Limpeza de pele profunda: o que é, quais os benefícios e quando fazer

O que é a limpeza de pele profunda, o que ela faz e quais são seus benefícios? Uma dermatologista responde suas dúvidas aqui!

A gente já sabe como cuidar da pele em casa: decoramos quais são as 3 etapas essenciais, como inserir um novo cosmético na rotina de skincare e até a ordem em que devemos aplicar os produtos. Mas cuidar da pele vai bem além da nossa bancada e de um espelho: contar com o acompanhamento de um dermatologista é essencial, por exemplo. Outra ótima ajuda para manter a pele sempre saudável e bem cuidada? A limpeza de pele profunda, feita por um profissional.

limpeza de pele profunda

O que é a limpeza de pele?

A limpeza de pele profunda é um procedimento estético realizado por um profissional – esteticista ou dermatologista –, que tem como principais objetivos remover cravos (comedões abertos e fechados) e também fazer uma limpeza mais superficial, fazendo uma esfoliação na pele e retirando o excesso de células mortas.

+ A importância de limpar a pele do nosso rosto

Quais os benefícios?

A Dra. Monalisa Nunes, dermatologista consultora da Sallve, recomenda: "A limpeza de pele profunda, feita por um profissional, é maravilhosa para a pele, especialmente quando falamos em remoção de cravos e sujeiras, ou do excesso de pele morta que já está muito profundo nos poros", explica. "Alguns cravos, como os do nariz, não saem se não for com uma limpeza mais profunda. Tentar removê-los em casa só vai causar mais lesões na pele. Além disso, pode acabar transformando esses cravinhos em espinhas".

+ Quais são os graus de acne e quais os tratamentos para cada um?

A limpeza de pele profunda, portanto, previne o acúmulo do excesso de impurezas que podem obstruir os poros - o que leva à formação de cravos e espinhas.

Outro benefício? Por conta de suas etapas de esfoliação e hidratação, ao final do processo você já consegue perceber o resultado, com textura e tom mais uniformes. É que a remoção da pele morta e dos cravos promovem a renovação celular e acaba uniformizando algumas manchas do rosto.

+ Sabonete para pele oleosa: como escolher seu limpador facial para lavar o rosto

Além disso, a limpeza de pele profunda, por desobstruir seus poros e eliminar o excesso de células mortas, permite com que sua pele absorva melhor todos os ativos dos produtos que você vai aplicar nela em casa.

Como é feita?

A limpeza de pele profunda é constituída de algumas etapas básicas: a limpeza, a abertura dos poros (que acontece geralmente com vapor), a esfoliação, a remoção de cravos, a aplicação de uma máscara calmante, hidratação e, caso feita durante o dia, protetor solar. A remoção dos cravos pode ser manual ou com o auxílio de aparelhos a vácuo.

+ Pele sensível x pele sensibilizada: tem diferença?

Após a limpeza, é essencial não expor sua pele ao sol e pular o uso de produtos com potencial irritativo, como os que contam com ácidos em sua composição. Aqui, de 24h a 48h, o ideal é focar apenas em limpar, hidratar bem e proteger.

Quem deve fazer?

A Dra. Monalisa Nunes afirma que a limpeza de pele é indicada para todos os tipos de pele, mas, principalmente, aquelas com tendência a formação de cravos. Sempre lembrando que a pele deve estar íntegra, sem nenhum machucado ou sensibilidade.

+ Como a Linha Antiacne controla e amolece cravos

"A limpeza de pele é adequada para todos os tipos de pele, desde que feita de forma adequada para cada tipo de pele. Uma pele mais sensível precisa de uma limpeza de pele voltada para pele sensível e assim por diante", dá a dica.

Quando não é indicada?

"Não é indicada para peles que estão machucadas, com herpes ativa, com alguma ferida, peles sensibilizadas e pós-procedimentos estéticos, como peeling", alerta a Dra. Monalisa.

+ Acne: o que é, como tratar e quando procurar um médico

Qual a frequência?

A frequência da limpeza de pele pode variar de acordo com diversos fatores: tipo de pele, sensibilidade e os objetivos principais da realização do procedimentos. Quem te indicará de quanto em quanto tempo você deve fazer o procedimento é o próprio profissional.

No geral, a limpeza pode ser feita a cada 40 dias ou no máximo com um intervalo de dois meses. Peles mais oleosas podem precisar de intervalos menores.

limpeza de pele profunda

O que é preciso para uma boa limpeza de pele?

"Para uma boa limpeza de pele, os principais cuidados são escolher um bom profissional, que seja delicado", ensina Dra. Monalisa Nunes. Outro cuidado? Não tente fazer em casa: "Vejo muitos problemas acontecerem por causa disso. Você pode machucar ou até manchar sua pele e pode piorar um quadro de acne", ressalta a dermatologista.

+ Renovação Celular: o que é por que é tão importante

Lembre-se: a limpeza de pele beneficia todos os tipos de pele, mas alguns cuidados são importantes. Caso você esteja com a pele sensibilizada, com alguma ferida no rosto ou com alguma lesão aberta, espere o período de recuperação/cicatrização para marcar a sua. Um exemplo? Se você fez um tratamento na pele com laser, não faça uma limpeza de pele profunda em seguida.

Alguns componentes dos amolecedores de cravos podem dar alergia, por isso converse com sua esteticista caso seja esse seu caso. De resto? É apenas colher os benefícios do procedimento!

Qual a diferença da limpeza de pele profunda para a limpeza comum?

Bem, a Dra. Monalisa Nunes afirma que a limpeza de pele profunda tem várias etapas e é sempre feita por um profissional. “A limpeza profunda envolve esfoliação da pele, vaporização para amolecer a pele e abrir os poros. Muitas das esteticistas usam fatores emolientes para facilitar a extração dos cravos. A extração é feita de forma manual, mas também pode ser feita com aparelhos. Normalmente segue com uma máscara de tratamento. É um processo, enquanto a limpeza normal envolve limpar o rosto e passar um esfoliante”, explica a dermatologista.

+ Física, química, enzimática: os 3 tipos de esfoliação e as suas diferenças

Pode fazer após tomar sol, com pele bronzeada?

A resposta é não. "É bom evitar fazer em qualquer processo de sensibilização da pele. A pele que foi exposta ao sol, sensível, bronzeada é um desses exemplos que devem evitar a limpeza de pele", diz a dermatologista.

É indicado fazer limpeza de pele em conjunto com outro procedimento?

Não é indicado fazer a limpeza de pele e algum outro procedimento estético em seguida, como peeling, por exemplo.

"Normalmente, espero a pele ficar totalmente regenerada, sem vermelhidão, sem nenhuma sensibilidade para fazer qualquer outro procedimento", completa a especialista.

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

subtotal

Loading
Login efetuado com sucesso!