Gua Sha x Roller: qual a diferença entre eles?

O Gua Sha é também uma técnica milenar chinesa que ajuda na saúde da pele

Já falamos por aqui no blog sobre os rollers e seus benefícios. Assim como os famosos rolinhos, outro objeto desperta cada vez mais o interesse dos apaixonados pela rotina de skincare: o Gua Sha. Na verdade, essa é uma técnica milenar chinesa que promete muitos benefícios para a saúde, da pele e do organismo como um todo.

Crédito: Giphy

Para quem ainda não conhece, ele pode surgir em diferentes formatos anatômicos e em diversas pedras preciosas, principalmente jade e quartzo rosa. Os diferentes formatos servem para que encaixem em diversas partes do corpo.

Entre os benefícios mais conhecidos para a pele estão o estímulo da circulação sanguínea, promovendo uma redução no inchaço e, por exemplo, a diminuição de bolsas ao redor dos olhos. Além disso, melhora a elasticidade e tonificação, alivia a tensão muscular e facilita absorção de cosméticos pela pele. E, sim, todos os tipos de pele podem se beneficiar do uso.

Crédito: Giphy

Talvez lendo os benefícios, você tenha identificado muitos parecidos com o que os rollers trazem. Mas a verdade é que há, sim, diferença.

Qual a diferença entre o roller e o gua sha?

“O rolinho tem aplicação simples e rápida, através de movimentos de vai e vem. Sua pressão é leve e mais superficial”, aponta a Dra. Paola Pomerantzeff, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica (SBCD). O roller faz uma espécie de drenagem linfática suave a ativa a circulação local, além de facilitar a absorção de cosméticos na pele também.

Crédito: Unsplash

Já o Gua Sha desliza menos e, por isso, a pressão é maior e mais profunda. “Além dos benefícios do roller, por ter maior pressão e mais profunda, relaxa a musculatura facial, liberando a fáscia muscular”, explica a especialista.

Dependendo da área onde é aplicada, o Gua Sha pode relaxar a musculatura e atenuar tensões. “Por exemplo, se aplicada no músculo masseter (músculo da mastigação) ajuda no bruxismo. Se aplicada na glabela (entre as sobrancelhas) ajuda a relaxar a musculatura local e a não ficar com ‘cara de brava’”, aponta a Dra.

Crédito: Pexels

Então, quer dizer que o Gua Sha é mais efetivo? Bem, ele tem propriedades extras, mas cada um tem seu ponto de existir. A técnica é mais elaborada na aplicação, diferente do rolinho, que são movimentos de vai e vem.

“Ele é um método mais profundo de massagem facial. Sua aplicação é mais demorada do que a do roller. Traz alguns dos mesmos benefícios do roller, mas ainda relaxa a musculatura e pontos de tensões por liberar a fascia muscular”, reforça a especialista.

Não existe apenas um jeito de usar o Gua Sha. Porém, no rosto, um método mais simples é fazer movimentos ascendentes, a partir do meio do rosto (indo em direção a testa e orelhas). Quanto ao tempo, é importante conhecer sua pele e não forçar demais a ponto de sensibilizá-la. Usar séruns hidratantes é uma ótima ideia para a aplicação.

Não se esqueça... consultar um dermatologista é sempre a opção mais correta e saudável para cuidar da melhor forma possível da sua pele! ;)

Tem alguma dica, dúvida ou sugestão? Fale com a Sallve. A gente adora trocar experiências!

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading