Assim como na pele, a água quente pode prejudicar o cabelo?

Consultamos uma especialista para tirar as dúvidas

Recebemos uma pergunta da nossa comunidade se, assim como na pele, a água quente pode ser prejudicial, causando diversos problemas para a saúde dos fios. Fomos atrás de mais informações e a resposta é: sim! Ela realmente não é a melhor amiga do seu amado cabelo.

Crédito: Pexels

Com a palavra, a Dra. Kédima Nassif, tricologista e membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia. “A água quente prejudica tanto a haste capilar como o couro cabeludo. Na pele do couro cabeludo, ela causa um ressecamento com consequente produção de oleosidade rebote, tentando contornar o problema. Resultado: couro cabeludo oleoso. Nos fios, a água quente abre as cutículas levando a perda do brilho e ao ressecamento extremo”, explica.

Água quente pode levar a queda dos fios?

Apesar de ser prejudicial, como já explicamos, é muito difícil que a água quente por si só cause queda de cabelo. Porém, se você tiver dermatite seborréica, o caso pode se agravar.

“O que pode ocorrer é o agravamento ou surgimento de dermatite seborréica ou caspa pelo excesso de oleosidade decorrente da água quente e em casos intensos, a dermatite seborréica levar à queda”, alerta a Dra. Kédima.

Se você está se perguntando o que pode levar o cabelo a cair, saiba que as causas são muitas. “Por isso, diante da queda de cabelo, a visita ao dermatologista é fundamental. São causas clássicas de queda a parada de anticoncepcional, a anemia, a disfunção da tireóide, cirurgias e estados infecciosos, emagrecimento e dietas restritivas”, aponta a dermatologista.

Crédito: Pexels

Então, qual o melhor jeito de lavar o cabelo?

Primeiro, como você já deve imaginar, nada de água muito quente, prefira morna. O primeiro passo é lavar o couro cabeludo com xampu, mas esse não deve ser aplicado diretamente sobre os fios de cabelo. O xampu deve ser aplicado nas mãos e distribuído uniformemente na pele do couro cabeludo.

“Nunca deve ser aplicado diretamente para não concentrar o produto em uma área e não aplica- lo em outra. Não se esqueça das laterais e nuca”, aponta a Dra. Kédima.

Em seguida, o produto deve ser massageado na pele com a ponta dos dedos, em movimentos circulares e não com as unhas. No enxágue, a espuma do xampu escorrerá pelo fio e isso já é suficiente para limpá-lo.

“Um hábito que vem se tornando comum é o uso do pré-xampu nos fios, o que é ótimo para evitar o ressecamento, visto que o pré-xampu é rico em agentes condicionantes. Em relação a diluição do xampu, isso dependerá do quão concentrado é o produto e o profissional que o indicou saberá se aquele produto deve ser diluído ou não”, explica ainda.

Vale lembrar! Consultar um (a) dermatologista é sempre a opção mais correta e saudável para cuidar da melhor forma possível da sua pele! ;)

Tem alguma dica, dúvida ou sugestão? Fale com a Sallve. A gente adora trocar experiências!

vamos conversar?

buscar

sua sacola

  • Loading