Como cuidar da pele com queimadura de sol

Passou do ponto e a pele ficou com queimadura de sol? Aqui você aprende a cuidar dela de forma segura com dicas da dermatologista Dra. Monalisa Nunes.

como cuidar da pele queimada do sol

A gente sabe que todo cuidado é importante no cuidado com a nossa pele durante o verão: proteger nossa pele da radiação solar é fundamental para curtirmos tudo de mais incrível que o sol pode proporcionar, sem riscos para a nossa saúde. Mas e quando a gente passa do ponto? Como cuidar da pele com queimadura de sol? É isso que você vai aprender aqui, com indicações da Dra. Monalisa Nunes, dermatologista consultora da Sallve.

Antes das indicações da dermatologista, vamos lembrar a diferença entre pele bronzeada e pele queimada? A pele bronzeada surge devido ao aumento da melanina, um pigmento cutâneo que age quando nossa pele entra em contato com a radiação solar, como uma forma de proteção. Quando extrapolamos, como naquele dia incrível na praia, na laje, na piscina ou até na varanda de casa, ela acaba queimada.

queimadura solar é o dano causado pela radiação ultravioleta (UV) e que geralmente aparece poucas horas após exposição excessiva à luz do sol. "Temos sinais inflamatórios como vermelhidão, ardor e calor. A pele fica desidratada e sensível e, em muitos casos, temos a morte celular com descamação intensa nos dias seguintes”, explica Dra. Monalisa, citando ainda bolhas, febre, calafrios e até dor de cabeça em casos de insolação.

+ Como cuidar dos cabelos no verão

Abaixo, Dra. Monalisa Nunes ensina os cuidados com a pele quando acontece a queimadura de sol

Sentiu que passou do ponto no bronzeado, e que ele virou queimadura? O primeiro passo, segundo Dra. Monalisa Nunes, é interromper imediatamente a exposição solar: "Tem gente que vê que já está queimado e continua na praia", nota. Para acalmar a pele, compressas de água fria são bem-vindas, assim como sprays de água termal ou brumas calmantes.

+ Quais são os cuidados com a pele pós-verão?

Ajustes no banho para a pele queimada do sol

Outra indicação da Dra. Monalisa? Ajuste não só a temperatura da água do seu banho ("o mais frio que você conseguir", ela sugere) quanto sua duração - ele deve ser o mais rápido possível. Dê também preferência a sabonetes mais hidratantes e não use esponjas para limpar a pele.

Queimou a pele? Aposente, enquanto ela não se recupere, esfoliantes e qualquer tipo de produtos mais abrasivos ou com ácidos. Nesse estado, você só deve limpar, hidratar e proteger sua pele. Ah, e no caso do hidratante, uma fórmula com propriedades calmantes e/ou cicatrizantes, como o Hidratante Reparador, é bem-vinda.

+ Danos pós-sol e assaduras: o Hidratante Reparador ajuda

Quando é melhor procurar um dermatologista?

Vale lembrar, porém, que estar em contato com seu dermatologista é o ideal. "Em caso de queimaduras muito dolorisas ou descontinuidade na pele, como feridas, úlceras, a famoso 'carne viva', e também quando houver febre, diarreia, náuses e outros sintomas associados, é essencial procurar um dermatologista", afirma Dra. Monalisa. Outro sintoma para procurar o profissional? "Caso haja uma piora ou reaparecimento de outras doenças de pele pré-existentes", completa a dermatologista.

+ Pele sensível: o que é, quais as características e como cuidar

E a exposicão solar, quando pode voltar a fazer parte da rotina após a queimadura de sol? "Só quando a pele estiver completamente regenerada, sem descamação ou sensibilidade", finaliza a doutora.

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

subtotal

Loading
Login efetuado com sucesso!