Lavar o rosto: 7 erros comuns que você pode cometer e como evitá-los

Pode parecer simples lavar o rosto... Mas, alto lá! Te indicamos sete erros bem comuns que podem comprometer a preparação da pele para o skincare.

Sallve

Quem acompanha o blog da Sallve sabe bem que a limpeza da pele é o passo mais importante do skincare. É com a higiene do rosto que conquistamos uma pele saudável e garantimos uma melhor absorção dos ativos cosméticos. Pense assim: absolutamente tudo o que você passar na sua pele, para ser bem absorvido e eficaz, começa com lavar o rosto.

Mas será que podemos cometer erros ao lavar o rosto - algo que parece tão simples? Acredite: podemos sim! Aqui, você confere sete, para corrigir e afinar sua etapa da limpeza!

1. Lavar o rosto só com água

Tem quem ache que basta jogar uma água no rosto ao acordar para ter completado a primeira etapa da rotina de skincare. Mas a água por si só não tem a capacidade de remover óleo, poluição, sebo e sujeiras que se acumulam sobre a pele. Se você não lava o seu rosto além da água, sua pele não estará pronta para receber os ativos dos cosméticos. E aí o que acontece? Você acaba empurrando a sujeira acumulada para dentro dos poros, e o resultado será cravos e espinhas em profusão.

2. Lavar o rosto muitas vezes ao dia

Sabe aquele ditado de que tudo que é em excesso não faz bem? Pois vale também para a limpeza do rosto. Quem tem pele oleosa pode achar que lavando o rosto várias vezes ao dia vai deixa-la com a sensação de mais sequinha, mas o que acontece é exatamente o contrário. Quando tiramos tanto óleo da nossa pele, ela compensa produzindo ainda mais óleo. Esse é o tão temido efeito rebote da oleosidade. E o efeito rebote não é exclusividade da pele oleosa: ele pode acontecer com todos os tipos de pele.

lavar o rosto

3. Usar sabonete corporal

Você entra no banho e enquanto ensaboa o corpo o passa também no rosto? Então é hora de repensar esse hábito. Ao não optar por fórmulas específicas para seu rosto, e usar um sabonete corporal na face, você pode acabar provocando uma irritação na pele do seu rosto. "A maioria dos sabonetes para o corpo são muito agressivos - quase todos têm sulfato e um pH muito diferente do da nossa pele -, e isso acaba sendo muito irritativo para a pele do rosto, que é muito mais delicada, já que eles podem agredir diretamente sua barreira cutânea", explica Dra. Monalisa Nunes, dermatologista consultora da Sallve, completando: "Pode ser ruim até para a área dos olhos."

4. Água quente

A água quente pode ser uma delícia mas (suspiros) ela, definitivamente, não é uma amiga da nossa pele. Com a alta temperatura removemos toda a oleosidade natural da pele, o resultado é barreira cutânea afetada e pele desidratada, efeito rebotedilatação nos poros. Pronto, temos motivos de sobra para tomar banho no máximo morninho.

5. Lavar o rosto só de manhã / ou só a noite

De um tempo pra cá começaram a se propagar em fóruns especializados, sites de beleza e redes sociais as técnicas de cuidados de quem lava o rosto uma vez ao dia. Conversando com dermatologistas aprendemos que lavar o rosto duas vezes por dia não é o bicho-papão que dizem por aí: lavar o rosto pela manhã tem uma função, à noite outra. É simples assim.

Com um limpador suave, sem agentes agressivos, seguir a indicação de higiene duas vezes ao dia se tornou mais fácil. Quem busca uma alternativa, por sua vez, pode limpar o rosto pela manhã com água micelar.

lavar o rosto

6. Esperar muita refrescância e uma pele seca demais após lavar o rosto

"Muita gente acha que a pele só está limpa mesmo quando tem aquela sensação de muita refrescância ou de pele repuxando", diz Dra. Monalisa Nunes. "Isso não é bacana. A sensação que você deve ter é da pele normal. Se você lavou o rosto e está com uma sensação urgente de que precisa passar um hidratante, com a pele esturricada, é porque aquele sabonete não é adequado para a sua pele."

7. Fazer movimentos bruscos ou lavar o rosto com muita força

"Usar muita força na hora de lavar a pele, como se você estivesse lavando uma peça de roupa, não é legal", continua Dra. Monalisa Nunes. Os movimentos devem ser circulares e delicados para fazer a limpeza da pele.

Usar força demais pode causar um atrito em excesso na pele, que por sua vez abre caminho para um quadro de irritação. "Se o sabonete é esfoliante, é ainda pior: ele pode fazer microfissuras na pele, deixando-a mais sensível e até predispô-la a infecções", segue a dermatologista. "Além disso, você acaba retirando demais os óleos naturais da sua pele, que são importantes para a sua barreira protetora e sua saúde. Movimentos muitos bruscos aumentam a permeação do sabonete, e ele acaba ficando mais potente do que ele deveria ser. Isso não é necessário."

lavar o rosto

Você conhece nosso Limpador Facial? Em textura gel-espuma, ele é livre de sulfatos e limpa profundamente sem deixar a pele repuxando.

Sua fórmula combina niacinamida, extrato de moringa, phytoesqualano e pantenol, para ir além da limpeza e também manter a hidratação.

Nosso Limpador facial tem função antipoluição e tira maquiagem leve, controla a oleosidade da pele sem ressecar e reconstrói a barreira cutânea. Ele também é hipoalergênico, testado oftalmologicamente e dermatologicamente, sem testes e sem ingredientes de origem animal (vegano). Ah, e sua embalagem é 100% reciclável!

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading