio acido hialurônico". Nosso consultor de p&d, embalagem e inovação faz questão de citar ainda que estas embalagens são fáceis de reciclar.

As embalagens do Tônico Renovador e do Bálsamo Demaquilante

As embalagens do nosso Tônico Renovador e Bálsamo Demaquilante, por sua vez, são de PET - um material 100% reciclável.

No caso do Bálsamo Demaquilante, a escolha teve a ver com a compatibilidade dos ingredientes e a embalagem, "em função da resistência química deste material, em função de nossa fórmula”, explica Flávio. Como o Bálsamo Demaquilante tem uma fórmula "oleosa", o polietileno não apresenta a mesma resistência química do PET. No caso das outras fórmulas, todas se encaixam perfeitamente ao PEAD/PEBD, e por isso o material foi escolhido.

Tudo sobre nossas novas embalagens

Já no caso do Tônico Renovador, a escolha se deu pela padronização das nossas embalagens. Flávio explica ainda que o que faz a resina PET (conhecida por sua aplicação em garrafas de bebidas carbonatadas, como refrigerante) ser tão procurada por alguns setores é sua resistência mecânica e química, o brilho e a transparência.

“A leveza do PET permite produzir garrafas e frascos de alta capacidade volumétrica, com baixo peso e perfeita manutenção da segurança em todas as etapas (envase, empacotamento, distribuição, utilização final pelo consumidor)”, afirmou.

Quem faz os produtos da Sallve? Conheça nossa equipe de Pesquisa e Desenvolvimento

Os benefícios ambientais proporcionados pelas embalagens de PET no pré-consumo são: redução do desperdício de produtos e embalagens, já que não se quebram mesmo após quedas consideráveis, e economia de água no envase de refrigerantes e outras bebidas na lavagem de cascos vazios.

“Como ilustração, são necessários seis litros de água para cada litro de refrigerante produzido em sistemas de embalagens retornáveis, enquanto o sistema que utiliza as garrafas recicláveis de PET precisa de apenas dois litros”, contou Flávio Pesante.

Geladeira de skincare: as beauty fridge funcionam mesmo?

Quando falamos no pós-consumo, os benefícios também existem. "A indústria do PET trabalha incessantemente para desenvolver aplicações para o PET reciclado. Esse trabalho reflete-se no índice brasileiro de reciclagem de PET, um dos maiores do mundo, e na vasta gama de produtos que utilizam o PET reciclado, sendo encontráveis no dia-a-dia das pessoas comuns inúmeros itens como bancos de ônibus, carpetes de carros, vassouras, cordas,  roupas, aparelhos de telefone celular, novas embalagens entre muitos outros.

 

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading