Camadas da pele: quais são e como funcionam

Cuidar da nossa pele significa viver bem na nossa "casa". Portanto, vamos entender melhor como ela é constituída?

É através da nossa pele que sentimos o toque, o carinho, o arrepio, o estímulo que leva ao cérebro a sensação de frio ou de calor. E não é por acaso que uma atração é definida como "coisa de pele".

Cottonbro / Pexels

A pele é o maior órgão do nosso corpo, constituindo 16% do peso corporal, e trata-la bem, com respeito, com ativos que reconstruam a sua barreira protetiva, é um enorme gesto de amor próprio. Significa viver bem na nossa "casa", na pele em que habitamos.

Mas quanto nós conhecemos de nós mesmos? Quanto sabemos sobre a nossa pele? Vamos aprender um pouco mais sobre a pele e sobre como ela funciona e reage?

Anna Shvets / Pexels

Camadas da nossa pele

A nossa pele é composta em camadas e elas são três: epiderme, derme e hipoderme.

Epiderme

A primeira e mais externa camada da pele é a epiderme. É ela que forma a barreira cutânea ou lipídica (que pode ser ainda chamada de camada ou manto hidrolipídico) que tanto falamos por aqui. Pra gente se localizar bem com a reação da pele: sabe o temido efeito rebote? Ele acontece quando tentamos secar tanto a nossa pele da oleosidade que ela acaba reagindo, avisando que estamos interferindo no que não deveríamos: sua camada hidrolipídica.

A epiderme é composta por células do estrato córneo e substâncias que unem essas células (ceramidas, colesterol, ácidos graxos livres). Ou seja, é como se a barreira / camada / manto fosse um muro perfeito. Sendo que os tijolos são as células e as gorduras são o cimento que une esses tijolos da melhor maneira possível.

Essa primeira camada, a epiderme, por sua vez, é constituída por cinco estratos: basal, espinhosa, granular (nessas primeiras camadas acontece a síntese e produção da queratina), lúcida (onde as células são comprimidas) e a camada córnea (que é composta por sub-estratos de células mortas que se descamam e é aqui também que estão localizados os poros).

A SBD - Sociedade Brasileira Dermatologia ensina que: "na epiderme estão os melanócitos, as células que produzem melanina, o pigmento que dá cor à pele. A epiderme também origina os anexos da pele: unhas, pelos, glândulas sudoríparas e glândulas sebáceas".

Derme

Ah o nosso amado colágeno, aquela proteína tão essencial para uma pele firme e com elasticidade. Sabe onde ele está? Na derme. Mas como já aprendemos aqui, essa proteína que queremos tão bem tem a sua produção comprometida a partir dos nossos 25 anos, e cai drasticamente quando chegamos na menopausa, comprometendo a elasticidade e a firmeza.

A derme "é a camada intermediária da pele, formada por fibras de colágeno, elastina e gel coloidal, que dão tonicidade, elasticidade e equilíbrio à pele, e por grande quantidade de vasos sanguíneos e terminações nervosas (que recebem os estímulos que o cérebro traduz em sensações, como dor, frio, calor, pressão, vibração, cócegas e prazer).

É na derme que estão localizados os folículos pilosos, os nervos sensitivos, as glândulas sebáceas, responsáveis pela produção de sebo, e as glândulas sudoríparas, responsáveis pelo suor", ensina a SBD - Sociedade Brasileira Dermatologia.

Hipoderme

Por último, vem a hipoderme, camada formada de células de gordura e que mantém a temperatura do corpo.
A sua espessura varia de acordo com a constituição física de cada um. E a sua função é a de servir como apoio para as demais camadas e por unir a epiderme e a derme ao corpo. 

 

Tem alguma dica, dúvida ou sugestão? Fale com a Sallve. A gente adora trocar experiências!

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading