10 dicas para cuidar da sua pele no inverno

Cuidar da pele no inverno é diferente de cuidar dela no verão. Aqui você aprende dicas simples para sua pele seguir incrível não importa o clima!

pele inverno

A jornada de cuidar da nossa pele é cheia de aprendizados. Claro, sobre nós mesmos, mas também sobre a nossa pele mesmo. Aprendemos que o estresse pode influir no seu viço, que uma alimentação desequilibrada pode desencadear um quadro de acne, e que cuidar da nossa pele é um exercício diário de observação: como ela reage não só aos ativos que você passa nela? Essa semana ela está mais sensível? Ressecada? Se você tem dormido mal, pode apostar: sua pele vai te sinalizar.

+ Pele cansada: 5 efeitos do cansaço na sua pele

A mesma coisa acontece com as estações do ano, que vão mudando e nos mostrando que nossa pele muda também, o tempo todo, reagindo às mudanças de clima e temperatura. Cuidar da pele no verão é diferente de cuidar da nossa pele no inverno. A estação mais fria do ano é perfeita para alguns cuidados específicos, enquanto outros, tão falados no verão, acabam deixados de lado - embora não devessem, viu?

Aqui, a gente reúne 10 dicas para você incluir no seu cuidado com a pele neste período mais frio, e tirar o máximo proveito da estação.

1- O inverno é a melhor época para fazer tratamentos dermatológicos mais invasivos

As baixas temperaturas e a exposição solar bem menos frequente tornam do inverno o melhor momento para investir naquele peeling que sua dermatologista já te indicou, um tratamento com laser ou até cosméticos com ácidos mais fortes, em casa.

+ Alfa-hidroxiácidos: como inserí-los na sua rotina de skincare

Com bem menos exposição solar do que na primavera ou verão, você corre menos riscos de manchar a pele - o que pode acontecer com a exposição solar após tratamentos de pele feitos em consultório. "É uma época excelente, que faz mais friozinho, que a gente pega menos sol, e que podem sensibilizar a pele", comenta Julia Petit.

2- O protetor solar não sai de cena

"Por isso mesmo o protetor solar é tão importante", segue Julia. "Tratamentos para mancha e textura da pele, por exemplo, precisam de protetor solar. Então mais do que nunca, no inverno, se você vai fazer tratamentos assim, tem que usar protetor solar". Lembrando sempre: o protetor solar deve permanecer na sua rotina de cuidados com a pele mesmo em dias frios, e mesmo que você não saia de casa. Afinal, os raios UVA têm o poder de passar por nuvens e pelos vidros das janelas de nossas casas e carros.

+ Preciso mesmo passar protetor solar no inverno?

3- Aquele capricho com a hidratação

O inverno comprovadamente pode mudar a fisiologia da sua pele, que, durante a estação, precisa de ainda mais hidratação. Uma boa forma de fazer isso é trocar seu hidratante bem levinho por um mais denso. E se você já usa um creme mais potente à noite, que tal transformá-lo em uma máscara facial de hidratação? O Hidratante Reparador é excelente para isso: com seu poder de hidratação profunda, ao ser aplicado em uma quantidade maior à noite, ele age como uma máscara hidratante que repara sua barreira lipídica.

+ Pele oleosa precisa ser hidratada sim!

"O inverno é o momento ideal para quem tem pele mais oleosa se acostumar com uma hidratação mais pesada.", diz Julia, que recomenda que todo mundo, ao longo da vida, se acostume com essas texturas mais densas: "Esse tipo de produto acalma a pele, são produtos mais emolientes para a pele oleosa, que não retiram a oleosidade da pele e ajudam a reequilibrar os óleos naturais. É uma época boa para fazer isso porque a gente não passa mais tanto calor em muitas regiões do país, então a pele fica menos oleosa, e a gente vai se acostumando diariamente". Sua dica? Escolher produtos não comedogênicos. "Você se acostuma no inverno e leva o tratamento para a vida toda", afirma.

+ O Hidratante Reparador para a pele oleosa

4- Atente-se ao estado da sua pele

Lembra daquela conversa sobre a diferença entre tipo e estado de pele? Ela é bem valiosa aqui: uma pele oleosa, por exemplo, pode ficar ressecada no inverno. Por isso, o ideal é diariamente notar se sua pele está viçosa ou repuxando: se estiver repuxando, o recomendado é que você adapte seus produtos para o frio, trocando, por exemplo, seu limpador facial adstringente por outro com ação hidratante.

+ Limpeza da pele oleosa: pode entrar, Limpador Facial!

5- Cuidado com o banho quente

É mesmo um reflexo nosso: quando as temperaturas caem, nossos espelhos ficam ainda mais embaçados após o banho. Mas exagerar no banho quente pode ser bem ruim para a sua pele. Lembra daquele papo de que a gente não pode jamais entrar na onda de querer tirar toda a oleosidade natural da nossa pele? A água quente faz justamente isso, o que afeta nossa barreira cutânea e desidrata a pele. O ideal é equilibrar a temperatura da água (não precisa ser fria, viu?) e não demorar muito debaixo do chuveiro tão quente.

"A água pode ser morna. Nesta temperatura, ela consegue remover a oleosidade da pele sem excessos e limpá-la sem agredir sua barreira cutânea", ensina a dermatologista Dra. Camila Rosa.
Outra maneira de integrar a água fria à sua rotina de cuidados com a pele sem radicalismos é finalizar seu banho morno com uma boa chuveirada fria (bastam dez segundos) e sempre usar água fria quando for lavar o rosto. "Quanto mais alta a temperatura, pior para nossa barreira cutânea! O ideal é o equilíbrio sempre, nada em excesso faz bem", afirma a dermatologista.

6- De olho nos lábios ressecados

O inverno é o período em que os nossos lábios mais ressecam. E já notou que os lábios ressecam com mais facilidade que a pele do nosso rosto? Isso acontece porque os lábios são a interface entre uma área mucosa a área da nossa pele. Nossos lábios têm componentes e comportamento de áreas mucosas, sem a presença de glândulas sebáceas - e é o justamente o sebo favorece a hidratação".

Ao sentir os lábios ressecados, podemos ter o impulso de passar a língua, mas o hábito é ainda pior, por ressecar ainda mais a região. Por isso, capriche mesmo é no Hidratante Labial.

+ Lábios hidratados: como manter a região sempre saudável

7- Pés em foco!

Pés rachados podem acontecer o ano todo, mas no inverno a condição é ainda mais comum. Há diversos truques para potencializar a ação de hidratantes nos pés, como por exemplo caprichar na hidratação à noite e cobrí-los com um papel filme ou meia grossa (ou os dois!). Não seria o friozinho o melhor período do ano para isso?

Outra dica? Nosso Tônico Renovador é excelente para tratar pés ressecados e rachados: "A ação hidratante que os AHAs têm está relacionada diretamente à capacidade química dessas moléculas em ligar-se à água e mantê-la no tecido - a ponto de haver estudos mostrando que a ação eficaz dos alfa-hidroxiácidos para fissuras plantares - as rachaduras existentes nos pés que são provenientes de ressecamento demasiado e que trazem um desconforto muito grande pro paciente além de um aspecto bastante esteticamente feio. Os alfa-hidroxiácidos revertem os casos de fissuras plantares pela hidratação e esfoliação que os mesmos apresentam", já nos explicou a farmacêutica Dra Ana Cláudia Pompeu Raminelli.

+ 7 regiões do corpo em que você pode usar seu Tônico Renovador

Quer pés ainda mais lisinhos? O Tônico Renovador faz um par perfeito com o Hidratante Reparador. Por conta dos AHAs presentes na fórmula do nosso Tônico, ele consegue fazer um afinamento da camada córnea, que está mais espessa nas calosidades, além de auxiliar nas fissuras plantares que são provenientes do ressecamento excessivo. Para fechar esse tratamento e ficar com os pés lisinhos, o Hidratante Reparador entra com funções de reter e atrair água para sua pele, deixando-a saudável e, consequentemente, muito mais íntegra e protegida. Por fim, o alfa-bisabolol, o pantenol e a manteiga de karité ainda acalmam a pele e cuidam de possíveis irritações.

8- Não se esqueça de cuidar da pele do corpo todo

O inverno é, possivelmente, a estação do ano em que a pele do nosso corpo mais nos sinaliza que precisamos cuidar dela da mesma forma que cuidamos da pele do nosso rosto. O ressecamento da pele do corpo, no inverno, fica visível a olhos nus: pele das pernas e braços começam a descamar, ficando cinza e perdendo o viço.

O que acontece quando sua pele começa a ficar desidratada a ponto de descamar? O sintoma denuncia diretamente que a barreira lipídica da sua pele, que a protege de todas as agressões externas, está comprometida.

+ Pele do corpo: as diferenças para se conhecer

Uma pele fragilizada a este ponto, por sua vez, pode desenvolver doenças como eczema, dermatite atópica e até rosácea. "Esse ressecamento pode evoluir com coceira e agravar doenças eczematosas, podendo gerar escoriações na pele. Isso, por sua vez, favorece a entrada de bactérias e fungos, podendo gerar infecções cutâneas", explica a Dra. Camila Rosa.

Para adaptar o cuidado da pele do corpo no inverno, a dermatologista sugere trocar o sabonete em barra pelo líquido. "Você também pode esfoliar sua pele, no máximo uma vez por semana ou a cada 15 dias", ela continua, sugerindo um esfoliante corporal que combine um óleo em sua fórmula, finalizando o processo, invariavelmente, com seu hidratante, completa.

9- Sim, beber água está na lista

Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, manter a ingestão de água equilibrada mesmo no inverno é extremamente importante para conservar a hidratação da pele "e de todo o organismo que, naturalmente, fica debilitado por causa do clima frio", diz o site da SBD: "Um corpo hidratado apresenta uma pele macia e elástica". A dica aqui é, caso você seja mais esquecido quando o assunto é agua, abusar de chás claros e frutas.

+ Já contou quantos copos de água você bebe ao dia?

10- A alimentação também influi

Outra indicação da Sociedade Brasileira de Dermatologia é um cardápio rico em legumes, hortaliças e frutas que neutralizam os radicais livres e por sua vez previnem o envelhecimento precoce da pele. Pense em laranja, mexerica, limão e cenoura.

+ Alimentos antioxidantes: a ação de dentro pra fora

Alimentos ricos em água e sais minerais também são os melhores companheiros de quem busca a hidratação de dentro pra fora. A lista com os principais inclui abobrinha, água de cocoalface (90% do seu peso é água), brócolis (ponto também para as fibras), espinafre (94% da sua composição é água!), melancia (92% da sua composição é água), morango (90% água), pepino (com a medalha de ouro do mais rico de água: 96% da sua composição!) e tomate.

+ Alimentos que hidratam a pele seca

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading