Chá das cinco: contra a depressão para homens

Boa notícia para os amantes de chá. E uma boa alternativa para quem quer envelhecer bem!

Todo mundo está cansado de saber que a recomendação do Ministério da Saúde é a de beber dois litros de água ao dia - a quantidade pode variar de acordo com o peso, exercícios e temperatura do ambiente em que vive.
E vimos recentemente aqui no blog o quanto é importante mantermos o nosso corpo bem hidratado para termos um organismo com energia e uma pele radiante e viçosa, com elasticidade e bem hidratada. 

Mas um novo estudo mostra que algumas bebidas não só nos mantém hidratados como podem colaborar para prevenir os sintomas da depressão. É o caso dos chás. 




Uma pesquisa conduzida com idosos chineses, com um número significativo de participantes, 13.000 idosos, revelou que o hábito de beber chá só faz bem. O trabalho, que foi publicado na revista de medicina geriátrica
 BMC Geriatrics, revela um ótimo resultado: "Descobrimos que o consumo consistente e frequente de chá estava associado a significativamente menores sintomas depressivos e esse resultado foi mediado por status socioeconômico, comportamentos saudáveis, saúde física, função cognitiva e envolvimento social". Isso não significa que você pode correr para montar um estoques dos mais variados aromas de chás. A associação [de estilo de vida e consumo de chá] foi significativa apenas para homens idosos".

Para os amantes de chá


Calma lá: nem tudo está perdido. Feng Qiushi, professor associado da Sociologia da Universidade Nacional de Cingapura, que liderou a equipe, sugere que novos estudos sejam conduzidos. Os resultado obtidos foram estudados com base nos dados da Pesquisa Longitudinal Saudável e Longevidade Chinesa (CLHLS). É fato que o resultado é mais evidente entre os homens mas segundo o banco de dados, o consumo de chá é também muito mais significativo entre os homens chineses que vivem em cidades e têm maior escolaridade.

 

A conclusão da pesquisa é a de que "a promoção do estilo de vida tradicional de beber chá pode ser uma maneira econômica para o envelhecimento saudável da China”.

O segundo passo dessa pesquisa, além de um novo mapeamento, é o de distinguir os tipos de chá para identificar quais têm melhores efeitos. Segundo reportagem da Folha de S. Paulo, "resultados similares já tinham sido identificados em outra pesquisa de menor escala, realizada em 2017. Feng Lei, professor assistente no departamento de medicina psicológica da Universidade Nacional de Cingapura e sua equipe publicaram um artigo no Journal of Prevention of Alzheimer’s Disease.

O estudo longitudinal envolveu 957 idosos chineses com 55 anos ou mais descobriu que o consumo regular de chá reduz o risco de declínio cognitivo em idosos em 50%, enquanto portadores do gene APOE e4 (geneticamente propensos a desenvolver a doença de Alzheimer) podem experimentar uma redução do risco de comprometimento cognitivo em até 86%".

Que tal incluir a rotina do chá em um ritual para relaxar na pausa do trabalho ou no fim do dia? Nos conte qual é o teu preferido.

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading