As 8 táticas de re-existência de Cecília Boechat

A apresentadora, jornalista e modelo Cecília Boechat apresentou no nosso IGTV quais são as suas oito táticas de re-existência. O conteúdo é precioso!

"Falamos muito sobre o genocídio da população preta, denunciamos o racismo estrutural e o que realmente acontece nas favelas sob o pretexto da 'guerra às drogas'. Vim aqui hoje conversar sobre outra coisa, sobre além da nossa dor e batalha diária. A gente está no front para poder existir e é muito importante que todo mundo entenda isso", inicia a jornalista, apresentadora e modelo Cecília Boechat que a convite da Sallve aceitou abrir essa conversa com a gente, revelando quais são as suas táticas para existir nesse processo.

"Qual é o seu sonho? Qual é o seu propósito? Que objetivos você tem pra cumprir?
Todas as pessoas têm talentos, sonhos, objetivos. Mas enquanto pessoas brancas estão correndo atrás de seus sonhos e enfrentando os seus desafios, pessoas pretas enfrentam muito mais obstáculos para conseguir alcançar o sucesso (seja qual for a sua definição de sucesso). Se você não entendeu bem do que estou falando, é só jogar no Google: falsa meritocracia".
Cecília Boechat

"Precisamos re-existir todos os dias, isso significa enfrentar o racismo, a desigualdade racial e após cada golpe, seguir nosso corre embasados nos nossos propósitos. Para existirmos de forma plena o máximo de tempo possível".

Para manter o eixo, Cecília tem oito táticas que podem ajudar cada um de nós a manter o equilíbrio físico e mental.

Yoga

Você também re-organizou a rotina e incluiu a yoga no teu dia-a-dia durante a quarentena? É o que a Cecília fez.

"A yoga é uma prática através da qual eu consigo alinhas os meus corpos físico, mental e espiritual. Eu deixei a inércia de lado e estou há três meses (desde o começo da quarentena) praticando todos os dias. E é muito incrível observar o meu desenvolvimento até aqui".

Meditação

"A meditação é um desafio diário. Eu tenho muita dificuldade mas eu estou determinada a praticar o máximo de vezes possível e agora a minha ansiedade está bem mais controlada".

Você também medita ou quer meditar? A prática que controla a ansiedade está muito mais acessível. Aqui te indicamos como começar e qual app pode te ajudar.

Ritualizar o banho

"Eu adoro ritualizar o banho. E para além dos banhos de ervas, que são sagrados, eu adoro fazer do banho um momento sagrado pra mim. Eu acendo velas, incenso, coloco uma música, isso tudo antes de ligar a água. Eu entro praticamente num estado meditativo e estabeleço os meus objetivos pra aquele momento: relaxar, tirar o que não faz bem", conta Cecília.

E vamos combinar que esse ritual só faz bem? Tirar uns minutos para nós mesmos é essencial, é um presente que nos damos e que se reflete na nossa saúde mental. Criar rituais de beleza não custam a mais - você vai usar o que já tem em casa - ao mesmo tempo em que é um luxo cotidiano.

Sagrado feminino

"Essa filosofia me reconectou com o meu corpo, com a natureza e me fez trabalhar a minha espiritualidade de uma forma totalmente diferente. Esse é um estilo de vida baseado em práticas ancestrais sagradas que precisam ser tratadas com respeito".

Reconexão com a ancestralidade

"Aqui eu falo sobre sua linhagem, sua família, mas também estou falando de espiritualidade, de origem, a re-apropriação de saberes que nos foram roubados há séculos pelo colonialismo através do apagamentos das nossas referências".

Leia a história preta

"Leia a história preta do país e do mundo. Pra gente conseguir viver de forma plena é muito importante que tenhamos referências de como podemos viver, de todas as nossas possibilidades, de tudo o que já alcançamos até agora".

E se você não sabe por onde começar, além das dicas da Gabi Oliveira - @gabidepretas - que vimos aqui no blog da Sallve com livros, documentários e filmes para se informar sobre as questões raciais, a Cecília compartilha as suas indicações no seu perfil no Instagram.

"Precisamos exaltar e valorizar narrativas disruptivas que questionam e descontinuam pontos de vistas racistas. Leia pessoas pretas".

Esteja alinhado com os seus

"Cerque-se de pessoas que tenham os mesmos objetivos que você. Pra transformar a sociedade precisamos ser assertivos e estratégicos. Conecte-se com aqueles que lutam pelos mesmos propósitos e que portanto, também precisam existir para além das batalhas.

Cuidado com o corpo

"Se observe, se ame, se cuide". Essas palavras que Cecília compartilha com a gente são essenciais para a nossa auto-estima. Criar uma rotina de cuidados com a nossa amada cútis é pensar na saúde da pele, mas também é um carinho com nós mesmos.

"E essa prática pode ser feita de maneira muito simples. Eu cuido da minha pele, me olho no espelho, uso cristais geladinhos no rosto. É o meu momento de me relacionar comigo mesma. Eu também adoro ritualizar essa prática", conclui Cecília.

Quer nos contar quais são as tuas táticas? Queremos muito trocar informações <3

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading