Esfoliação enzimática biológica: quais os benefícios?

Redução de espessura e melhora da textura estão entre as funções!

Esfoliar a pele está na rotina de muita gente. Geralmente, são mais conhecidas e praticadas as esfoliações física (aquela por atrito, com grânulos) e a química (alô, AHAs!). Porém, saiba que a enzimática, mais precisamente a biológica, tem muito valor e tem tudo para se tornar uma queridinha quando o assunto é o processo de remoção de células mortas da superfície da pele. Se você está perdida (o) no tema, calma que tudo vai ficar claro rapidinho!

Crédito: Pexels/Jessica Lewis

O que é?

Como já adiantamos em um outro post, esfoliantes enzimáticos utilizam enzimas para “digerir” o acúmulo de células mortas da parte mais externa da pele, conhecida também como camada córnea. Ou seja, você não vai danificar a pele saudável que está embaixo.

Quando falamos de esfoliação enzimática biológica, queremos dizer que essas enzimas vêm de compostos naturais. Entre as mais conhecidas estão a papaína (do mamão), a bromelina (do abacaxi), além das vindas da romã e da abóbora.

Crédito: Pexels/Daria Shevtsova

Como funciona?

Ela utiliza enzimas proteolíticas vindas da natureza, que quebram a proteína e fazem a degradação da queratina na camada mais superficial da pele, deixando a região em que foi feita a esfoliação mais fina”, explica o Dr. Alberto Cordeiro, dermatologista.

Quais os benefícios?

Esse tipo de esfoliação ajuda a reduzir a espessura da camada mais externa da pele. E isso é bom por que? Bem, além de deixar a pele mais fina, uniforme, iluminada e viçosa, melhora a textura e colabora com a manutenção da hidratação. Olá, pele saudável!

Crédito: Pexels/RawPixel

Todo mundo pode usar?

“Não há nenhuma contraindicação para esfoliação biológica”, aponta o Dr. Alberto Cordeiro. Costuma ser bem aceita por todos os tipos de pele, inclusive as mais sensíveis. É uma esfoliação que não costuma causar vermelhidão ou irritações, exatamente por ser mais gentil.

Enzima de romã: os benefícios

Você já deve ter notado que a enzima de romã é um dos ingredientes do nosso querido Esfoliante Enzimático. Se você nunca ouviu falar em nada disso, a gente te ajuda a entender por que gostamos tanto desse ingrediente.

A romã é originária da região da Pérsia e é cultivada em todo o Mediterrâneo desde os tempos antigos.  Seus benefícios são conhecidos há milhares de anos. É fonte de vitamina A, C e B5, potássio, além de antioxidantes, como o ácido elágico, e ácidos graxos, como ácido linoleico e ácido oleico.

Além disso, um dos muitos benefícios desta fruta vem justamente de suas enzimas, que são usadas como meio seguro de esfoliação biológica. Elas são responsáveis acelerar a renovação da pele, ajudando a reduzir sua espessura, deixando a textura lisa e também viçosa. Mas, precisamos te contar que essa enzima de romã é diferente, por ser biotecnológica, proporciona atividade e estabilidade para o produto.

Além de suavizar e melhorar a superfície da pele, ajuda a minimizar a aparência de linhas finas e sinais, sendo uma alternativa eficiente e também segura aos AHAs.

Vale lembrar… consultar um (a) dermatologista é sempre a opção mais correta e saudável para cuidar da melhor forma possível da sua pele, combinado? 

Tem alguma dica, dúvida ou sugestão? Fale com a Sallve! A gente adora trocar experiências!

 

vamos conversar?