13 hábitos que aceleram o envelhecimento da pele

Elencamos 13 hábitos que podem contribuir para o envelhecimento da pele. Vamos conversar? Pode ser um bom momento para revermos alguns nossos costumes.

Muitas vezes mantemos velhos hábitos que sabemos que não nos fazem bem, mas os repetimos, repetimos e repetimos. Que tal pensarmos se não é hora de beber mais água, proteger a pele ou cuidar mais da nossa amada cútis para que ela não sinta tanto o efeito da poluição?

Confira 13 hábitos que podem influenciar na saúde da nossa pele.

1 Água

Quando mantemos um consumo diário de pouca água, podemos sentir vários sintomas, e um desses é a pele desidratada. A SBD - Sociedade Brasileira de Dermatologia - indica que "uma boa hidratação deve ser feita por dentro e por fora. Por isso, além do uso de dermocosméticos específicos [para cada tipo de pele], recomenda-se a ingestão diária de, no mínimo, dois litros de água". Tem dificuldade em se organizar e beber a quantidade recomendada? Aqui você encontra várias ideias para garantir o consumo de água.

2 Tabagismo

Sabe o viço que a gente fala por aqui que tanto ama? Pois o cigarro não é amigo dessa pele com aspecto saudável, porque a cada tragada a concentração de oxigênio no sangue diminui e por isso deixa a pele opaca. O tabagismo causa a liberação de radicais livres e assim acelera a perda de colágeno, ou seja, compromete a proteína fundamental para a estrutura, elasticidade e firmeza da pele. Um drama, não é? Não para por aqui: por conta da nicotina, a pele fica com tom amarelado e podem aparecer manchas.

3 Protetor solar

O protetor solar é daqueles grandes amigos que deveríamos ter sempre por perto, faça chuva ou faça sol - e não apenas na beira da piscina ou na areia do mar. A falta de proteção e o excesso de exposição solar são os principais responsáveis pelo fotoenvelhecimento com manchas, rugas, flacidez, pele áspera e até mesmo câncer de pele.
O protetor solar é um cuidado que pode nos acompanhar em todas as quatro estações. Ele deve ser usado todos os dias, inclusive nos dias nublados, afinal, mesmo com a luminosidade reduzida, nós estamos expostos aos raios UVA e UVB, sabia? Aprenda a escolher o FPS do protetor.

4 Poluição

“Essas substâncias que ficam no ar em grandes cidades – monóxido de carbono, sílica, fuligem etc. - acabam acumulando na pele. Elas vão obstruir os poros e dificultar que as células de defesa atuem da melhor forma, sofrendo um processo de regulação um pouco descontrolado. Há um aumento na ‘fabricação’ de radicais livres, devido à presença desses poluentes. A pele pode ficar com um quadro inflamatório maior”, explica a Dra. Fernanda Junqueira, dermatologista no nosso texto Como a poluição pode prejudicar a sua pele? "Sinais, poros dilatados, enfim, até mesmo manchas em alguns quadros clínicos”, são os efeitos, aponta a médica. A forma de evitar esses efeitos é, em primeiro lugar, higienizar bem a pele - alô Limpador Facial. E em seguida, prevenir e antioxidar - oi, Antioxidante Hidratante.

5 Luz azul

Também é preciso proteger a pele da luz visível, que é a iluminação emitida por lâmpadas e pela tela do computador ou celular", esclarece o Dr. Alberto Cordeiro, dermatologista. Ela pode agravar problemas, como o melasma, promovendo uma pigmentação mais difícil de tratar, e é uma das maiores responsáveis pelo envelhecimento precoce da pele, aumentando a produção de radicais livres. O que fazer para cuidar da pele? Limpar (oi, Limpador Facial), hidratar e antioxidar (olá, Antioxidante Hidratante) e proteger com filtro solar.

Laura Chouette / Unsplash

6 Sedentarismo

A prática de exercícios físicos regularmente se reflete positivamente em todo o nosso organismo, inclusive na nossa pele. Melhora a circulação sanguínea na pele e combate a flacidez entre tantos outros benefícios. Quer dicas para não ficar parado? Temos aqui.

7 Estresse

Estresse e acne tem tudo a ver, sabia? Durante um momento de ansiedade ou estresse, há um aumento na liberação dos hormônios, adrenalina, insulina e cortisol, fazendo com que a produção das glândulas sebáceas aumente, piorando e contribuindo para o aparecimento de pústulas. Quer saber mais? Relembre o nosso Guia da acne: o que é, como prevenir e quando procurar um médico.

8 Tomar banho quentíssimo

Quem segue o blog da Sallve já aprendeu que a água quente não é amiga da nossa amada cútis e que afeta a barreira cutânea e deixa a pele desidratada. "Com essa desidratação, a pele entende que precisa produzir ainda mais óleo (o temido efeito rebote), o que pode causar uma dilatação nos poros", explicou a dermatologista Dra. Camila Rosa no nosso texto sobre a água quente. Ela explicou ainda que "dermatites pioram muito com água quente". Então, vamos regular o banho morno, combinado?

9 Dormir mal

Há um motivo se existe a expressão "sono da beleza" e ela não é por acaso, viu? Pra começo de conversa: uma noite em branco resulta em olheiras e na falta de viço (a cafeína presente no nosso Antioxidante Hidratante é uma maravilha para desinchar a área, sabia?) O sono é essencial para a produção de hormônios como a melatonina, que tem efeitos calmantes. Assim como o nosso sono / vigília, as células epidérmicas também funcionam em um ritmo circadiano. Dessa forma, se você dorme pouco, todo o processo de reparo vai por água abaixo. Curiosidade: você sabia que a humanidade nunca dormiu tão pouco?

10 Excesso de álcool

A gente já conversou aqui: conhecer os efeitos do álcool na pele é essencial para saber como evitar que sejam permanentes. Para se ter ideia do estrago: para metabolizar uma molécula de álcool, seu organismo precisa lançar mão de nove moléculas de água. Quando não há moléculas de água suficientes no corpo, o organismo passa a retira-las da pele. Tem ainda o efeito inflamatório: sabe aquela cara de ressaca? É disso que estamos falando, somado à acentuação da acne e para quem rosácea, a vermelhidão aumenta.

11 Alimentação desequilibrada

Uma alimentação equilibrada, com pelo menos cinco porções de frutas ou verduras ao dia (indicação da OMS), é um dos passos essenciais para um organismo. A dermatologista consultora da Sallve, Dra Liliana Bechelli Torloni, explicou no nosso texto Quais alimentos podem ajudar a manter a pele saudável que “podemos considerar os macronutrientes (carboidratos, gorduras e proteínas) como elementos de fundamental relevância para nossa saúde e, consequentemente, para a pele, se consumidos de maneira equilibrada, dando preferência aos mais saudáveis. E estudos têm demonstrado a importância de determinados micronutrientes (minerais e as vitaminas) na manutenção da integridade e capacidade de reparação da pele”. Relembre o nosso post e confira onde encontrar elementos que podem ajudar a deixar a pele mais saudável.

12 Dietas drásticas

Sabe aquela velha história do efeito sanfona? As dietas drásticas, aquelas fortíssimas que fazem perder muitos quilos num intervalo de tempo muito pequeno? Essa é uma fórmula que acelera o envelhecimento. Os sinais que vemos na pele são a flacidez, tez sem elasticidade e com linhas.

13 Não seguir a rotina de skincare

A gente começou esse assunto falando sobre a água, sobre a importância de beber a quantidade recomendada para ter uma pele hidratada de dentro para fora. E fechamos esse assunto com outro lado dessa moeda: a hidratação que se completa de fora para dentro, ou seja, com um dermocosmético.
Quando a Luiza Brasil passou por aqui, nos ensinou um bom tanto sobre autoestima e autocuidado. E lançou um desafio, o de que você responda: quando você começou a amar a tua pele?
Afinal, quando nos amamos nos cuidamos e isso significa também um rosto bem higienizado, hidratado e protegido.
Pronto para começar uma rotina? A família Sallve foi pensada para todos os tipos de pele e idades: Limpador Facial, Antioxidante Hidratante e Hidratante Firmador.

vamos conversar?

mais do blog

buscar

sua sacola

  • Loading