Protetor Solar FPS 60: conheça sua defesa multifacetada

Sim, ele está pronto para ajudar a proteger dos danos poluição, luz azul, luz visível, infravermelho e mais!

A espera acabou! Fórmula mais pedida pela nossa comunidade, o Protetor Solar acaba de chegar e vem com muito mais do que proteção contra os raios UV. Com Carnosina e vitamina E em sua fórmula, ele traz uma defesa multifacetada, para você curtir apenas os benefícios do sol, sem comprometer a saúde da sua pele. Vamos conhecer essa fórmula incrível?

defesa multifacetada

Radiação UV

Está aí a nossa primeira e mais importante defesa, contra a radiação UVA e UVB que vem dos raios solares. “Nosso Protetor Solar tem filtros químicos que conseguem absorver a radiação solar e transformá-la em radiações de menor energia, que não vão prejudicar nosso corpou ou saúde”, explica Ana Sofia Barbosa, nossa especialista em Pesquisa e Desenvolvimento.

+ Proteger a pele: por que devemos nos preocupar?

O fator de proteção solar do nosso Protetor Solar, por sua vez, tem FPS 60: "De forma geral, em termos de tempo de exposição, isso significa que você está 60 vezes mais protegido do que se não estivesse com proteção nenhuma. Esse é o principio do FPS, sigla para fator de proteção solar. Por exemplo, se eu estou usando um FPS 60, eu preciso de uma exposição solar 60 vezes maior do que se eu não estivesse protegido para apresentar o eritema, que é a queimadura, a vermelhidão", aponta ainda Renata Ribon de Melo, pesquisadora sênior da nossa equipe de P&D.

"No entanto, esse tempo sofre forte influência de fatores pessoais e ambientais, como a resposta individual à queimadura, na qual o fototipo é relevante: peles mais claras reagirão antes do que peles mais escuras. Além do índice ultravioleta daquele dia, o horário da exposição, a região do corpo e o tipo de solo onde está o indivíduo (areia fina e branca reflete mais o sol do que o piso da piscina, por exemplo)", ressalta ainda Renata.

Defesa multifacetada

Além da proteção dos filtros químicos para a radiação UV, nosso lançamento se preocupa com outros fatores externos que também causam o aumento excessivo da produção de radicais livres.

+ 13 hábitos que aceleram o envelhecimento da pele

Vale lembrar que um dos principais mecanismos do envelhecimento é a degradação de proteínas essenciais para que nosso corpo funcione. Há alguns fatores que fazem com que essas proteínas sejam destruídas, como o processo de oxidação pelos radicais livres ou pela glicação (ligação de proteínas com açúcar).

Quando nossas proteínas são degradadas, isso também se reflete na nossa pele, com resultados visiveis, através do aparecimento de linhas finas, além da perda de firmeza da pele.

+ Como passar protetor solar (e reaplicar também)

Por isso, contamos com dois ativos principais na nossa fórmula. Um deles é a vitamina E, conhecido antioxidante que trabalha inibindo uma ação chamada lipoperoxidação, a oxidação de lipídios iniciada por um radical livre. Com isso, ele auxilia diretamente nos danos causados por estressores ambientais diários, como a exposição solar e a poluição, por exemplo.

A vitamina E também age como um inibidor na produção de colagenase, uma enzima que destrói o colágeno, que por sua vez é responsável por dar firmeza para a nossa pele, junto com a elastina.

“Queríamos fazer um protetor que tivesse defesa multifacetada, então são vários tipos de proteção que nossa fórmula oferece. Temos a proteção de UVA e UVB, que é a proteção solar. E temos os antioxidantes, que vão proteger sua pele dos danos dos radicais livres”, aponta Ana Sofia.

+ Quais são os cuidados com a pele pós-verão?

Já a outra estrela da fórmula do Protetor Solar FPS 60 é a carnosina. Segundo estudos e testes clínicos, esse ativo biomimético (sim, é igual ao que o nosso corpo já produz) é responsável por proteger contra danos causados pelas seguintes radiações:

  • Luz visível:  é aquela que enxergamos, emitida pelo sol, claro, por lâmpadas, celulares, televisão, computadores e outras telas, por exemplo. Ela pode penetrar a pele mais profundamente e agravar problemas, como o melasma, promovendo uma pigmentação mais difícil de tratar.
  • Luz Azul: é parte com maior energia dentro da luz visível, e que pode causar manchas e envelhecimento precoce, como apontam alguns artigos científicos.
  • Infravermelho: é uma radiação não visível ao olho humano. A fonte mais relevante dela é ele mesmo: o sol. Tem penetração mais profunda do que os raios UV, e é responsável pela sensação de calor. Além disso, causa danos oxidativos e degradação da matriz celular.

A carnosina tem uma ação antioxidante porque combate o radical livre hidroxil, que é um grande “destruidor” de proteínas. Com isso, ela consegue proteger contra os danos causados por essas diferentes radiações, regulando ainda a síntese de MMPs (enzimas que degradam a matriz extracelular, degradando colágeno) e de melanina também.

+ Protetor Solar sem white cast: o que isso quer dizer?

“Esta é uma proteção preventiva dos danos que essas radiações podem causar. Por isso escolhemos a carnosina, que trata dos danos da luz visível, azul e do infravermelho, e é um poderoso antioxidante”, esclarece ainda Ana Sofia.

defesa multifacetada

Ação anti-glicante

Aqui também vale lembrar que a carnosina ainda age em uma outra frente de degradação de proteínas: ela é anti-glicante. A glicação acontece quando uma molécula do açúcar se liga com a nossa proteína e a degrada. A carnosina basicamente não deixa essa ligação entre a molécula de açúcar e a proteína acontecer.

Na pele, ela age não deixando proteínas de colágeno e elastina sejam danificadas ou quebradas. Protegendo essas fibras, ela contribui para evitar o envelhecimento precoce da pele.

+ Preciso mesmo passar protetor solar no inverno?

Defesa multifacetada: danos da poluição

A poluição nada mais é do que uma mudança ou atividade que degrada o meio ambiente, afetando características físicas, químicas e/ou biológicas. E, sim, além do meio ambiente, ela também traz danos para nossa pele.

Por causa dela, há também um aumento na produção de radicais livres. Além da vitamina E e da Carnosina, contamos ainda com uma combinação de três extratos (frutas cítricas, babosa e brócolis), conhecidos por seu potencial de combater os danos causados pela poluição e que, consequentemente, têm ação antioxidante.

“Nossos ativos foram escolhidos para termos essa proteção multifacetada, não só uma proteção do sol. É por isso que ele se torna um protetor solar diário, para você usar todos os dias, durante o dia, mesmo em casa, mesmo nublado”, finaliza ainda Ana Sofia Barbosa.

E aí, que tal incluir o Protetor Solar FPS 60 na sua rotina diária?

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

subtotal

Loading
Login efetuado com sucesso!