Dra Denise Steiner responde tudo o que você sempre quis saber sobre rosácea

O que é rosácea? Tem cura ou só tratamento? Como evitar a inflamação? O qu melhora a vermelhidão? A Dra Denise Steiner responde tudo!

Quem sente na pele a vermelhidão da inflamação de uma rosácea no rosto sabe bem que a doença de pele chega junto a muitas dúvidas. A Julia Petit que tem rosácea há cerca de três anos conta que sofre muito com a condição e é por isso que ela convidou a dermatologista que cuida da sua rosácea para responder a todas as dúvidas da nossa comunidade.

"Meu rosto fica muito quente, fica muito vermelho, uma parte do rosto enche de bolinha. Na bochecha fica muito vermelho, ás vezes a pele fica grossa, os poros ficam super dilatados. Essas bolinhas que eu tenho parecem espinha mas não é, são bolinhas bem pequenas. E é um tratamento bem complexo porque a rosácea não é uma coisa muito simples. Não é só uma coisa que está acontecendo na pele. Ela pode ser bastante incômoda principalmente por causa da aparência, da temperatura e do que a gente chama de flare-up, que é como se a pele estivesse queimando nos lugares em que fica vermelho", explica a Julia.

"Conversei muito durante esses anos com a Dra Denise Steiner e ela me ajuda a aos poucos a controlar essa rosácea que de vez em quando volta, de vez em quando some. Não tem muito uma lógica, ás vezes pode estar ligada a comida, a bebida, a algo emocional. Agora no começo da pandemia, por exemplo, da quarentena, eu fiquei com a pele muito esquisita, com a pele muito muito vermelha, acho que de tensão e ansiedade", contou nos nossos stories.

Você também se identificou com o relato da Julia? Então vamos entender mais sobre essa condição. Com vocês, as explicações da Dra Denise Steiner:

Dhyamis Kleber / Pexels

O que é rosácea?

Trata-se de uma doença inflamatória de pele que a gente não sabe a causa exata mas que os vasos estão comprometidos. É como se eles não funcionassem adequadamente. A rosácea compromete principalmente mulheres na meia-idade de rosto muito claro. Pessoas de pele não tão clara, ás vezes, também podem apresentar a rosácea, mas é muito mais raro.

A pele, com o passar do tempo, vai ficando mais fina, mais fragilizada. Os vasos vão ficando um pouco menos responsivos, porque a parede deles não está tão tonificada. Há uma tendência de piorar com a idade. Por isso é importante o cuidado diário: a limpeza, a hidratação e a fotoproteção.

Qual é a causa? E como evitar a rosácea?

Você pode ter a genética, você pode ter essa doença e nem saber. Não tem como evitar esse tipo de tendência. Agora, você pode evitar as situações que pioram a rosácea, como ingestão de bebidas alcoólicas, mudança de temperaturas muito bruscas e também uma questão muito importante: exagerar no sol, que deixa a pele vermelha. E também diminuir o estresse e melhorar a alimentação. Todos esses fatores vão ajudar você a controlar melhor a rosácea.

Existe uma associação da rosácea com um ácaro que fica na nossa pele, o Demodex foliculorum. Algumas peles com rosácea, têm mais esse ácaro. Existem inúmeras causas, que talvez em conjunto consigam provocar a rosácea.

Muita gente acha que o estresse pode ser a causa principal da rosácea. É bem frequente eu observar que nas minhas pacientes, elas estão bem, elas estão controladas, aparentemente nem têm rosácea e de repente acontece um problema, um estresse muito grande, principalmente aquele tipo de coisa que você não tem controle e já estoura aquele monte de bolinhas. Ou a pele começa a ficar muito mais vermelha. Aquelas pessoas que têm uma rosácea muito importante devem também paralelamente abordar o lado emocional como for possível, talvez com uma terapia ou algo semelhante.

A rosácea tem cura ou tem só controle?

Essa pergunta é muito difícil pros médicos responderem.
As pessoas têm geneticamente certas predisposições e a gente não pode curar a pessoa daquele gene, daquela predisposição. Então, eu posso manter uma rosácea controlada e a pessoa bem, sem manifestações clínicas, a vida toda. Mas isso não quer dizer que eu curei exatamente. Ela pode, numa situação emocional, por exemplo, de limite, apresentar a rosácea novamente.

Como identificar a rosácea?

Existe um diagnóstico médico.
Pode haver algum grau de confusão com duas questões: uma é que as pessoas muito clarinhas, mesmo não tendo rosácea, podem ter a pele bem avermelhada. E também pode existir uma situação onde haja confusão entre rosácea e acne. Por isso, é importante que se houver um eritema, um avermelhamento persistente no rosto, você procure um profissional adequado, um dermatologista, para que ele possa fazer o diagnóstico.

Atenção: não é um tipo de pele, é uma doença inflamatória.

O que ajuda a melhorar a vermelhidão da rosácea?

O principal é saber que a rosácea não é só uma alteração de cor da pele mas sim uma doença. O que melhora o vermelhão, é tratar a rosácea. É necessário fazer o diagnóstico, ver em que grau que nós estamos, porque existem vários graus de rosácea. E então estabelecer o tratamento, que vai ajudar a vermelhidão.

Existem algumas medicações só para mudar o avermelhamento, mexendo somente nos vasos. Mas logicamente, cremes calmantes e hidratantes ajudam. E também evitar as situações que pioram como por exemplo ingestão de álcool exageradamente.

Além da vermelhidão, a rosácea pode dar carocinhos no rosto?

Sim, além da vermelhidão nós podemos ter carocinhos no rosto quando temos a rosácea. Aliás, quando existe só a vermelhidão, é o grau um da rosácea. Mas em geral há crises de bolinhas, inclusive com aspecto de pus na superfície. Elas geralmente aparecem em grupos e também sempre a base daquele local está bastante avermelhada. Quando começam esses surtos de bolinhas pode haver confusão com a acne.

Que tipos de produtos posso usar? E o que não usar de forma alguma?

Nós temos que separar as coisas: tratamento e manutenção.

Se nós estamos fazendo um tratamento para rosácea, vamos usar cremes que são medicações e que devem ser prescritas pelo médico.

Mas, se você estiver lidando com a pele com rosácea no dia-a-dia, o mais importante é a hidratação seguida pela fotoproteção e também produtos de limpeza neutros. Na manutenção, talvez, com uma frequência muito baixinha, você possa acrescentar algum ácido.

Por isso que eu falo, primeiro, lembrar sempre essa regra: a rosácea tem que ser tratada com medicações. E quando ela tiver que ser mantida com os cremes do dia-a-dia ele também deve ser receitado pelo médico pra que possa ser o mais neutro e o mais adequado possível.

Quanto menos mexer, quanto menos estímulos externos, tanto de fricção, de manipulação, como de produtos, é melhor. Deve ser estabelecido um planejamento do tratamento de uma pele com rosácea: como hidratar, quantas vezes hidratar, que tipo de produto de limpeza utilizar, qual o fotoprotetor. E como tem uns cravinhos e um pouco de acne, vamos fazer uma limpeza de pele a cada três meses. A retirada de cravos deve ser feita com muita sensibilidade, com muito cuidado. O mínimo de produtos deve ser utilizado e também é importante a vaporização para que eles saiam com mais facilidade.

Alimentação influencia muito na rosácea?

Sim. Aquelas pessoas com uma rosácea importante, com forte predisposição, pioram com bebidas alcóolicas, porque o álcool é um vasodilatador. Mas nós devemos evitar na rosácea os alimentos inflamatórios: o leite e os derivados de leite; e também os alimentos de alto índice glicêmico, que se transforma em açúcar rapidamente. Você deve ter uma dieta mais anti-inflamatória.

Quem ajuda? As verduras muito verdes, as frutas principalmente as vermelhas, e um bom equilíbrio entre gordura, proteína e carboidrato.

Esponjas de limpeza facial elétricas podem agravar a rosácea? Pode fazer esfoliação na rosácea?

Isso não é muito interessante, porque a rosácea é uma pele com muita sensibilidade. A limpeza deve ser suave, somente com os movimentos das mãos como se você massageasse discretamente e enxaguando muito bem com água. Isso porque, mecanicamente, ela pode ser estimulada por movimentos, porque o vaso reage. E também porque se você usar esfoliantes, você pode ter reação ao produto químico.

A esfoliação não é muito indicada. Qualquer tipo de fricção, qualquer produto a mais, pode desequilibrar essa pele. A rosácea deve ser tratada com os produtos mais neutros possíveis e sempre mantendo a hidratação.

Como cuidar da pele oleosa com rosácea?

Cada vez mais são publicadas casuísticas de haver uma associação entre rosácea e acne. Então, quando houver a associação de pele oleosa com acne é importante que você não agrida muito a pele.

O que você não pode usar é aquele conjunto todo de produtos que ressequem a pele: sabonete para pele oleosa, produto para pele oleosa, filtro solar para pele oleosa, porque, de repente, você vai desidratar tanto a tua pele que vai piorar a rosácea.

vamos conversar?

mais do blog

Turnê Sallve Goiás

Turnê Sallve Goiás

A nossa Turnê Sallve continua rodando os 27 estados brasileiros em encontros virtuais. E do...
Saiba mais

buscar

sua sacola

  • Loading