Ácido hialurônico: com quantos anos posso começar a usar?

Quer iniciar os cuidados com a pele para evitar o envelhecimento precoce? Explicamos aqui quando podemos iniciar a repor o ácido hialurônico.

ácido hialurônico

Em poucos anos, o ácido hialurônico virou o velho conhecido de todo mundo: seja você da turma do lavou ta novo, prático e funcional, quase coreana ou #loucadoskincare, os benefícios do ingrediente são dos mais desejados, como hidratação e devolução da elasticidade à pele - além da capacidade de atuar no preenchimento natural de sinais e linhas de expressão. Não à toa, ele é a estrela da fórmula do nosso Hidratante Firmador - que traz o ativo em oito formas e três pesos, garantindo sua ação em diferentes camadas da pele.

Ácido hialurônico atua para suavizar manchas?

Mas todo mundo pode usar ácido hialurônico?

Um dos motivos pelo qual o ácido hialurônico é tão democrático é seu uso: ele é excelente amigo de todos os tipos de pele. E o mesmo vale para o nosso Hidratante Firmador, desenvolvido a partir de pedidos da nossa comunidade por um hidratante poderoso mas leve, de toque sequinho na pele.

Até pele sensível pode usar? Pode sim! Embora tenha a palavra "ácido" em seu nome, o ácido hialurônico é uma molécula de açúcar com altíssima capacidade de retenção de água (por isso umectante). Na fórmula do nosso Hidratante Firmador, ele aparece aliado a outros ingredientes que agem, assim como ele, na reparação da barreira cutânea da pele - essencial para quem tem pele sensível. 

Hidratante Firmador na pele sensível: essa combinação dá match?

Com quantos anos posso começar a usar ácido hialurônico?

Outra curiosidade do ácido hialurônico é que ele é naturalmente produzido pelo nosso corpo: ele está presente nas articulações e até no nosso globo ocular (córnea, esclera e humor vítreo), mas surge em maior quantidade na nossa pele, onde preenche o espaço entre as células, ajudando a mantê-la firme e, como já te contamos, hidratada e elástica. A partir dos 25 anos, porém, essa produção começa a diminuir, como parte do processo de envelhecimento celular. A sorte é que podemos repor esses níveis com o uso tópico do ativo, recuperando a textura firme da pele.

"Você pode usá-lo desde muito cedo, só depende da indicação do produto. Como é biocompatível, o ácido hialurônico pode ser usado em qualquer idade. Há até hidratantes para bebês que contam com o ingrediente na fórmula", explica Dra. Monalisa Nunes. Ou seja: atente-se sempre à fórmula em que ele é inserido e suas indicações e consulte sempre seu dermatologista.

Ácido Hialurônico é melhor para pele seca?

Embora não haja uma idade específica para começar a inserir o ácido hialurônico na sua rotina, o ingrediente é especialmente indicado a partir da faixa dos 20 anos, justamente pelo início da queda de sua produção pelo nosso organismo. A partir dessa faixa etária, repor o ácido hialurônico perdido pela sua pele é um conselho universal.

Dra. Monalisa Nunes explica que a ação hidratante do ácido hialurônico nos cosméticos é temporária, por isso sua reposição a partir dos 20 anos é especialmente indicada: "Conseguimos repor a perda natural do ácido hialurônico pela nossa pele com sua aplicação tópica, mas o efeito é temporário, já que não é possível acumular a substância na pele. Quando a gente aplica ácido hialurônico via cosméticos, a gente repõe essa perda momentaneamente, e aí há uma diminuição visível do que deu pra disfarçar ali naquela desidratação que, por exemplo, marca mais as ruguinhas". Por isso é tão importante o hábito na sua rotina de skincare, lembra? Essa reposição diária é o que vai manter sua pele mais hidratada, elástica, firme e ajudar na prevenção e tratamento de linhas finas.

Dra. Ana Carolina Sumam alerta também que cada tipo de pele pode precisar de um tipo diferente de produto: “Todas as peles precisam de hidratação, inclusive as oleosas, e quanto mais a gente mantém a barreira cutânea íntegra, mais saudável é a nossa pele e menos propensa a agressões externas e ao desenvolvimento de doenças”, explica.

“A hidratação da pele é sempre bem-vinda, não importa seu tipo. O que vai ser diferente é o tipo de hidratante. Uma pele oleosa precisa de um hidratante com textura leve, com toque seco, não comedogênico, por exemplo. Produtos com uma textura mais cremosa, por sua vez, se adaptam melhor à pele mais seca”, encerra.

Lembrando sempre: consulte seu dermatologista!

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

subtotal

Loading
Login efetuado com sucesso!