Traçar uma rotina para viver bem na quarentena

Você tem uma rotina na quarentena? Psicoterapeuta fala sobre a importância de ter uma organização para manter o ritmo, a calma e enfrentar o medo.

A Sallve conversou com a Dra. Francesca Treccani - psicóloga, psicoterapeuta familiar, terapeuta EMDR (dessensibilização e reprocessamento por meio dos movimentos oculares) e membro do Comitê Técnico de Revisão da Terapia Familiar de Roma, Itália, para entender como viver bem durante a quarentena.

#Cuidesecuide

"O inimigo invisível Coronavirus é completamente novo e muito assustador, uma vez que atualmente não existem tratamentos, vacinas ou remédios. Nesse momento de emergência, onde o medo, a sensação de desamparo, raiva, desespero e o risco irracional assumem o controle, devemos tentar cuidar de nós mesmos", inicia a Dra Francesca.

"Em uma sociedade fundada em fazer e produzir, essa emergência nos leva a parar e manter contato conosco e com nossas emoções, nos recuperar e encontrar o nosso tempo. Cuidar de nós e de como nos sentimos não nos impede de experimentar o estresse, mas pode nos ajudar a reduzi-lo, contê-lo e os efeitos negativos podem diminuir, dando-nos a oportunidade de tentar viver esse período da melhor maneira".

Rotina

"Ser capaz de encontrar confiança em nossos sentimentos, basear-se em nosso mundo mais íntimo e ouvir que somos absolutamente capazes de lidar com adversidades, ameaças, improvisações dolorosas que a vida coloca diante de nós é o objetivo", aponta a psicóloga.

Lembra das dicas do nosso home office, de quem trabalha com filhos em casa e dos estagiários da Sallve que estão trabalhando e estudando de casa? Francesca reforça a importância de manter o foco e de seguir um passo a passo diário para se manter bem. "Nesse período 'suspenso' em casa, é importante não mudar completamente a rotina diária, tentar manter o ciclo sono-vigília, arejar a casa, arrumar a cama, cuidar da higiene pessoal, não ficar de pijama o dia inteiro, comer em horários regulares, introduzindo legumes, frutas e água na dieta, tentando ao máximo não transmitir as ansiedades da comida. Siga as orientações sobre regras de higiene indicadas pelo Ministério da Saúde".

Informação sim, mas não 24 horas

Em muitas casas, nesse momento, a TV fica ligada quase o dia todo, as pessoas procuram por atualizações de números de casos, se controla o mundo sentado na cadeira. Mas será que isso nos faz bem?

"Seria aconselhável escolher um ou dois horários por dia para se atualizar sobre a emergência, pois a exposição contínua à tempestade de informações através da TV, rádio, web e redes sociais mantém nosso sistema de alerta em constante estado de excitação e de medo. Melhor também não ver notícias ou promoções do Covid-19 antes de dormir. Apenas utilize fontes e canais oficiais, dada a disseminação de notícias falsas que podem criar mais confusão e alarmismo, alertando o sistema nervoso.

Madison Lavern / Unsplash

Espante o sedentarismo

"Realize atividades e exercícios que o ajudarão a relaxar: muitos vídeos / tutoriais sobre relaxamento, respiração, treinamento autógeno, meditação e ioga estão disponíveis online". Aqui no blog falamos sobre a importância de fazer exercícios físicos e temos um treino para você praticar.

"Tente falar sobre outra coisa e saia do círculo de discursos angustiantes e catastróficos. Use seu tempo livre para ler, assistir séries de TV ou filmes favoritos. Organize o guarda-roupas, ferramentas de garagem, estante de livros".

Experimente

"Cozinhando seus pratos favoritos ou tentando algo que você nunca experimentou, ouvindo sua música favorita, fortalecendo seus pensamentos através de emoções positivas, aproveitando esse tempo cuidando de suas paixões, interesses e experimentando algo novo, para permanecer mais coeso e integral em nível psicológico".

Se cuide.

Você quer ler sobre um assunto específico por aqui? Nos conte, estamos aqui para conversar e trocar experiências.

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading