8 mitos sobre a acne: desvendando para aprender a tratar

mitos sobre a acne

A acne é possivelmente a doença de pele que mais dá origem a mitos. São aquelas lendas urbanas do skincare que a gente já ouviu tanto que acabam sendo tomadas como verdade absoluta. Mas vem cá: será que é isso mesmo, acne só acontece em pele oleosa? E é melhor deixar as espinhas irem embora sozinhas? Senta bem confortável aí e vem com a gente, que hoje vamos desmistificar oito mitos sobre a acne para você aprender a cuidar ainda melhor da sua pele.

1- Um dos maiores mitos sobre a acne: ela só acontece na pele oleosa?

Não. A maioria das pessoas que têm acne, principalmente as mais graves, têm um histórico familiar de casos na família. É essa predisposição genética, explica Dra. Monalisa Nunes, dermatologista consultora da Sallve, que influencia em como a pele vai se comportar: “Ela define se uma pele tem glândulas sebáceas que produzem sebo demais, se é uma pele que tende a produzir mais queratina do que precisa entupindo os poros, ou que tem menos lipídios para protegê-la (predispondo assim infeccções bacterianas), tendo assim uma maior tendência a ser mais inflamada. Essa predisposição genética é a base para que os fatores ambientais sejam mais agressivos nesse tipo de pele”.

+ Acne fúngica: o que é, quais as causas e como tratar

São muitos os gatilhos que podem causar acne, mesmo em quem não tem a pele naturalmente oleosa, como alterações hormonais, fatores ambientais ou externos, agentes infecciosos e o uso de medicamentos. Até a máscara cirúrgica que todos estamos usando durante esta pandemia influencia no quadro e pode causar acne!

+ Maskne e outras doenças de pele causadas pelo uso de máscaras

2- O sol ajuda a secar espinhas

Esse é um dos mitos sobre a acne mais danosos que há. Quem é que já sofreu com acne e nunca ouviu que umas boas horas debaixo do sol secaria todas as espinhas? Dra. Monalisa, porém, adverte: "Pegar sol não 'seca' a acne. Pelo contrário, o Sol estimula ainda mais a produção das glândulas sebáceas, piora a inflamação e aumenta a intensidade e frequência das manchas", ela explica, completando que a radição solar por si só já causa inflamação na pele, pela própria queimadura.

3- Acne é coisa de adolescente

A acne pode acontecer em qualquer fase da vida, já que ela pode ser causada por diversos fatores. Basta pensar na acne adulta, que acontece após a adolescência, e pode surgir em qualquer momento da vida adulta. A acne adulta está mais relacionada a distúrbios hormonais, o que não significa que ela seja uma acne hormonal", já nos explicou a Dra. Denise Steiner. "Muitas vezes ela está relacionada a um quadro de ovário policístico ou em geral a alguma alteração dos hormônios masculinos, que podem ter aumentado", explica a dermatologista. "A acne da mulher adulta é caracterizada por começar mais tardiamente, comprometendo mais a área do pescoço e o terço inferior do rosto - ali na região da mandíbula. As lesões são mais inflamadas e doloridas e deixam mais sequelas de manchas".

+ Acne da mulher adulta: quais são as causas e como tratar

Ela também pode ser causada por estresse: lembra que já falamos aqui sobre o aumento dos casos de acne adulta durante a pandemia?

4- Comer chocolate dá acne

Mitos sobre a acne que já fizeram muito chocólatra chorar: temos. Mas não é bem assim, viu?

“O cacau, principal componente do chocolate, não é um vilão - pelo contrário, é uma fonte de magnésio e triptofano, nutrientes benéficos por estimularem o organismo a produzir endorfinas e serotoninas, responsáveis pelas sensações de bem-estar. Estudos revelam que o chocolate escuro (rico em cacau) tem excelente capacidade antioxidante. Portanto, quanto mais cacau melhor!”, já nos explicou Dra. Liliane Bechelli Torloni.

+ É proibido proibir (ou: deixe quem tem cicatriz de acne viver!)

Na verdade, são outros componentes presentes no chocolate que acabam trazendo problemas para a pele, principalmente, para quem sofre com a acne, como açúcar, leite e gorduras. É que alimentos que levam farinha branca (carboidrato simples) ou açúcar acarretam o aumento da insulina no sangue, que, por sua vez, estimula a produção de hormônios andróginos, que desencadeiam uma maior produção de sebo pelas glândulas sebáceas, aumentando a chance de aparecimento de cravos e espinhas, por exemplo.

Frituras e alimentos mais gordurosos, assim como o leite e seus derivados, estimulam a maior produção de gordura pelas glândulas sebáceas. Então, na verdade, o chocolate pode até ser interpretado como um vilão, mas não pelo seu principal ingrediente (cacau) e sim pelo açúcar, leite, e gorduras em sua composição. Que tal uma dose de equilíbrio?

5- É melhor deixar as espinhas irem emboras sozinhas

Há mitos sobre a acne que podem deixar marcas na sua pele para o resto da vida. É o caso da ideia de que não é preciso tratar uma espinha, já que uma hora ela vai embora sozinha. Tratar da sua espinha é questão de saúde, não de estética.

"Na maioria dos casos, uma espinha não é um caso grave", já nos contou a dermatologista Dra. Juliana Piquet. "Mas a gente tem que pensar sim no problema a longo prazo, como você desenvolver uma cicatriz. Quanto mais tarde você tratar dela, mais complicado é", diz a dermatologista. "Dá muito mais trabalho e custa muito mais caro".

+ Cicatrizes de acne: fazendo as pazes

Dra. Juliana alertou também para ficarmos sempre de olho com lesões maiores em regiões específicas do rosto: "Aí pode realmente ser perigoso. Especialmente no rosto, dependendo do ponto, há uma comunicação com os seios da face ou contato com meninge, por exemplo, e isso pode acarretar um quadro de infecção à distância. "Especialmente perto do nariz e entre as sobrancelhas", especifica a dermatologista. "Teoricamente, porém, isso pode acabar acontecendo em qualquer área, dependendo da progressão do caso, que pode levar a pneumonia, meningite e até septicepmia".

Mas não precisa ficar apavorado: Dra. Juliana deixa claro que estes não são eventos comuns - na verdade, são bem raros -, mas é importante sempre sabermos do risco que uma espinha não tratada tem - e que vai bem além das cicatrizes de acne que podem perdurar pelo resto da vida.

6- Usar maquiagem dá acne

Nada disso, viu? Pode usar maquiagem à vontade, quando você quiser. O importante é sempre escolher fórmulas específicas para o seu tipo de pele - aquelas não-comedogênicas, lembra? Cosméticos que se encaixam com seu tipo de pele vão evitar cravos e espinhas indesejados.

+ Máscara cirúrgica e maquiagem: combina?

Outro conselho importante? Sempre, sempre mesmo, remova a maquiagem antes de dormir. "Retirar a maquiagem antes de dormir é um dos passos mais essenciais do seu cuidado com a pele", já nos ensinou Dra. Monalisa Nunes. "A maquiagem tem substâncias que não foram feitas para serem absorvidas pela pele ou para ficarem sobre ela por longos períodos", explica a dermatologista, alertando sobre as consequências de teimar em não tirar sua maquiagem, como o envelhecimento precoce: "É que além da maquiagem, a gente ainda tem toda a poluição do ambiente que foi acumulada na pele durante o dia (ou noite). Além disso, muitas das maquiagens, especialmente as que as brasileiras usam, acabam sendo muito oleosasoclusivas - ou seja, elas formam uma capa sobre a pele, que impede sua oxigenação adequeada e entope os poros. Esse entupimento de poros, por sua vez, gera as famosas espinhas e cravos.".

7- Quanto menos óleo você sentir na sua pele, melhor para a acne

Já ouviu falar sobre efeito rebote? Ele é resultado direto dessa ideia aí em cima, viu? Um dos mitos sobre a acne mais difundidos, a ideia de que você precisa lavar muito o rosto para se livrar da acne na verdade resulta no oposto: ainda mais acne.

É que quanto mais você lavar o rosto, mais você vai estar tirando o óleo natural que sua pele precisa para estar protegida, e ela vai rebater, produzindo ainda mais óleo. E o resultado? Espinhas. Então anota aí: basta lavar o rosto duas vezes por dia, pela manhã e à noite, tá?

+ Controle da oleosidade e hidratação? Nosso Limpador Facial tem os dois!

8- O tratamento para a acne é um só

A gente chega no finalzinho dessa lista já mais esperto, né? A acne pode ser causada por diversos fatores, aparecer em qualquer idade, e seu tratamento pode ser variado. Por isso é tão importante procurar um dermatologista: é ele que vai detectar se você precisa de exames adicionais - será sua acne um sintoma da síndrome de ovários policísticos? Será sua acne fúngica? O tratamento da acne adulta, por exemplo, pode incluir antibióticos, além do cuidado específico com a pele.

+ Como cada ingrediente do Sérum Antiacne trata a acne

Quanto à rotina de cuidados com a pele, há diversos ingredientes que famosamente ajudam no tratamento, como o ácido salicílico, niacinamida e extrato de hamamélis - todos presentes em nossas fórmulas.

+ Cravos e espinhas: os melhores ingredientes para combater e prevenir

Você conhece nosso kit Antiacne? Ele reúne nosso Limpador Facial para uma limpeza delicada e profunda que equilibra a produção de óleo pela sua pele, o Tônico Renovador, que promove a renovação celular da sua pele diminuindo cravos e espinhas e suavizando cicatrizes de acne, e o Sérum Antiacne, que previne e trata as espinhas, podendo ser usado como secativo ou preventivo, no rosto todo.

Já nossa Máscara Purificante limpa e reequilibra a pele prevenindo acne. Sua fórmula reúne a argila verde e prebióticos, que removem a oleosidade excessiva desobstruindo os poros e controlando. Além deles, o pantenol hidrata e fortalece a barreira da pele. Tudo isso em 15 minutos!

vamos conversar?

mais do blog

Turnê Sallve Bahia

Turnê Sallve Bahia

Alô, alô! A Turnê Sallve desembarcou na Bahia! A conversa contou com os nossos embaixadores Luciellen Assis e o Matheus Araponga e convidados
Saiba mais

buscar

sua sacola

  • Loading