5 ingredientes que não vão sair do radar do skincare em 2021, segundo dermatologistas

Esses são os 5 ingredientes que, segundo dermatologistas britânicos, não vão sair do radar em 2021.

Ácido hialurônico, niacinamida, óleo de coco... A cada ano, novos ativos despontam como as grandes apostas do skincare. Eles vão aparecer em diversas fórmulas, de xampu a creme para os olhos, e e invariavelmente podem invadir nossas bancadas. Afinal, não é incrível um antioxidante que também trata manchas? Ou um ativo que hidrata profundamente a sua pele? Aliás, eles não precisam nem ser propriamente novidade: às vezes, é um clássico redescoberto por seus benefícios para a pele.

+ Niacinamida para a pele acneica: match certo!

E em 2021, quais serão os ingredientes que não vão sair do radar do skincare? Foi essa a pergunta feita pelo site Look Fantastic, no Reino Unido, para cinco dermatologistas, que listaram cinco ingredientes para ficarmos de olho em 2021. E alguns deles já são conhecidos da Sallve, viu?

Óleo de rosa mosqueta

Presente na fórmula do nosso Sérum Uniformizador, o óleo de rosa mosqueta tem propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes. Além disso, a substância também é cheia de vitaminas, como A, C, E, B1 e B2, que trazem propriedades regenerativas e até cicatrizantes para a nossa pele.

+ Oito óleos queridinhos do skincare

Mas sua lista de benefícios ainda vai longe: o óleo de rosa mosqueta é hidratante (graças à sua grande variedade de ácidos graxos essenciais), melhora manchas (já que tem substâncias como o ácido trans-retinóico), é antibacteriano e tem ação de prevenção do envelhecimento precoce da pele - aqui, por dois motivos: primeiro por suas propriedades antioxidantes, e segundo, por ser rico em vitaminas A e C, que estão diretamente ligados a produção de colágeno, responsável por dar elasticidade e firmeza para a pele.

E qualquer tipo de pele pode usar óleo de rosa mosqueta? Sim! O ativo é considerado seguro para todos os tipos de pele, especialmente as secas e sensíveis.

Ácido tranexâmico

Outro ativo presente na fórmula do Sérum Uniformizador, o ácido tranexâmico é um dos maios novos superstars do skincare. Quer ter uma ideia? Só no último ano, a busca pelo produto na internet subiu 25%, e segundo o time de dermatologistas, sua popularidade deve manter-se forte em 2021.

É que o ácido tranexâmico é um excelente ativo para tratar manchas (inclusive de melasma!), e a forma como ele faz isso é bem incrível: o ácido tranexâmico interage com a pele interrompendo o processo de formação da mancha ao agir em diferentes pontos do mesmo. Outro motivo para o interesse ser geral? Embora seja extremamente poderoso no tratamento de manchas, ele não dá reações adversas na pele - como vermelhidão, irritação e ardência -, como pode ser comum com outros ativos de sua categoria.

+ Graus de mancha e quando o Sérum Uniformizador pode ajudar

"O ácido tranexâmico é a estrela do momento por ser um ácido novo e seguro, que não traz reações adversas mais fortes para a pele, como vermelhidão, irritação ou ardência", aponta Antônio Carlos Vanzo, Chief Scientific Officer da Sallve. "Com outros ingredientes você pode tratar a mancha mas ao mesmo tempo ressecar ou agredir a pele. O ácido tranexâmico é extremamente seguro, ele age em diversos momentos do processo de formação da mancha, e é um ingrediente relativamente novo", completa. "A gente usava outros ativos no passado que poderiam até despigmentar manchas, mas tinham efeitos colaterais indesejados para a pele".

Cogumelos

ingredientes

Segundo Dra. Deborah Lee, uma das dermatologistas que conversou com o site Look Fantastic, cogumelos - tradicionalmente usados na medicina chinesa - têm potencial de se firmarem como um dos grandes ingredientes de skincare este ano. A dermatologista afirma que o uso de cosméticos com cogumelos em sua formulação vão deixar sua pele mais luminosa e hidratada. O ativo, ela continua, também reduz inflamação e a aparência de manchas na pele.

Aqui na Sallve, o Hidratante Firmador é quem traz o cogumelo Fu Ling para o nosso repertório de ativos incríveis. Ele ajuda na recuperação a luminosidade da pele, aumenta a microcirculação e ajuda na redução de linhas de expressão, além de induzir a produção do colágeno, proteína da pele que nosso corpo produz. Exatamente por ter essas funções, é um ativo que é muito bem recebido pela pele madura, que já sofre com os efeitos da menopausa, por exemplo. Mas também é ótimo para as peles jovens, que querem manter o viço.

+ Os benefícios dos produtos da Sallve para a pele madura

Romã

ingredientes

Dra. Lee também listou a romã como um dos ativos para se ficar de olho este ano: "A fruta tem muitas propriedades que ajudam na proteção da pele", afirma. Aqui na Sallve, é o óleo de romã que aparece na fórmula do nosso Esfoliante Enzimático, que reúne três tipos de esfoliação em um só passo da sua jornada da pele.

+ Os benefícios (e cuidados!) da esfoliação para pele acneica

De acordo com um estudo de 2014, o óleo de romã tem o potencial de reduzir o estresse oxidativo, que leva aos radicais livres, responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele. Com isso, é considerado um poderoso antioxidante, ajudando na prevenção de sinais linhas finas

Além disso, é um aliado do protetor solar, ajudando a potencializar a proteção contra os raios UV. Tudo isso devido à presença do ácido elágico, que potencializa os níveis de glutationa, antioxidante que protege as células da ação dos raios solares. 

+ Máscara de argila: benefícios e cuidados antes e depois de aplica-la

Quer mais? Temos mais! O óleo também inibe a proliferação de melanócitos, o que é uma excelente notícia, porque significa que previne de manchas causadas pelo sol. 

É anti-inflamatório e anti-bacteriano, podendo ser benéfico para quem sofre com acne. O uso tópico do óleo de romã pode ajudar nas marcas deixadas por cravos e espinhas, além ajudar a eliminar as bactérias causadoras da acne e auxiliar no controle da oleosidade.

+ Acne: afinal de contas, quais são as causas das espinhas?

O ácido punícico, presente no óleo, também pode trazer benefícios, ajudando a acelerar o processo de cicatrização de feridas e também promovendo a síntese de proteínas como o colágeno, que é o responsável por dar firmeza para a nossa pele, como já contamos por aqui.

Probióticos

Uma das maiores novidades do ano quando se fala em skincare, segundo os dermatologistas britânicos, é o uso de probióticos na pele. Os probióticos funcionam de forma muito semelhante ao mecanismo de ação do sistema digestivo, ajudando a manter tudo em equilíbrio. Em resumo, probióticos são microrganismos vivos que estimulam a proliferação das bactérias boas.

A ciência aponta que aplicações tópicas de bactérias probióticas têm um efeito direto no local da aplicação, aumentando as barreiras de defesa natural da pele. Além disso, os probióticos, assim como as bactérias residentes, podem produzir peptídeos antimicrobianos que beneficiam as respostas imunológicas cutâneas e eliminam os patógenos (organismos que são capazes de causar doença).

Ainda segundo artigos, em formulações cosméticas, os probióticos podem ser aplicados na microbiota da pele diretamente e aumentar seletivamente a atividade e o crescimento da microbiota da pele 'normal' benéfica.

+ Pele normal: esse tipo existe mesmo?

estudos que também já sugerem que o uso de probióticos tanto na forma de pílulas quanto no uso tópico podem ajudar a prevenir e tratar doenças de pele, incluindo eczema, acne, pele seca e danos à pele induzidos por radiação UV.

Alguns probióticos, segundo estudos, também apresentaram a capacidade de aumentar a produção de ceramidas ou lipídeos, que retêm a umidade da pele e mantém níveis de bactérias que causam acne sob controle.

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

subtotal

Loading
Login efetuado com sucesso!